×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de novembro de 2021

Inflação, alta de juros, câmbio depreciado e dúvida fiscal desafiam a economia brasileira no pós-pandemia

Inflação, alta de juros, câmbio depreciado e dúvida fiscal desafiam a economia brasileira no pós-pandemiaFoto: Reprodução Pixabay gratuita

16º SIAC - Seminário internacional Acrefi 2021 reúne economistas para debater prognósticos e desafios no pós-pandemia

Estadão Conteúdo - 18/11/2021 - 10:36:35

O Brasil enfrentará um cenário desafiador na busca da retomada econômica no pós-pandemia. Inflação em alta, câmbio depreciado, dúvidas em relação à política fiscal e aperto monetário, além de incertezas geradas com a eleição presidencial, estão entre as preocupações de economistas e especialistas. Aliado a isso, há também riscos externos, com retirada dos estímulos de países para enfrentar a crise sanitária.


Durante a abertura do 16º SIAC - Seminário internacional Acrefi 2021, o presidente da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (ACREFI), Luis Eduardo da Costa Carvalho, avaliou que o Brasil mais uma vez reforça a sua posição histórica de "país dos desafios".


"Temos inflação alta, instabilidade e um cenário eleitoral no horizonte. Mas temos resiliência para entender os erros e acertos do passado e tirar lições importantes desse cenário. É preciso entender como reagirão as economias dos EUA, China e União Europeia. A inflação que ronda o mundo também provocará aperto monetário nos emergentes. Numa situação como essa, diante do histórico, nossa margem de erro é mínima: teremos que ser criativos para superar esses desafios. O Banco Central tem promovido um aperto monetário, com política de juros para conter a inflação - além de implementar mecanismos tecnológicos para ultrapassar esse período. Dentro desse cenário, a ACREFI reuniu especialistas importantes para entender esses movimentos", disse o presidente da entidade.


André Loes, Economista-chefe para a América Latina no Morgan Stanley, traçou cenários para a economia global e mercados no pós-pandemia. A instituição já vê o PIB global em níveis pré-pandemia, recuperando mais rápido o crescimento do que nos pós-crise de 2008. "O PIB mundial está nos níveis pré-pandemia. Vemos um crescimento da economia global mais otimista, em torno de 5,7% contra 5,3% do consenso. A volta do PIB pós-crise de 2008 foi mais lenta que agora", afirmou Loes.


Alexandre Schwartsman, Sócio-Diretor da Schwartsman & Associados Consultoria Econômica e Doutor em Economia pela University of California Berkeley, falou sobre a inflação e seu impacto no crescimento do país. Segundo o economista, as projeções apontam para um índice de 5% no próximo ano, ainda acima da meta "Vamos trabalhar com uma taxa de juros muito acima da considerada neutra e, o resultado disso, impacta no crescimento. Temos uma questão fiscal e da expansão de gasto, o que gera baixo crescimento e um câmbio pressionado ? mas a percepção é que o risco fiscal é elevado, o que prejudica nossa capacidade de gerar investimentos externo", disse.


Samuel Pessôa, Doutor em Economia e Pesquisador da JBFO, previu que o Brasil voltará a uma agenda de reforma fiscal estrutural em 2023 diante da aceleração da inflação. "Acredito que em 2023 voltaremos a essa agenda. Se nós olharmos os últimos anos, a nossa democracia tem mostrado uma certa intolerância em relação à aceleração da inflação, aqueles políticos de que produziram inflação foram punidos pelo eleitor, a sociedade não aceita inflação. Isso sustenta uma aposta que em 2023 e, independentemente de quem for eleito, entraremos uma trajetória de ajuste fiscal estrutural", afirmou.


Responsável pela síntese e comentários no evento, o economista Eduardo Giannetti destacou as preocupações em relação à situação fiscal do país com as eleições no ano que vem. "Nós estamos sem ancora fiscal e esse quadro pode se agravar ainda mais por ser um ano eleitoral. Os hormônios tanto do Executivo como do Legislativo ficarão muito exaltados no sentido do descontrole de gastos. A dúvida que fica aqui é sobre a questão fiscal. O BC tendo que agir sozinho de forma muito mais contundente sem nenhum tipo de suporte da política fiscal tem limite. E o limite é dado no momento em que uma política monetária mais agressiva, de aumento juros mais pronunciado, começa a gerar ainda mais desconfiança em relação à sustentabilidade das contas públicas, mais desvalorização cambial. É um quadro bastante preocupante.", finalizou.


