×
ContextoExato
Responsive image

Leonardo Sakamoto: 'Brasil pode ficar indiferente à vida como Bolsonaro'

Leonardo Sakamoto: 'Brasil pode ficar indiferente à vida como Bolsonaro'Foto:

Na análise do jornalista, ao defender sua estratégia de infecção como solução, Bolsonaro ajudou a detonar empregos e a economia.

Portal Brasil 247 - 02/01/2021 - 16:49:37

"Como sua natureza beligerante o torna incapaz de articular a federação em prol de um objetivo comum, Bolsonaro não preparou o país para a mais importante guerra de sua história. Abraçou o inimigo, defendendo que a melhor forma de para-lo é deixando que ganhe, infectando rapidamente a população para criar imunidade. Sim, Bolsonaro vem apostando na estratégia da "seleção natural", com os mais fortes sobrevivendo", escreveo o jornalista Leonardo Sakamoto em seu blog.

Na análise do jornalista, ao defender sua estratégia de infecção como solução, Bolsonaro ajudou a detonar empregos e a economia.

"Com o fim do auxílio emergencial, milhões de brasileiros estão saindo às ruas para procurar serviço. E, por mais que o país esteja registrando a recuperação de vagas formais, há 14,1 milhões que procuram serviço, mas não encontram, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) Contínua. Número que vai continuar a crescer, até porque a melhor estratégia que o governo tem para reduzir esse exército é flexibilizar ainda mais as proteções trabalhistas", aponta Sakamoto.

Segundo ele, a estratégia de Bolsonaro provocando aglomerações é insuflar a população desempregada a p´rotestar contra as medidas de isolamento sob a tese de que o país precisa voltar à normalidade. "Quer que a população proteste contra todo e qualquer político que coloque entraves a isso em nome da saúde coletiva", frisou.

E acrescenta: "As imagens dele, neste final de ano, servindo de exemplo para que pessoas se aglomerem vão nesse sentido. Vida normal, quem reclamar é frouxo ou mala. Faz um cálculo macabro, de que 200 mil mortos não são nada comparado a 14 milhões de desempregados ou 210 milhões de habitantes".

E conclui: "O risco dessa estratégia de Bolsonaro que vem se mostrando resiliente é que o Brasil saia dessa crise mais à sua imagem e semelhança. Um país insensível à dignidade humana, com cada um lutando, como ele, por sua própria alegria e sobrevivência. E que se dane o resto".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários para "Leonardo Sakamoto: 'Brasil pode ficar indiferente à vida como Bolsonaro'":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório