×
ContextoExato
Responsive image

Manifestações contra o lockdown no DF são atos políticos

Manifestações contra o lockdown no DF são atos políticosFoto: Carlos Vieira/CB/D.A. Press

Crédito: Carlos Vieira/CB/D.A. Press

Por Ana Maria Campos - Correioweb - 02/03/2021 - 09:04:18

Vários integrantes do setor produtivo têm se manifestado democraticamente contra o lockdown, como um grito de sobrevivência econômica depois de tantas perdas de empregos, prejuízos e quebradeira em um ano inteiro de pandemia. Mas as manifestações em frente à casa do governador Ibaneis Rocha (MDB) no último domingo (28/2) e ontem (1º/3) no Palácio do Buriti foram atos políticos, apoiados por adversários como o advogado Luís Felipe Belmonte e as deputadas Paula Belmonte (Cidadania-DF) e Bia Kicis (PSL-DF).

Apoio do Cidadania ao lockdown

O Cidadania, partido do ex-senador Cristovam Buarque e da deputada federal Paula Belmonte, divulgou nota de apoio total à decisão do governador Ibaneis Rocha (MDB) de decretar novo lockdown para reduzir a contaminação por covid-19. “Os atos e manifestações para derrubar o Decreto, inclusive o ocorrido em frente à casa do governador, atentam contra a sensatez e a solidariedade e pretendem manipular a opinião pública, por meio de desinformação e fake news, para sabotar os esforços realizados pelas autoridades mais responsáveis e, sobretudo, de todo o pessoal da saúde em combater a pandemia e reduzir seus índices de letalidade”, diz a nota da executiva regional do partido.

Efeito Bia Kicis

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) apresentou o projeto de resolução com o objetivo de impedir a candidatura aos cargos de presidente e vice-presidente das Comissões Permanentes de parlamentar que não atenda ao requisito da reputação ilibada no campo temático do respectivo colegiado. “Não é admissível que ocupe a presidência ou a vice-presidência de uma comissão permanente da Câmara dos Deputados uma deputada ou um deputado que, no exercício do cargo, em manifestações públicas ou em atividades extraparlamentares, seja um notório desrespeitador dos princípios norteadores do ordenamento jurídico relacionados às atribuições da própria comissão”, justifica Erika. A proposta é inspirada na candidatura da deputada Bia Kicis (PSL-DF) à presidência da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara. A parlamentar foi procuradora do DF, mas na visão da petista não pode assumir o cargo por ser investigada no inquérito das fake news do STF.

BRB ganha prêmio internacional por inovação no varejo

O Banco de Brasília (BRB) ganhou o prêmio internacional Banking Awards na categoria Melhor inovação em Banco de Varejo Brasil 2021, concedido pela revista international Banker. A instituição também foi destaque na publicação, voltada ao setor de finanças. O Banking Awards identifica organizações líderes em realizações de governança corporativa, desenvolvimento tecnológico e serviços ao cliente, como forma de impulsionar o crescimento econômico nos países em que atuam.

Emendas federais para a saúde

O senador José Antônio Reguffe (Podemos-DF) protocolou emendas ao Orçamento da União com saúde, principalmente para compra de equipamentos para os hospitais públicos do DF. São R$ 8,2 milhões para tomógrafos, ventiladores mecânicos, oxímetros, entre outros. “Não podem faltar equipamentos nos hospitais, isso é o básico. E não adianta só criticar, também temos de ajudar. Estou fazendo minha parte”, disse Reguffe. “Além disso, também na área de saúde, destinei R$ 3 milhões para custeio e aquisição de medicamentos para os hospitais públicos do DF”, acrescentou.

Só papos

“Esse novo lockdown com certeza vai trazer fechamento de mais empresas, um aumento no endividamento do empresário, o aumento do desemprego e um possível calote nos empréstimos adquiridos no lockdown do ano passado”
Vice-presidente do Sindivarejista, Sebastião Abritta

“O que eu não quero que aconteça no DF é ver fila de ambulância na porta de hospitais sem que haja vagas para tratar os doentes. Isso eu vi em outros estados e outros países. É preciso cuidar da nossa economia, mas a saúde tem que vir na frente”
Governador Ibaneis Rocha (MDB)

Prova para auditor do TCDF está suspensa

As atividades relacionadas ao concurso público do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) para o provimento de uma vaga e a formação de cadastro de reserva no cargo de Auditor (Conselheiro-Substituto) estão suspensas.

O aviso de suspensão foi publicado nesta terça-feira (02/03).

A aplicação da prova objetiva, prevista para 14 de março deste ano, será reagendada em função do Decreto nº 41.849, de 27 de fevereiro de 2021, que dispõe sobre medidas de enfrentamento à pandemia, e em razão do agravamento da crise sanitária relacionada à covid-19.

Segundo o TCDF, as novas datas referentes ao concurso serão divulgadas oportunamente.

Ibaneis: “Somente o cumprimento das medidas sanitárias aliado à vacinação em massa vão nos tirar dessa crise mundial”

À queima-roupa // Ibaneis Rocha, Governador do DF

O senhor está pensando em comprar as vacinas diretamente?

Não.

Por quê?

Porque eu não conheço ninguém vendendo vacinas. Todas as postas à venda foram adquiridas pelo Ministério da Saúde. O resto é retórica.

O que achou da aglomeração na porta da sua casa contra o lockdown?

Um desrespeito total. Tenho família e filhos que nada têm a ver com isso.

E ainda fizeram aglomeração para propagar mais o coronavírus?

É o que fazem. Se respeitassem as regras, nada disso aconteceria. Pagam todos.

Bolsonaro incentivou?

A postura dele não ajuda, mas, no meu entender, não é determinante. Precisamos de uma consciência coletiva que somente o cumprimento das medidas sanitárias aliado à vacinação em massa vão nos tirar dessa crise mundial.

Comentários para "Manifestações contra o lockdown no DF são atos políticos":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório