×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 09 de dezembro de 2021

Jair Bolsonaro diz que colocará no “pau de arara” ministro envolvido em corrupção

Jair Bolsonaro diz que colocará no “pau de arara” ministro envolvido em corrupçãoFoto: Tribuna da Internet

Bolsonaro lança em Palmas seu Programa Municipalista

Gustavo Uribe-folha/tribuna Da Internet - 12/12/2019 - 20:24:06

Em um discurso a uma plateia de prefeitos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (12) que colocará em um “pau de arara” o integrante de sua equipe ministerial que se envolver em episódios de corrupção durante o seu mandato.

Na cerimônia de anúncio de crédito para a execução de obras estaduais, ele reconheceu, no entanto, que é possível que irregularidades sejam cometidas no governo federal sem que ele tenha conhecimento, mas ressaltou que episódios descobertos não serão admitidos.


CULPA DO ASSESSOR – “Se aparecer [corrupção], boto no pau de arara o ministro. Se ele tiver responsabilidade, obviamente. Porque, às vezes, lá na ponta da linha, está um assessor fazendo besteira sem a gente saber. Não é isso? É obrigação nossa, é dever”, disse.

A expressão “pau de arara” é empregada para descrever um instrumento de tortura utilizado contra aqueles que eram considerados inimigos da ditadura militar brasileira, período da história do qual o presidente já se disse admirador.

DENÚNCIAS – Em outubro, o Ministério Público de Minas Gerais denunciou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, sob acusação de envolvimento no esquema de candidaturas laranjas do PSL, caso revelado pela Folha.

Em depoimento à Polícia Federal, Haissander Souza de Paula, assessor parlamentar do ministro à época, disse que parte dos valores depositados para as campanhas femininas da sigla, na verdade, foi usada para pagar material de campanha de Álvaro Antônio e de Bolsonaro.

Em novembro, também por corrupção, o Ministério Público do Rio de Janeiro abriu um terceiro inquérito para investigar denúncias de irregularidades no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando o hoje senador era deputado estadual do Rio de Janeiro.

ASSESSORES FANTASMAS – O objetivo é apurar eventual improbidade administrativa decorrente do emprego de assessores fantasmas, ou seja, pessoas investidas em cargo em comissão junto ao gabinete do filho do presidente e que não teriam exercido funções inerentes à atividade parlamentar.

Já existe um inquérito civil no Ministério Público para investigar uma eventual prática de improbidade administrativa no gabinete de Flávio —mas, nesse caso, sobre a devolução de parte dos salários de funcionários ao gabinete, ato conhecido como “rachadinha”.

Apesar desses fatos, no discurso desta quinta-feira (12), feito na sede do governo tocantinense, o presidente disse que, em sua opinião, a imagem do país associada a episódios de corrupção tem mudado no exterior e ressaltou que, atualmente, o mundo está vendo o Brasil diferente. “Eu creio que muitos votaram em mim porque eu era o diferente entre os candidatos presidenciais”, disse.

###
NOTA DA REDAÇÃO
– Como dizia aquele personagem de Jô Soares em “Viva o Gordo”, tem pai que é cego… (Marcelo Copelli)

Comentários para "Jair Bolsonaro diz que colocará no “pau de arara” ministro envolvido em corrupção":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Surto de coceira em Recife foi provocado por mariposas

Surto de coceira em Recife foi provocado por mariposas

Registro é da Sociedade Brasileira de Dermatologia

STF tem que defender o direito constitucional à moradia: Despejo zero já!

STF tem que defender o direito constitucional à moradia: Despejo zero já!

Marcha por Moradia Digna realizada pelo MTST em São Paulo

Apenas 14% dos estudantes da rede pública receberam auxílio-alimentação na pandemia

Apenas 14% dos estudantes da rede pública receberam auxílio-alimentação na pandemia

PNAE não foi pensado apenas para alimentação dos estudantes, mas para o fortalecimento da agricultura familiar

Comissão da Câmara amplia uso sustentável de florestas públicas

Comissão da Câmara amplia uso sustentável de florestas públicas

Texto tramita em caráter conclusivo, sem necessidade de ir a plenário

Polícia Federal investiga superfaturamento em licitação do Inep

Polícia Federal investiga superfaturamento em licitação do Inep

Ação mira contratação de empresa para realizar o Enem

Mais da metade dos maiores de 18 anos consomem bebidas alcoólicas

Mais da metade dos maiores de 18 anos consomem bebidas alcoólicas

Dado é de pesquisa do Instituto Brasileiro do Fígado

Pai é preso em Rondônia após menina de 13 anos pedir socorro em prova

Pai é preso em Rondônia após menina de 13 anos pedir socorro em prova

A menina de 13 anos autora da denúncia de violência doméstica tem mais três irmãos

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

A Polícia Federal (PF) concluiu as investigações sobre a origem das manchas de óleo que atingiram o litoral brasileiro entre agosto de 2019 e março de 2020.

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

“Tinha mulher, criança de colo. O povo estava sem ter o que comer nem lugar para dormir. Passaram a noite ali no flutuante. No outro dia, arrumaram umas doações. Depois, deram um jeito de ir embora.”

Como o acesso facilitado a armas de fogo beneficia as milícias no Rio de Janeiro?

Como o acesso facilitado a armas de fogo beneficia as milícias no Rio de Janeiro?

Acesso a armamentos está ocorrendo em contexto que não houve nenhum avanço com relação as regras de controle

Gov.Br envia mensagens para ofertar serviços públicos digitais

Gov.Br envia mensagens para ofertar serviços públicos digitais

Notifica Gov.Br, do Ministério da Economia, entrou em fase de testes