×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de outubro de 2021

Governo brasileiro abre consulta pública sobre nova legislação para startups

Governo brasileiro abre consulta pública sobre nova legislação para startupsFoto: Pixabay

Um questionário foi criado para receber as contribuições dos cidadãos sobre a proposta em construção. A sondagem está acessível no site www.StartupPoint.gov.br. As sugestões podem ser enviadas até o dia 23 de junho.

Por Jonas Valente – Agência Brasil Brasília - 25/05/2019 - 20:27:49

O governo federal abriu consulta pública com o intuito de conhecer a opinião de interessados e receber sugestões para nova legislação voltada às startups – nome dado a pequenas empresas de tecnologia com viés inovador, que fornecem serviços à sociedade em diversas áreas.

O objetivo da consulta pública é subsidiar a elaboração de um novo marco legal para o setor, que abrange conjunto de normas formado não somente por uma lei ordinária, mas também por outras modalidades de regras, como decretos, portarias e instruções normativas que afetam o ambiente de negócios para essas firmas de tecnologia.

Um questionário foi criado para receber as contribuições dos cidadãos sobre a proposta em construção. A sondagem está acessível no site www.StartupPoint.gov.br. As sugestões podem ser enviadas até o dia 23 de junho.

O instrumento vai subsidiar a elaboração de normas. A primeira pergunta do questionário indaga sobre a necessidade de estabelecer definição na legislação para o termo “startup”. O texto da consulta lembra que há conceitos diversos, alguns focando o caráter inovador dessas companhias e outros destacando a emergência de novos modelos de negócio.

A consulta levanta opinião sobre que critérios caracterizariam uma startup, passando por número de funcionários, depósito de patentes, enquadramento societário, grau de uso de tecnologia, nível de ineditismo em modelos de negócios e comercialização de serviço inovador.

Ainda faz parte do conjunto de perguntas do questionário a indicação de quais benefícios tributários essas empresas deveriam possuir, bem como obrigações de investimentos. A consulta traz propostas de leis e outras normas sobre temas como responsabilidade solidária em caso de fechamento e instrumentos de fomento à Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação.

“A gente tem mais de 12 mil startups no Brasil. A ideia é remover barreiras e obstáculos e criar instrumentos que apoiem o desenvolvimento dessas startups”, explica o subsecretário de Inovação da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação da Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Igor Nazareth.

Segundo o subsecretário, após a conclusão da consulta, a equipe do ministério vai avaliar as contribuições. Ele espera um grande volume, uma vez que em dois dias já foram mais de 230 sugestões. “Uma vez que a gente tiver aí os instrumentos normativos, vamos fazer uma avaliação com outros órgãos de governo para depois enviar isso pro Congresso”.

A abertura da consulta foi decidida por subcomitê formado pelos ministérios da Economia e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), além de outros órgãos públicos, associações do setor e entidades da sociedade civil organizada, para discutir os desafios dessas firmas.

Saiba mais

Edição: Gilberto Costa


Comentários para "Governo brasileiro abre consulta pública sobre nova legislação para startups":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Ataques hackers movimentam venda de seguros contra risco cibernético

Ataques hackers movimentam venda de seguros contra risco cibernético

Arrecadação do setor cresceu 161% de janeiro a agosto

Manguezal de mais de 120 mil anos descoberto no México

Manguezal de mais de 120 mil anos descoberto no México

Uma equipe de pesquisa mexicana e norte-americana descobriu uma antiga floresta de mangue de mais de 120 mil anos no coração da península de Yucatan, no sudeste do México, comunicou a Universidade de San Diego, nos EUA.

WhatsApp e o Instagram são os aplicativos mais populares no Brasil, diz pesquisa

WhatsApp e o Instagram são os aplicativos mais populares no Brasil, diz pesquisa

Usuários brasileiros entre os maiores dependentes do celular

Economia desiste de aumentar em R$ 650 mi recursos para ciência e tecnologia

Economia desiste de aumentar em R$ 650 mi recursos para ciência e tecnologia

A divisão do dinheiro com outras áreas frustrou pesquisadores que já contavam com o dinheiro em 2021.

'Isso não é verdade': Zuckerberg nega que Facebook priorize lucro sobre segurança dos usuários

'Isso não é verdade': Zuckerberg nega que Facebook priorize lucro sobre segurança dos usuários

Nesta terça-feira (5), Mark Zuckerberg reagiu às recentes declarações de Frances Haugen, a ex-engenheira de dados do Facebook que acusou a empresa perante o Senado dos EUA e exortou os senadores a aumentarem a pressão regulatória contra o gigante informático.

Facebook revela motivo da falha global que derrubou seus serviços

Facebook revela motivo da falha global que derrubou seus serviços

Em comunicado oficial, a empresa afirmou que uma mudança na configuração de roteadores comprometeu o sistema.

Cientistas desenvolvem tecnologia de energia eólica inédita no Brasil

Cientistas desenvolvem tecnologia de energia eólica inédita no Brasil

Grupo da UFSC é pioneiro nesse tipo de estudo na América Latina

Computação em nuvem se torna crucial para aumento da receita de 87% das empresas

Computação em nuvem se torna crucial para aumento da receita de 87% das empresas

A adoção da cloud nas empresas, em geral, tem se mostrado item essencial para se manterem no mercado competitivo, a frente da concorrência e com melhor time-to-market, principalmente nos e-commerces, afirma Flavio Freitas de Oliveira Neto, bacharel em Ciência da Computação, com MBA em Inteligência Artificial.

ONU defende inclusão digital dos idosos e combate a estereótipos

ONU defende inclusão digital dos idosos e combate a estereótipos

A pandemia ampliou a necessidade de se fechar a divisão digital para as pessoas idosas

Youtube vai bloquear conteúdos antivacinas e negacionistas

Youtube vai bloquear conteúdos antivacinas e negacionistas

Plataforma é propriedade da Google.

Startup oferece vídeos educativos criados por crianças em sala de aula

Startup oferece vídeos educativos criados por crianças em sala de aula

Animações abordam temas relevantes com tradução em libras