×
ContextoExato

Grupo que violou uso de máscara é condenado a abrir covas na Indonésia

Grupo que violou uso de máscara é condenado a abrir covas na IndonésiaFoto: Portal DW

Sepultamento em Java Oriental: Indonésia tem registrado aumento de casos nas últimas semanas

Portal Dw - 15/09/2020 - 16:35:15

Oito infratores são obrigados a cavar sepulturas para vítimas da covid-19. Autoridades esperam que punição tenha efeito dissuasivo sobre pessoas que não pretendem seguir regra sanitária para conter contágios.

Oito pessoas que violaram o uso compulsório de máscaras em público na Indonésia foram obrigadas pelas autoridades a cavar sepulturas para vítimas de covid-19. O caso ocorreu na província de Java Oriental, segundo informações do jornal Jakarta Post , principal diário em língua inglesa do país

Uma autoridade local disse ao veículo que a medida visa não só punir o grupo que se recusou a usar máscaras, mas também mandar uma mensagem para potenciais infratores e ainda compensar a falta de coveiros no cemitério do vilarejo de Ngabetan.

"No momento só há três coveiros disponíveis. Então achei que era o caso de colocar essas pessoas para trabalhar com eles", disse a autoridade, identificada como Suyono, chefe do distrito de Cerme.

Ele acrescentou que a sanção incluía apenas a abertura de sepulturas, e que os condenados não tomariam parte nos enterros por razões sanitárias. Os infratores foram divididos em duplas, sendo um responsável por cavar e o outro, por instalar tábuas no interior.

"Espero que isso tenha um efeito dissuasivo sobre outras potencias violações", disse Suyono.

Pelas leis locais, quem desrespeitar a obrigatoriedade de usar máscara em público pode ser condenado a pagar multa ou prestar serviço comunitário.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, a Indonésia já registrou 225.030 casos de covid-19 desde o início da pandemia. Pelo menos 8.965 pessoas morreram no país.

Nas últimas duas semanas, o país registrou quase 50 mil novos casos. O aumento recente fez com que as autoridades da capital, Jacarta, implementassem novas medidas de isolamento, fechando atrações turísticas e proibindo aglomerações.

Comentários para "Grupo que violou uso de máscara é condenado a abrir covas na Indonésia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório