×
ContextoExato

Jair Bolsonaro cometeu um erro ao andar pelo DF em meio à pandemia

Jair Bolsonaro cometeu um erro ao andar pelo DF em meio à pandemiaFoto:

Coronavírus vai provocar perda bilionária na arrecadação do DF

Ana Maria Campos - Correioweb - 01/04/2020 - 07:09:49

Panelaço

O presidente Jair Bolsonaro cometeu um erro ao andar pelo DF em meio à pandemia. Poderia ter defendido seu ponto de vista, sobre manter empregos e as pessoas trabalhando, sem expor as pessoas na rua. Não se faz política com a vida. Eleito com quase 70% dos votos no DF, ele começa a sentir a rejeição crescendo.

Primeiro de abril

Se alguém dissesse que de repente o mundo mudou, familiares não podem se abraçar, um terço da população do planeta está em casa, confinado para se proteger de um coronavírus que surgiu na China, espalhou-se pelo mundo, contaminou 790 mil pessoas, inclusive líderes políticos dos países mais ricos e artistas de Hollywood, e matou 38 mil, não pareceria um exagero para primeiro de abril?

Coronavírus vai provocar perda bilionária na arrecadação do DF

O DF deve perder R$ 1,2 bilhão em receita do ICMS e ISS.

Em um cenário pessimista, o GDF prevê queda de R$ 2 bilhões

na arrecadação devido à Covid-19. Mas pode ser pior.


Menos voos, carros e comida


Para se basear nos estudos sobre o impacto econômico da pandemia, a Secretaria de Economia do DF levantou alguns dados sobre o comércio em diversos setores da China, onde tudo começou. Segundo a BBC, citada pelo governo do DF, houve redução de 98% no transporte aéreo entre a Ásia e o Pacífico. Até 92% na venda de veículos e 70% nos restaurantes.


Muita gente

A situação da Covid-19 no DF está se agravando. Em termos relativos, pode parecer pouco: apenas 13,2% das pessoas infectadas necessitam de internação. Mas pensando em gente é muita coisa:

44 pacientes estão hospitalizados, 30 destes em UTI.


Não são férias

Os acessos ao SEI, programa que controla as ações do governo, não foram reduzidos no período de home office, o que mostra que o servidor do Distrito Federal está trabalhando mesmo de quarentena.


 (Carlos Vieira/CB/D.A Press)

Páscoa na quarentena

As vendas de ovos de páscoa no comércio do DF estão comprometidas este ano por conta do coronavírus. O Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista) havia estimado a comercialização de 1,7 milhão de ovos neste ano, cem mil a mais que em 2019. Com a quarentena, o número estimado caiu e não deve passar de 600 mil. Isto porque os supermercados estão abertos. Senão poderia ser pior. A notícia de que o comércio do DF será reaberto em 13 de abril ou depois disso preocupa o setor porque o domingo de Páscoa será no dia 12. Assim, o Sindivarejista vai tentar um apelo ao governador Ibaneis Rocha para que antecipe a reabertura para o dia 8 de abril. Há quatro mil estabelecimentos que vendem ovos de chocolate. “O comércio não pode amargar crescente prejuízo”, disse o presidente do Sindivarejista, Edson de Castro. Mas uma corrida às lojas pode ser um perigo no auge da pandemia.


 (Ed Alves/CB/D.A Press - 10/10/19)

Feiras livres

O governador Ibaneis Rocha pensa em afrouxar algumas restrições: feiras de alimentos, por exemplo, serão permitidas. Um decreto vai nominar essas feiras para não ter dúvida.


Prazos de concurso podem ser suspensos

O deputado distrital Claudio Abrantes (PDT) apresentou projeto que suspende automaticamente o prazo de validade dos concursos homologados, em razão de estado de calamidade pública decretado pelo Congresso Nacional. O prazo volta a correr quando a calamidade chegar ao fim.


A pergunta que não quer calar….

A criminalidade vai aumentar com 600 presos do semiaberto liberados para prisão domiciliar sem trabalho

do lado de fora?

Comentários para "Jair Bolsonaro cometeu um erro ao andar pelo DF em meio à pandemia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório