×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de janeiro de 2022

Lei Maria da Penha: Quase 1 mil homens ignoraram medidas protetivas no DF em 2020

Lei Maria da Penha: Quase 1 mil homens ignoraram medidas protetivas no DF em 2020Foto: Rafaela Felicciano - Metrópoles

No comparativo com 2019, dos 938 registros feitos pela Secretaria de Segurança, as cidades com maior incidência foram Planaltina e Samambaia

Caio Barbieri - Metrópoles - 04/01/2021 - 06:29:48

Um documento técnico divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) indica que, de 2019 a 2020, houve crescimento de 11% no descumprimento de medidas protetivas estabelecidas pela Lei Maria da Penha no Distrito Federal.

De acordo com a pasta, no último ano foram identificados 938 casos, quase 100 reclamações a mais do que em 2019. Os dados comparativos são referentes ao período de janeiro a setembro e refletem também o período de pandemia do novo coronavírus na capital.

De acordo com o mesmo relatório, no total acumulado entre 2019 e 2020, as cidades com maiores registros de descumprimento das medidas judiciais foram Planaltina (94) , Samambaia (93) e Ceilândia (85). Apenas em Samambaia, no comparativo entre os dois períodos, houve um crescimento de 24% desse tipo de comunicação oficial.

De todas as regiões analistas, a cidade da Estrutural foi a que teve o maior aumento de reclamações de vítimas contra acusados de violência doméstica. Para se ter ideia, o número saltou de 13 (2019) para 34 registro, um aumento de 162%. Já em São Sebastião, esses casos pularam de 31 (2019) para 56 denúncias, uma ampliação de 81%.

Veja a tabela:

Reprodução / SSP
Relatório aponta crescimento de 11% no descumprimento de medidas protetivas
Crime

As medidas protetivas são determinações judiciais que têm como objetivo garantir a segurança das vítimas. Em 2018, uma lei federal sancionada pelo então presidente Michel Temer (MDB) tipificou em crime o descumprimento dessas regras estabelecidas em razão de violência doméstica contra mulheres.

De acordo com o texto, para esse tipo de desrespeito, a pena prevista é de três meses a dois anos de detenção. A legislação ainda determina que a configuração desse tipo de crime independe de competência civil ou criminal do juiz que deferir a medida, e que em casos de prisão em flagrante, somente a autoridade judicial poderá conceder o direito à fiança.

Algumas dessas mulheres com medidas protetivas de urgência recebem, ainda, o apoio do Policiamento de Prevenção Orientado à Violência Doméstica (Provid) da PMDF.

Os policiais voluntários percorrem as cidades fazendo rondas nos arredores das casas de vítimas apontadas pela Justiça ou identificadas como vulneráveis pelo próprio patrulhamento.

As vítimas de violência doméstica podem também registrar ocorrência pela internet. É possível fazer a denúncia pelo WhatsApp (61) 98626-1197 e pelo Disque-Denúncia 197, opção 3, da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

Comentários para "Lei Maria da Penha: Quase 1 mil homens ignoraram medidas protetivas no DF em 2020":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Inmetro recomenda atenção na compra de materiais escolares

Inmetro recomenda atenção na compra de materiais escolares

Quando comprar, exija a nota fiscal

Vacinação infantil contra a Covid-19 no DF prossegue em 14 pontos

Vacinação infantil contra a Covid-19 no DF prossegue em 14 pontos

Até o momento, foram aplicadas mais de 5 mil doses, sendo 1,3 mil na segunda-feira (17)

Fiocruz investiga hesitação de pais em vacinar crianças contra a Covid-19

Fiocruz investiga hesitação de pais em vacinar crianças contra a Covid-19

Estudo teve participação de 15.297 pais, mães e responsáveis

Farmácias no DF farão teste gratuito de Covid-19

Farmácias no DF farão teste gratuito de Covid-19

Cerca de 800 mil testes gratuitos para a covid-19 serão serão distribuídos para 23 farmácias do DF

Audiência discutirá novas regras para o parcelamento do solo do DF

Audiência discutirá novas regras para o parcelamento do solo do DF

População poderá participar do encontro, a ser realizado em 16 de fevereiro nos formatos presencial e virtual

Procura por vacina infantil contra a Covid-19 no DF é grande no primeiro dia

Procura por vacina infantil contra a Covid-19 no DF é grande no primeiro dia

Imunizante foi disponibilizado em 11 postos de saúde

Domingo de vacinação infantil contra a Covid-19

Domingo de vacinação infantil contra a Covid-19

Paco agradeceu aos profissionais da saúde que, de acordo com ele, estão empenhados, desde o início da pandemia, em atender a população.

Sete dúvidas sobre a vacinação infantil que você precisa tirar agora

Sete dúvidas sobre a vacinação infantil que você precisa tirar agora

Vacina contra covid já começa a ser aplicada em crianças de 5 a 11 anos em diversos estados brasileiros

DF começa hoje vacinação de crianças contra a Covid-19

DF começa hoje vacinação de crianças contra a Covid-19

Ao todo, 11 pontos de imunização funcionam das 8h às 17h

UBSs estão prontas para iniciar a vacinação infantil contra a covid

UBSs estão prontas para iniciar a vacinação infantil contra a covid

Neste domingo (16), serão vacinadas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente, e de 11 anos sem comorbidades

Excesso de velocidade lidera ranking das infrações de trânsito no DF

Excesso de velocidade lidera ranking das infrações de trânsito no DF

Como forma de reduzir esses índices, o Detran lança desafio Multa Zero para incentivar o não cometimento de infrações e assim evitar acidentes