×
ContextoExato
Responsive image

Ibaneis Rocha adia para 18 de maio a reabertura do comércio no DF

Ibaneis Rocha adia para 18 de maio a reabertura do comércio no DFFoto:

Previsão inicial era de ampliação do funcionamento das atividades não essenciais para segunda (11/05). GDF também espera decisão da Justiça

Caio Barbieri - Metrópoles - 07/05/2020 - 09:02:38

O governador Ibaneis Rocha (MDB) decidiu adiar, para o próximo dia 18, a ampliação do funcionamento do comércio no Distrito Federal. A princípio, a reabertura de mais atividades não essenciais estava prevista para segunda-feira (11/05). A Justiça, porém, suspendeu essa medida e marcou para esta quinta-feira (07/05) uma visita à sala de situação do GDF para se inteirar das medidas preventivas que serão tomadas antes de se posicionar definitivamente sobre o assunto.

O GDF está preocupado especialmente com o avanço dos casos de coronavírus no Complexo Penitenciário da Papuda, mas também com a falta de um plano nacional estruturado de combate à doença. Enquanto os números não param de crescer, mais pessoas estão nas ruas. Conforme mostra reportagem do Metrópoles desta quinta, 60% dos moradores do DF ignoram o isolamento.

Ibaneis Rocha disse à coluna Grande Angular, na manhã dessa quarta-feira (06/05), que dará conhecimento à Justiça sobre as atividades comerciais que têm previsão de reabertura, assim como as regras que devem ser seguidas para evitar a disseminação do novo coronavírus.

1 /5

O governador disse ainda que a reabertura do comércio depende da avaliação do Poder Judiciário. “Tudo depende da Justiça”, declarou.

Ibaneis refere-se à decisão da juíza titular da 3ª Vara Federal Cível do DF, Kátia Balbino de Carvalho Ferreira, que suspendeu, na madrugada dessa quarta-feira (06/05) , a ampliação do funcionamento do comércio.

A magistrada também definiu que poderá rever o assunto após a visita de uma comissão ao Palácio do Buriti, agendada para as 10h desta quinta-feira (07/05). Na ocasião, o GDF deverá apresentar o plano de reabertura das atividades durante a pandemia do novo coronavírus.

A juíza federal quer ter acesso aos dados, com datas por bloco de atividades e regras sanitárias para cada ramo, referentes ao planejamento da retomada do comércio.

A decisão não alterou as permissões dadas anteriormente pelo GDF para que alguns setores abram as portas, como óticas, escritórios de advocacia, lojas de móveis e imobiliárias.

“O que mais importa nessa decisão é a averiguação por parte do Judiciário de que tudo que fizemos foi devidamente validado e não causou qualquer tipo de risco à população”, avaliou o governador.

O DF registrou a 35ª morte por coronavírus. A vítima é um homem de 68 anos, morador do Riacho Fundo I. O paciente tinha comorbidade e morreu nessa quarta-feira (06/05), de acordo com a Secretaria de Saúde. São 2.078 casos da doenç a até a manhã desta quinta.

Comentários para "Ibaneis Rocha adia para 18 de maio a reabertura do comércio no DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório