×
ContextoExato
Responsive image

Investigações no Rio de Janeiro pressionam Witzel

Investigações no Rio de Janeiro pressionam WitzelFoto: O Antagonista

O caso está sob análise do STJ e pode resultar na abertura de um inquérito para investigar o governador.

O Antagonista - 18/05/2020 - 10:00:51

Investigações conduzidas pelo MPF sobre supostas fraudes em contratos emergenciais do governo do Rio já derrubaram a cúpula da secretaria estadual da Saúde e colocaram Wilson Witzel na mira da PGR, informa Fabio Leite na Crusoé.

Uma apuração preliminar da PGR investiga o possível envolvimento de Witzel em contratos firmados sem licitação para o enfrentamento da Covid-19 no estado e que apresentam suspeita de superfaturamento. O caso está sob análise do STJ e pode resultar na abertura de um inquérito para investigar o governador.

Um dos contratos sob investigação foi assinado com a organização social Iabas pelo valor de R$ 850 milhões, para a administração de hospitais de campanha para tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus. Segundo o MPF, há indícios de que a contratação tenha tido a participação do empresário Mário Peixoto, preso na última quinta-feira por supostos desvios em contratos com o governo do Rio.

Leia também: Combo O Antagonista+Crusoé: 3 meses por R$ 1,90/mês (após 62% de desc.)

Leia mais aqui .

Comentários para "Investigações no Rio de Janeiro pressionam Witzel":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório