×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de maio de 2022

Importante! O que saber antes de passear com o cão em dias quentes

Importante! O que saber antes de passear com o cão em dias quentesFoto: Shuttersock

Confira as principais dicas para garantir a segurança do passeio

Canal Pet - 28/11/2019 - 10:37:02

Falta pouco menos de um mês para o início do verão (22 de dezembro) mas as temperaturas já começaram a subir. Nesses dias mais quentes - quando os termômetros ultrapassam os 22ºC - o momento do passeio do cachorro deve envolver alguns cuidados específicos para garantir o bem-estar dele.

“Os cachorros não têm glândulas sudoríparas e transpiram através da salivação e patas. A temperatura deles demora mais tempo para diminuir, por isso é fundamental estar atento para que a caminhada não se torne um motivo de preocupação”, afirma a veterinária Wendi Caetano, do Hospital Veterinário CEVET.

Isso não significa que o cachorro não deve sair para passear nos dias quentes , já que exercícios diários são fundamentais para a manutenção de uma boa saúde, mas é um alerta para evitar problemas como desconforto, cansaço excessivo, desidratação e até hipertermia.

Confira as principais dicas da Dra. Wendi para garantir a segurança do passeio.

Hora certa

“Passeie com o animal nos momentos mais frescos do dia, pela manhã ou início da noite. Os melhores horários são antes das 10h e após às 16h”, recomenda Wendi. “Para se certificar de que o pet saia em segurança é possível utilizar a técnica dos 40 segundos: basta pressionar a palma da mão contra o chão durante esse tempo. Caso você consiga mantê-la sem se queimar, o sinal está verde para o passeio”. Essa atitude evita queimaduras nas almofadas das patas.

Hidratação

Nos dias de temperaturas mais altas não basta oferecer água para o cachorro apenas antes de sair e depois de voltar para casa. Leve água limpa e fresca para o passeio e ofereça ao pet. Caso ele não queira beber, molhe a cabeça, o pescoço, o peito e a virilha dele.

Uso de filtro solar

Sim, os cachorro também precisam de protetor solar para os dias quentes - principalmente os albinos, com pelos brancos, pele clara ou descobertos. O produto específico para animais funciona de forma parecida com a do para humanos e evita que que o pet desenvolva câncer e outros problemas de pele, como dermatites.

Tipo de tosa

cachorro tosando
Shuttersock

A tosa do cachorro nos períodos mais quentes do ano deve ser curta

Wendi explica que os pelos protegem os pets de queimaduras, mas também são isolantes térmicos. Assim, o excesso pode ajudar a aumentar a temperatura corporal. O ideal é o equilíbrio, ou seja, que a tosa seja curta, mesmo que esteticamente não caia muito bem. Claro que isso varia de raça para raça, converse com seu veterinário de confiança.

Sinais do cachorro

O animal também pode dar sinais de que o calor está excessivo. Caso ele se mostre muito ofegante com pouco minutos de caminhas, é sinal de que está muito quente e é hora de voltar para casa. Se ele parar de andar ou ficar com a língua para fora o tempo todo, faça uma pausa na sombra e oferça água fresca até que a respiração volte ao normal. No ponto mais extremo, o pet baba e fica om a língua e as gengivas pálidas, além da mucosas cinza-azuladas - isso significa que ele está em risco e deve ser encaminhado imediatamente ao veterinário.

Para finalizar, Wendy ainda faz um alerta: “O perigo aumenta dependendo da raça do cachorro. As chamadas braquicefálicas, ou seja, aquelas que possuem focinho achatado, como buldogues e pugs, sofrem ainda mais, já que possuem dificuldades respiratórias”.

Comentários para "Importante! O que saber antes de passear com o cão em dias quentes":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Especialista fala sobre decoração de casas voltada para pets

Especialista fala sobre decoração de casas voltada para pets

Além dos cuidados com a integridade do animal, é muito importante o afeto trocado com o pet

Cães também podem ter traumas psicológicos; veja como agir

Cães também podem ter traumas psicológicos; veja como agir

Segundo Jade Petronilho, médica veterinária e coordenadora de conteúdo da Petlove, diversos episódios podem causar traumas nos pets e, por isso, é importante ficar atento e tomar alguns cuidados.

Para incentivar a adoção de animais entre os funcionários, rede cria a licença PETernidade

Para incentivar a adoção de animais entre os funcionários, rede cria a licença PETernidade

Doggi lança a 'licença PETernidade', benefício que assegura dois dias de folga para colaborador cuidar dos novos amigos

Quer ajudar? Participe da campanha do agasalho para cães e gatos

Quer ajudar? Participe da campanha do agasalho para cães e gatos

Doações voluntárias são para o centro cirúrgico do Serviço Público Veterinário (Hvep) e podem ser entregues até o dia 31 de agosto; parte das doações também pode ir para os Amigos da Zoonose

Cinco nutracêuticos mais indicados para cães e gatos

Cinco nutracêuticos mais indicados para cães e gatos

Incorporados à dieta dos pets, esses suplementos alimentares colaboram com a qualidade de vida e longevidade

Castração de cães e gatos no DF pode ser reagendada

Castração de cães e gatos no DF pode ser reagendada

Prazo para quem quiser reagendar o procedimento não deve exceder um mês da primeira data marcada, salvo em casos de doença do animal

Cães Lulu da Pomerânia são resgatados por maus-tratos em Limeira

Cães Lulu da Pomerânia são resgatados por maus-tratos em Limeira

Animais estavam sem comida em casa de condomínio no interior paulista

Saúde animal dizimada em tempos de guerra

Saúde animal dizimada em tempos de guerra

O bombardeio ao Zoológico Feldman Ecopark, em Kharkiv na Ucrânia, repercutiu a possibilidade de sacrificar aproximadamente 6.180 animais nos próximos dias.

Cachorro tremendo pode ser sinal de doença?

Cachorro tremendo pode ser sinal de doença?

Entenda os motivos que podem causar tremores em um cão

A capacidade postulatória dos animais

A capacidade postulatória dos animais

Em meados do ano passado, o debate chegou à corte Paraibana. Lá, se aproximando dos entendimentos acima, da mesma forma se reconheceu a falta de legislação que preveja a capacidade postulatória dos animais.

Serviço de animais nos EUA adverte contra vírus 'altamente contagiante' que afeta cães na Flórida

Serviço de animais nos EUA adverte contra vírus 'altamente contagiante' que afeta cães na Flórida

Um serviço de animais do estado norte-americano da Flórida alertou contra a disseminação de um vírus que representa um