×
ContextoExato

Itaú, BB e Bradesco cortam juros de linhas de crédito após decisão do Copom

Itaú, BB e Bradesco cortam juros de linhas de crédito após decisão do CopomFoto:

Itaú reduz taxa de empréstimo pessoal, enquanto BB adota cortes para linhas de home equity, crédito imobiliário e outras

Por Giovanna Sutto - Infomaney - 06/02/2020 - 10:55:53

Após a decisão do Copom desta quarta-feira (5), que cortou a Selic, mais uma vez, para 4,25% ao ano, os bancos Itaú e Banco do Brasil anunciaram cortes nos juros das suas linhas de crédito para pessoas física e jurídica.

O Itaú informou que vai repassar integralmente o corte de 0,25 ponto percentual para as suas linhas de crédito.

No caso de pessoas físicas, a redução será no empréstimo pessoal, enquanto para pessoa jurídica, no capital de giro.

Os novos valores passam a valer a partir de segunda-feira (10) e as taxas variam de acordo com o perfil do cliente e de seu relacionamento com o banco.

“O banco reforça seu posicionamento de manter preços competitivos no mercado, sem deixar de lado o valor agregado em seus serviços e produtos, buscando sempre oferecer a melhor relação custo-benefício para todos os seus clientes”, informou o banco em nota.

O Banco do Brasil anunciou a redução também para pessoas física e jurídica, além do crédito imobiliário.

As linhas de home equity (BB Crédito Imóvel Próprio) e Crédito Estruturado operadas pelo banco passarão a ter taxas mínimas a partir de 0,94% ao mês e de 1,20% ao mês; ante os 1,30 % e 1,38% ao mês, respectivamente, ao mês, cobradas anteriormente.

Já as linhas Desconto de Cheques, Desconto de Títulos e antecipação de crédito ao lojista (ACL), passarão a contar com taxas a partir de 1,19%, 0,93% e 0,88% ao mês, respectivamente. As taxas atuais eram de 1,23% no primeiro caso, 1,04% para Desconto de Títulos e de 0,94% ao mês para o ACL.

Para as linhas de capital de giro a taxa mínima passará de 1,22% ao mês para 1,12% ao mês.

Alteração também vale para a Conta Garantida, que passará a ter taxa mínima de 2,27% ao mês (ante os atuais 2,36%).

Ainda, no crédito imobiliário, o banco informou que as linhas Carteira Hipotecária e Sistema Financeiro da Habitação (SFH) terão juros reduzidos de 7,20% ao ano para taxas a partir de 6,99% ao ano. Segundo o banco, as novas condições flutuam de acordo com o prazo da operação e o perfil do cliente.

As novas condições entram em vigor para todas as linhas a partir da próxima segunda-feira (10). “A redução das taxas reforça o posicionamento do BB em sempre oferecer a melhor relação custo-benefício para seus clientes”, disse o banco.

O Bradesco disse em nota que “reduzirá as taxas de juros de suas principais linhas de crédito a partir de segunda-feira, 10 de fevereiro, acompanhando a decisão do Copom”, sem mais detalhes.

Comentários para "Itaú, BB e Bradesco cortam juros de linhas de crédito após decisão do Copom":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório