×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 03 de julho de 2022

Humberto Fonseca deixará secretaria de Saúde? E daí?

Humberto Fonseca deixará secretaria de Saúde? E daí?Foto:

Pode até ser boato, fofoca, conversa de corredor ou veneno dos inimigos políticos

Redação - 07/01/2017 - 10:34:38

Por que será que toda a vez que se fala na queda de um secretário há um grande alvoroço na cidade? Todos querem saber o motivo, quem será escolhido como substituto, todos os bastidores da decisão. Mas o que se nota é que nada muda, trocando ou não de secretario.

Quer um exemplo? O ainda secretário de Saúde, Humberto Fonseca, que é sem dúvida um dos mais insossos que passaram pela pasta. Como bola da vez, é sobre ele os rumores do troca-troca no GDF. Mas convenhamos, além dos vistosos olhos claros, o que mais Fonseca fez que mereceu elogios? Nada.

Sem poder de convencimento, sem autoridade, e para alguns dos seus críticos, sem credibilidade. Não mostrou para o que veio, nem por que se vai. Foi, sem dúvida, um dos mais apagados gestores que já se sentaram naquela cadeira no governo Rollemberg . Além de uma frieza sobrenatural quando comentava sobre as constantes mortes de pacientes por falta de estrutura mínima dos equipamentos de saúde do DF.

Prefiro acreditar que todas essas impressões a mim mostradas pela imagem do ainda gestor tenha um motivo: acredito piamente que qualquer nome escolhido para aquele cargo esteja ali meramente como item ilustrativo. Poderia até classificar como uma “rainha da Inglaterra”, mas pelo menos a rainha ainda possui seus súditos.

Entra e sai secretário, constatem, o perfil de gestão pouco muda. Por que será? A impressão que dá é que existe algo por trás que não deixa as coisas melhorarem.

Cresce na cidade o discurso do “quanto pior, melhor”. E pelo pior: a vida das pessoas está sendo banalizada.

Pode até ser boato, fofoca, conversa de corredor ou veneno dos inimigos políticos: não importa. Se realmente for constatado que o ainda secretário deixará o cargo na Saúde, resta-me dizer apenas uma coisa: tanto faz.

Não será o próximo que mudará a gestão. Não sei se falta de liberdade ou excesso dela. Mas uma coisa eu sei: se nem os olhos claros do ainda secretário serviu para aliviar a visão infernal que enxergamos diariamente pela Rede Pública de Saúde no DF, o que será que o possível próximo gestor terá de atributo para dar conta de permanecer no cargo? Inteligência que não deve ser.

Comentários para "Humberto Fonseca deixará secretaria de Saúde? E daí?":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Receita federal alerta para golpe do falso IOF antecipado via Pix

Receita federal alerta para golpe do falso IOF antecipado via Pix

Estelionatários simulam liberação de empréstimos

Consumidor procura mais por programas de pontos em viagens aéreas

Consumidor procura mais por programas de pontos em viagens aéreas

Na compra de viagens aéreas não é diferente A soma anual das emissões e resgates de pontos chegou a 22,4 milhões de transações em 2021

Amazônia e Cerrado registraram recordes no número de queimadas, aponta Inpe

Amazônia e Cerrado registraram recordes no número de queimadas, aponta Inpe

Os dados são do Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

Reservatórios têm melhor patamar desde 2012, indicam dados do ONS

Reservatórios têm melhor patamar desde 2012, indicam dados do ONS

O controle de vazão teve como foco as bacias do Rio Grande e do Rio Paraná, consideradas a "caixa d'água do Brasil

Brasil é um dos 10 piores países do mundo para se trabalhar, revela pesquisa

Brasil é um dos 10 piores países do mundo para se trabalhar, revela pesquisa

O Brasil ficou na faixa cinco, a pior do ranking, ao lado de Bangladesh, Belarus, Colômbia, Egito, Filipinas, Mianmar, Guatemala e Suazilândia.

Fiocruz alerta que novas pandemias podem surgir de vírus da Amazônia

Fiocruz alerta que novas pandemias podem surgir de vírus da Amazônia

Os locais de maior risco de surtos são as cidades amazônicas remotas junto a áreas de desmatamento.

Cinquenta sem-terra se formam em Medicina Veterinária no RS nesta sexta

Cinquenta sem-terra se formam em Medicina Veterinária no RS nesta sexta

Essa é a terceira turma especial ofertada pelo Programa Pronera, resultado da luta do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

Criminalização e preconceito, a dura realidade das pessoas em situação de rua

Criminalização e preconceito, a dura realidade das pessoas em situação de rua

38,2% da população em situação de vulnerabilidade foram para a rua desde o início da pandemia

Exposição dá visibilidade a mulheres que convivem com doenças raras e deficiência

Exposição dá visibilidade a mulheres que convivem com doenças raras e deficiência

O titular da Secretaria destacou que momentos como este servem para dar luz às necessidades e aos desafios vividos por este público.

Violência faz IBGE buscar apoio da PF para coletar dados na Amazônia

Violência faz IBGE buscar apoio da PF para coletar dados na Amazônia

Mais de 200 mil trabalhadores recrutados pelo IBGE devem ir a campo coletar as informações de cerca de 76 milhões de lares

Brasil é o 89º em ranking da liberdade de expressão medido em 161 países, diz ONG

Brasil é o 89º em ranking da liberdade de expressão medido em 161 países, diz ONG

A queda de braço entre o presidente e o Judiciário também é tomada pela ONG Artigo 19 como um ponto crítico no caso brasileiro