×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de janeiro de 2022

Livro infantil é lançado para ajudar crianças a lidar com a Covid-19

Livro infantil é lançado para ajudar crianças a lidar com a Covid-19Foto: Pixabay

O livro de histórias “Meu herói é você, como as crianças podem combater a COVID-19!” é voltado para crianças de 6 a 11 anos de idade e terá versão em mais de 30 idiomas.

Onu Brasil - 14/04/2020 - 11:30:54

Com a ajuda de uma criatura mágica, Ario, “Meu herói é você, como as crianças podem combater a COVID-19!” (My hero is you na versão em inglês) explica como as crianças podem se proteger e proteger suas famílias e amigos contra o coronavírus e como gerenciar emoções difíceis quando confrontadas com uma realidade nova e que muda rapidamente. O livro é voltado principalmente para crianças de 6 a 11 anos de idade.

Para o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, emergências humanitárias anteriores mostraram como é vital lidar com os medos e a ansiedade dos jovens quando a vida que eles conhecem é virada de cabeça para baixo. “Esperamos que este livro lindamente ilustrado leve as crianças a uma jornada através dos fusos horários e continentes, e os ajude a entender o que podem fazer para permanecer positivas e se manter seguras durante o surto de coronavírus”, comentou o diretor-geral da OMS.

O projeto deste livro é resultado de uma iniciativa liderada pelo Grupo de Referência do Comitê Interagencial Permanente sobre Saúde Mental e Apoio Psicossocial em Situações de Emergência em colaboração com agências das Nações Unidas (OMS, UNICEF e ACNUR), e mais de 50 organizações não governamentais nacionais e internacionais – como a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e a Save the Children – e agências internacionais que trabalham com saúde mental e apoio psicossocial em situações de emergência.

A diretora executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Henrietta Fore, lembra que em todo o mundo, a vida das crianças foi completamente alterada – a maioria delas vive em países com algum tipo de movimento ou bloqueio restrito. “Este livro maravilhoso ajuda as crianças a entender e navegar neste novo cenário e a aprender como podem realizar pequenas ações para se tornarem heróis em suas próprias histórias”, explicou a diretora-geral do UNICEF.

Durante os estágios iniciais do projeto, mais de 1.700 crianças, pais, cuidadores e professores de todo o mundo compartilharam como estavam lidando com a pandemia da COVID-19. A contribuição foi inestimável para a roteirista e ilustradora Helen Patuck e a equipe do projeto, para garantir que a história e suas mensagens ressoassem entre crianças de diferentes origens e continentes.

“Este é um recurso importante para crianças de todo o mundo com uma forte mensagem de inclusão no coração – que esta pandemia só pode ser derrotada se todos estiverem incluídos em sua prevenção e resposta. As crianças, incluindo as refugiadas, deslocadas e apátridas, também podem ajudar. Ninguém está protegido, a menos que estejamos todos protegidos”, conclui o alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi.

Para atingir o maior número possível de crianças, o livro será amplamente traduzido, com versões em mais de 30 idiomas – ainda em andamento. O livro está sendo lançado tanto como um produto online quanto como um livro narrado (audio book).

Para fazer o download da versão em português em PDF, clique aqui.

Comentários para "Livro infantil é lançado para ajudar crianças a lidar com a Covid-19":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Defensoras públicas criam projeto para atender órfãos do feminicídio

Defensoras públicas criam projeto para atender órfãos do feminicídio

iniciativa foi contemplada com o Prêmio Innovare

Presidente promulga convenção interamericana contra o racismo

Presidente promulga convenção interamericana contra o racismo

Texto foi publicado no Diário Oficial da União

Juíza de Santa Catarina manda reduzir de jornada de mãe de criança com deficiência

Juíza de Santa Catarina manda reduzir de jornada de mãe de criança com deficiência

Segunda magistrada, “ela teve de buscar a tutela judicial para reduzir a jornada e poder ser mãe e trabalhadora ao mesmo tempo”.

Governo Bolsonaro quer aprofundar privatização da saúde indígena, alertam organizações

Governo Bolsonaro quer aprofundar privatização da saúde indígena, alertam organizações

Foto de criança Yanomami desnutrida virou símbolo da crise na assistência médica aos povos originários

Dignidade menstrual é um direito, regulamentação da Lei no DF é urgente

Dignidade menstrual é um direito, regulamentação da Lei no DF é urgente

É necessário que o Estado garanta políticas públicas que promovam a dignidade menstrual

Estudo da ONU revela falta de justiça para migrantes vítimas de abuso

Estudo da ONU revela falta de justiça para migrantes vítimas de abuso

Restrições impostas em resposta à Covid-19 podem ter levado funcionários de fronteira a exigir subornos mais altos

Unicef alerta para aumento das violações aos direitos das crianças no mundo

Unicef alerta para aumento das violações aos direitos das crianças no mundo

O Unicef reconhece que mesmo antes da pandemia, cerca de 1 bilhão de crianças no mundo já sofriam algum tipo de privação

Em meio às crises, movimentos populares comemoram retomada das ruas e vitória da vacinação

Em meio às crises, movimentos populares comemoram retomada das ruas e vitória da vacinação

Manifestantes em marcha na Avenida Conde da Boa Vista pelo Fora Bolsonaro -

“A luta não é minha. Ela é histórica”, diz Padre Júlio Lancellotti

“A luta não é minha. Ela é histórica”, diz Padre Júlio Lancellotti

“A luta não é minha. Ela é histórica”, diz Padre Júlio Lancellotti ao Programa Bem Viver

Defensoria pública e movimentos populares promovem campanha de combate à pobreza menstrual

Defensoria pública e movimentos populares promovem campanha de combate à pobreza menstrual

No DF, Lei que prevê a distribuição gratuita de absorventes para mulheres em situação de vulnerabilidade ainda não foi implantada.

Crise põe metade das crianças no Líbano sob risco de violência física e emocional

Crise põe metade das crianças no Líbano sob risco de violência física e emocional

Pelo menos 1 milhão de crianças no Líbano estão sob perigo de violência física e mental à medida que a crise do país se intensifica