×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 04 de dezembro de 2021

Lava Jato denuncia ‘gerente’ de câmbio que mandou US$ 60 mi para o exterior em mil operações

Lava Jato denuncia ‘gerente’ de câmbio que mandou US$ 60 mi para o exterior em mil operaçõesFoto: MPF

Célio da Rocha Mattos Neto é acusado de integrar organização supostamente chefiada pela doleira Nelma Kodama para transações internacionais

Estadão Conteúdo - 29/10/2019 - 10:34:19

A força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná denunciou, nesta segunda, 28, Célio da Rocha Mattos Neto por suposta participação em organização criminosa, operação de instituição financeira irregular, gestão fraudulenta e evasão de divisas.

As investigações apontaram que Rocha Mattos era o gerente de transações internacionais do grupo comandado pela doleira Nelma Kodama.


Ele teria sido um dos responsáveis pela simulação de importações para países como China, Israel, Hong Kong, Itália, Taiwan, Espanha, Reino Unido, Índia e Chile ‘para justificar a remessa de enorme quantidade de dinheiro ilegalmente ao exterior’.

As informações foram divulgadas pela força-tarefa da Lava Jato – Ação Penal n° 5058796-32.2019.4.04.7000

Somente no período de janeiro de 2012 a março de 2014, a organização criminosa enviou US$ 60.096.211,28 para o exterior, por meio de 1.058 operações de câmbio envolvendo empresas e offshores de fachada.

“Nelma estabeleceu uma organização criminosa especializada em operar à margem do sistema financeiro oficial, com nítida divisão de tarefas”, sustenta a Procuradoria.

Segundo a denúncia, ‘subordinados (de Nelma) diretos e indiretos eram responsáveis pela contabilidade, criação de empresas, realização de operações internacionais e serviam como ‘mulas’ de dinheiro em espécie’.

A Procuradoria destaca que outros subordinados da doleira, como Iara Galdino da Silva, Luccas Pace Junior, Cleverson Coelho de Oliveira, Juliana Cordeiro de Moura e Rinaldo Gonçalves de Carvalho já foram processados e condenados nos autos n° 5026243-05.2014.404.7000.

Agora o gerente de transações internacionais do grupo criminoso é o alvo de denúncia.

Várias correspondências trocadas entre Rocha Mattos, clientes e outros integrantes da organização criminosa ‘indicam uma participação ativa do denunciado no gerenciamento desses valores ilícitos e nas operações de ‘dólar cabo’ feitos pela organização’.

Além do pedido de condenação à pena de prisão, o Ministério Público Federal pleiteia reparação de danos no valor de US$ 3.004.810,56, equivalente a 5% do valor total evadido.

“Essa denúncia é mais um esforço das autoridades públicas contra crimes que maculam o sistema financeiro e escondem dinheiro oriundo de diversos crimes, como o de corrupção”, afirma o procurador da República Julio Noronha, membro da força-tarefa Lava Jato no Paraná.

Início da Lava Jato – Essa denúncia remete ao início da operação, quando, em 2013, investigações começam a monitorar as conversas do doleiro Carlos Habib Chater, ligado ao doleiro Alberto Youssef, investigado e processado por crimes contra o sistema financeiro nacional e de lavagem de dinheiro no caso Banestado.

Por meio de grampos telefônicos, foram identificadas quatro organizações criminosas que se relacionavam entre si, todas lideradas por doleiros.


A primeira era chefiada por Chater (cuja investigação ficou conhecida como ‘Operação Lava Jato’, nome que agora é usado para se referir a todos os casos); a segunda, por Nelma Kodama (cuja investigação foi chamada ‘Operação Dolce Vita’); a terceira, por Youssef (cuja apuração foi nomeada ‘Operação Bidone’); e a quarta, por Raul Srour (cuja investigação foi denominada ‘Operação Casa Blanca’).

Em 17 de março de 2014, foi deflagrada a primeira fase ostensiva da Lava Jato.

COM A PALAVRA, A DEFESA

A reportagem busca contato com a defesa de Célio da Rocha Mattos Netto. O espaço está aberto para manifestação.

Comentários para "Lava Jato denuncia ‘gerente’ de câmbio que mandou US$ 60 mi para o exterior em mil operações":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Pesquisa do IBGE mostra enfraquecimento do mercado de trabalho em 2020

Pesquisa do IBGE mostra enfraquecimento do mercado de trabalho em 2020

Dados são da Síntese de Indicadores Sociais

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

A Polícia Federal (PF) concluiu as investigações sobre a origem das manchas de óleo que atingiram o litoral brasileiro entre agosto de 2019 e março de 2020.

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

“Tinha mulher, criança de colo. O povo estava sem ter o que comer nem lugar para dormir. Passaram a noite ali no flutuante. No outro dia, arrumaram umas doações. Depois, deram um jeito de ir embora.”

Como o acesso facilitado a armas de fogo beneficia as milícias no Rio de Janeiro?

Como o acesso facilitado a armas de fogo beneficia as milícias no Rio de Janeiro?

Acesso a armamentos está ocorrendo em contexto que não houve nenhum avanço com relação as regras de controle

Gov.Br envia mensagens para ofertar serviços públicos digitais

Gov.Br envia mensagens para ofertar serviços públicos digitais

Notifica Gov.Br, do Ministério da Economia, entrou em fase de testes

Anvisa defende transparência e cooperação entre agências reguladoras

Anvisa defende transparência e cooperação entre agências reguladoras

Diretor-presidente disse que notícias falsas matam tanto quanto vírus

Capes: Mais pesquisadores deixam cargos e número de renúncias chega a 80

Capes: Mais pesquisadores deixam cargos e número de renúncias chega a 80

Os motivos são parecidos com os apresentados pelos pesquisadores da Matemática e da Física, que já haviam pedido renúncia.

ONG no DF vende farofa para ajudar crianças que vivem com vírus HIV

ONG no DF vende farofa para ajudar crianças que vivem com vírus HIV

Organização foi criada no Dia Mundial de Luta Contra a Aids

Mulheres convocam manifestação nacional “Bolsonaro nunca mais” para 4 de dezembro

Mulheres convocam manifestação nacional “Bolsonaro nunca mais” para 4 de dezembro

A lista de locais e horário das cidades confirmadas será divulgada na página @forabolsonaronacional

Com a crise, já são 12 milhões os beneficiários da Tarifa Social

Com a crise, já são 12 milhões os beneficiários da Tarifa Social

A nota técnica aponta que o aumento está relacionado ao agravamento da crise econômica por conta dos efeitos da pandemia.

MST finca raízes na produção agroecológica e projeta crescimento de vendas para 2022

MST finca raízes na produção agroecológica e projeta crescimento de vendas para 2022

Adenildo Souza colhe morangos em canteiro construído ao lado de outras frutas, verduras e legumes