O 16º SIAC - Seminário internacional Acrefi 2021 debateu "O que esperar da pós-pandemia: prognósticos e desafios"

Sobre a ACREFI
A Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (ACREFI) foi fundada em 1958 com o objetivo de congregar as empresas do setor, defender seus legítimos interesses, fortalecer as relações entre os associados e promover o desenvolvimento de suas atividades. Em todo esse período, a instituição se manteve fiel aos seus objetivos, procurando adaptá-los às constantes mudanças ocorridas no quadro econômico em geral e nas atividades de financiamentos contribuindo, assim, com o crescimento do País

FONTE Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (ACREFI)

Comentários para "Inflação, alta de juros, câmbio depreciado e dúvida fiscal desafiam a economia brasileira no pós-pandemia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Mercado PET se prepara para retomada e prevê mais investimentos

Mercado PET se prepara para retomada e prevê mais investimentos

Preparando-se para mais uma alta no mercado, empresários do setor aguardam pelas novidades para o próximo ano. A expectativa é que os consumidores estejam atentos aos produtos para entreter e cuidar da saúde dos animais

Marcas apostam em celebridades para criar engajamento e novas conexões

Marcas apostam em celebridades para criar engajamento e novas conexões

Dom Perignon fez uma garrafa com Lady Gaga, a vodka Stolichnaya criou rótulo comemorativo estampando Harvey Milk, ativista que defendia direitos da comunidade LGBT.

Sequestro de carbono, uma solução à vista

Sequestro de carbono, uma solução à vista

Um dos entraves para a captura e armazenamento de carbono onshore no Brasil é a falta de regulamentação

Nova foodtech de carne vegetal investe na proteína de jaca

Nova foodtech de carne vegetal investe na proteína de jaca

A Fábrica Meatz quer fazer frente a concorrentes com distribuição nacional

4 Hábitos é indicada como uma das seis melhores startups de empresas ambientalmente responsáveis

4 Hábitos é indicada como uma das seis melhores startups de empresas ambientalmente responsáveis

A startup brasiliense tem se destacado entre aceleradoras e fundos de investimentos por ser uma empresa ambientalmente responsável e economicamente rentável

Vacinação tem possibilitado normalização da atividade no País, diz diretora do BC

Vacinação tem possibilitado normalização da atividade no País, diz diretora do BC

Participante do evento Itaú Macro Vision 2021, Fernanda Guardado ponderou, contudo, que há países defasados no processo de vacinação, o que faz com que o risco de desenvolvimento de novas variantes permaneça.

BNDES quer arrecadar R$ 500 mi para restaurar florestas nativas

BNDES quer arrecadar R$ 500 mi para restaurar florestas nativas

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, apresentou o novo programa no pavilhão do Brasil durante a Conferência do Clima das Nações Unidas (COP-26).

Por que visagista é uma profissão em alta nos dias de hoje?

Por que visagista é uma profissão em alta nos dias de hoje?

Além do mercado aquecido, outra vantagem da profissão é que pode ser exercida nas horas vagas, sem necessidade de abandonar a ocupação atual.

Apan Energy Services e PASH Global Management miram mercado de energias renováveis

Apan Energy Services e PASH Global Management miram mercado de energias renováveis

Apan Energy Services e PASH Global Management estabelecem JV para entrar no mercado de energias renováveis da América Latina

China International Import Expo 2021: Criando novas oportunidades para a recuperação pós-Covid 19

China International Import Expo 2021: Criando novas oportunidades para a recuperação pós-Covid 19

Com o passar dos anos, a CIIE tem se tornado mais organizada, profissional e digital.

Casio lança o relógio MT-G com bisel de carbono multicamadas e multicores

Casio lança o relógio MT-G com bisel de carbono multicamadas e multicores

O relógio mantém a precisão do horário em qualquer lugar do mundo ao receber sinais de calibração por ondas de rádio