×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de janeiro de 2022

Índia vai proibir exportação de vacina da AstraZeneca

Índia vai proibir exportação de vacina da AstraZenecaFoto: Wikipedia

Veto é para garantir cerca de 100 milhões de doses para o país

Portal Terra - 04/01/2021 - 16:02:59

O presidente do Instituto Serum da Índia, Adar Poonawalla, informou que o governo do país vetou a exportação de doses da vacina anti-covid criada pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca - que foi aprovada para uso emergencial no último sábado (02). A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) já trabalha nos bastidores para tentar reverter a decisão indiana ( saiba mais aqui).

Segundo uma entrevista de Poonawalla à agência de notícias Associated Press , a proibição da venda internacional foi uma das condições para que a AZD 1222 recebesse a autorização de emergência no país.

Assim, o governo quer garantir ao menos 100 milhões de doses nesse primeiro momento para vacinar os grupos prioritários e o imunizante não poderá ser vendido por cerca de três meses, no mínimo.

O Instituto Serum é o maior fabricante global de vacinas e fechou contrato com Nova Déli para produzir um bilhão de doses do imunizante contra o coronavírus Sars-CoV-2. Conforme as informações do presidente do grupo, cerca de 60 milhões de frascos já estão prontos. A Índia pagará 2,3 euros por cada dose e elevará o preço de mercado para 12,5 euros da produção nacional.

Com a decisão do governo de Narendra Modi, o Instituto vai ainda atrasar a entrega de milhões de doses de vacinas para o consórcio internacional Covax Facility - que ajudará os países mais pobres a conseguirem ter vacinas anti-covid. Segundo informações, a empresa tinha se comprometido a entregar entre 200 milhões e 300 milhões de doses.

No fim de semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a importar dois milhões de doses da vacina - que será produzida também no Brasil. Com a decisão, é provável que a compra brasileira também tenha que esperar.

Após aprovar a vacina da Oxford/AstraZeneca, que já está sendo utilizada no Reino Unido, o governo também liberou um imunizante nacional, Covaxin, feita pela Bharat Biotech.

Segundo Modi, a liberação de ambas as vacinas "são para uso limitado em situações de emergência" e que foi tomada "para acelerar a marchar para uma nação mais saudável e livre de covid".

Apesar do anúncio do governo, alguns especialistas nacionais criticaram a liberação "rápida" da vacinação dizendo que o imunizante ainda não apresentou dados científicos da última fase de testes.

Conforme dados da Universidade Johns Hopkins, a Índia é o segundo país do mundo em número de casos (10.340.469) - atrás apenas dos Estados Unidos, que tem mais de 20,6 milhões de diagnósticos - e o terceiro em número de óbitos, com 149.649 - atrás dos EUA (351.590) e Brasil (196.018). .

Comentários para "Índia vai proibir exportação de vacina da AstraZeneca":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Em dia de homenagens a Martin Luther King Jr., filhos pedem ação por reforma eleitoral

Em dia de homenagens a Martin Luther King Jr., filhos pedem ação por reforma eleitoral

Ativistas marcham em homenagem ao dia de Martin Luther King, incluindo seu filho mais velho, no dia 17 de janeiro de 2022. Eles seguram uma faixa que diz

No Fórum Econômico Mundial, Guterres aponta prioridades para retomada econômica

No Fórum Econômico Mundial, Guterres aponta prioridades para retomada econômica

Bandeiras no encontro anual do Fórum Econômico Mundial

No Vaticano, papa Francisco diz rezar por vítimas das chuvas no Brasil

No Vaticano, papa Francisco diz rezar por vítimas das chuvas no Brasil

Ele falou após a oração do Angelus, na Praça de São Pedro

Ex-primeiro-ministro de Israel, Netanyahu negocia acordo em processo de corrupção

Ex-primeiro-ministro de Israel, Netanyahu negocia acordo em processo de corrupção

Bolsonaro chega a Israel e defende parcerias em segurança e defesa

Ao recusar ir à posse de Boric no Chile, Bolsonaro impulsiona política que isola o Brasil

Ao recusar ir à posse de Boric no Chile, Bolsonaro impulsiona política que isola o Brasil

Ao fazer constantes declarações demonstrando seu posicionamento pessoal diante de líderes latino-americanos, Bolsonaro cria graves consequências para política externa brasileira. A Sputnik Brasil ouviu analista para entender por que o governo opta por um comportamento não diplomático

'Instabilidade do Mercosul citada por Bolsonaro foi criada por sua própria gestão', diz especialista

'Instabilidade do Mercosul citada por Bolsonaro foi criada por sua própria gestão', diz especialista

Presidente voltou a fazer comentários sobre o Mercosul dizendo que se o Brasil "estivesse livre do bloco" seria melhor, e apontou que a organização sofre "instabilidades". A Sputnik Brasil entrevistou analista para saber até que ponto os argumentos do presidente procedem com a realidade mercosulina.

Empresário de moda costura tecido da paz no nordeste da República Democrática do Congo repleto de violência

Empresário de moda costura tecido da paz no nordeste da República Democrática do Congo repleto de violência

Com uma nova coleção chegando a cada semana para a linha de roupas, Muhindo conseguiu lançar vários desfiles de moda locais.

Omã é o destino do programa “Anthony Bourdain, lugares desconhecidos”

Omã é o destino do programa “Anthony Bourdain, lugares desconhecidos”

O episódio deste domingo (09,01) apresenta detalhes surpreendentes sobre história, cheiros e sabores do antigo império do Oceano Índico

Morre Sidney Poitier, 1º negro a ganhar Oscar de melhor ator

Morre Sidney Poitier, 1º negro a ganhar Oscar de melhor ator

Ele inspirou geração durante movimento pelos direitos civis

Nos EUA, Biden eleva tom e vai culpar Trump e aliados por invasão do Capitólio

Nos EUA, Biden eleva tom e vai culpar Trump e aliados por invasão do Capitólio

Até agora o governo, inclusive o próprio Biden, costumava evitar nomear Trump, referindo-se a ele como "o outro cara" ou "o cara de antes".

Procuradora que investiga Organização Trump intima filhos do ex-presidente

Procuradora que investiga Organização Trump intima filhos do ex-presidente

O esforço da procuradora-geral para entrevistar Trump sob juramento tornou-se público no mês passado, mas não se sabia antes que seu gabinete também procurava questionar Donald Trump Jr. e Ivanka Trump.