×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de outubro de 2021

Leonardo Sakamoto: 'Brasil pode ficar indiferente à vida como Bolsonaro'

Leonardo Sakamoto: 'Brasil pode ficar indiferente à vida como Bolsonaro'Foto:

Na análise do jornalista, ao defender sua estratégia de infecção como solução, Bolsonaro ajudou a detonar empregos e a economia.

Portal Brasil 247 - 02/01/2021 - 16:49:37

"Como sua natureza beligerante o torna incapaz de articular a federação em prol de um objetivo comum, Bolsonaro não preparou o país para a mais importante guerra de sua história. Abraçou o inimigo, defendendo que a melhor forma de para-lo é deixando que ganhe, infectando rapidamente a população para criar imunidade. Sim, Bolsonaro vem apostando na estratégia da "seleção natural", com os mais fortes sobrevivendo", escreveo o jornalista Leonardo Sakamoto em seu blog.

Na análise do jornalista, ao defender sua estratégia de infecção como solução, Bolsonaro ajudou a detonar empregos e a economia.

"Com o fim do auxílio emergencial, milhões de brasileiros estão saindo às ruas para procurar serviço. E, por mais que o país esteja registrando a recuperação de vagas formais, há 14,1 milhões que procuram serviço, mas não encontram, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) Contínua. Número que vai continuar a crescer, até porque a melhor estratégia que o governo tem para reduzir esse exército é flexibilizar ainda mais as proteções trabalhistas", aponta Sakamoto.

Segundo ele, a estratégia de Bolsonaro provocando aglomerações é insuflar a população desempregada a p´rotestar contra as medidas de isolamento sob a tese de que o país precisa voltar à normalidade. "Quer que a população proteste contra todo e qualquer político que coloque entraves a isso em nome da saúde coletiva", frisou.

E acrescenta: "As imagens dele, neste final de ano, servindo de exemplo para que pessoas se aglomerem vão nesse sentido. Vida normal, quem reclamar é frouxo ou mala. Faz um cálculo macabro, de que 200 mil mortos não são nada comparado a 14 milhões de desempregados ou 210 milhões de habitantes".

E conclui: "O risco dessa estratégia de Bolsonaro que vem se mostrando resiliente é que o Brasil saia dessa crise mais à sua imagem e semelhança. Um país insensível à dignidade humana, com cada um lutando, como ele, por sua própria alegria e sobrevivência. E que se dane o resto".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários para "Leonardo Sakamoto: 'Brasil pode ficar indiferente à vida como Bolsonaro'":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Por que com reformas falhas e promessas não cumpridas Guedes continua no governo?

Por que com reformas falhas e promessas não cumpridas Guedes continua no governo?

Sputnik Brasil conversou com Maria Beatriz David, professora da Faculdade de Economia da UERJ, para compreender os motivos que ainda seguram o ministro da Economia, Paulo Guedes, no cargo.

Privatizar Petrobras é 'sonho distante' e 'cortina de fumaça', dizem bancos

Privatizar Petrobras é 'sonho distante' e 'cortina de fumaça', dizem bancos

Em avaliação preliminar, o Credit Suisse diz que um cenário com a Petrobras privatizada seria positivo para a estatal.

Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense defende o direito ao aborto para as vítimas de estupro

Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense defende o direito ao aborto para as vítimas de estupro

Eunice Guedes, do Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense, diz ser "importante que Ministério Público tenha levantado a possibilidade de amenizar a portaria cruel"

A ciência brasileira e seus inimigos

A ciência brasileira e seus inimigos

Paulo Guedes debocha dos milhões de miseráveis famélicos, levados a essa condição pela agenda econômica antipovo e antivida

Lançado há 2 anos, programa de Jair Bolsonaro para substituir Mais Médicos nunca abriu edital

Lançado há 2 anos, programa de Jair Bolsonaro para substituir Mais Médicos nunca abriu edital

Joice Hasselmann, Luiz Henrique Mandetta, Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão no lançamento do Médicos pelo Brasil, que ainda não saiu do papel

Quais os motivos e como amenizar impactos de possível greve de caminhoneiros no Brasil?

Quais os motivos e como amenizar impactos de possível greve de caminhoneiros no Brasil?

Caminhoneiros bloqueiam parcialmente a rodovia Castello Branco, em São Paulo, como parte de uma paralisação nacional protestando contra o alto preço do combustível e baixo valor na tabela de fretes

Indígenas Pataxó acusam latifundiário por tentativa de atropelamento no sul da Bahia

Indígenas Pataxó acusam latifundiário por tentativa de atropelamento no sul da Bahia

Segundo os indígenas, a etnia Pataxó ocupa a região há séculos

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

Em 2018, Brasil viveu a maior greve de caminhoneiros da sua história

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Centro de Lançamento Espacial de Alcântara (CLA), no Maranhão

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

De acordo com o IPEA, entre 2003 e 2018 o programa reduziu em 25% a extrema pobreza no Brasil

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Conselho Universitário (Consuni) e Conselho Estratégico (CES) aprovaram duas moções de repúdio ao MEC