×
ContextoExato
Responsive image

Marcada para julho de 2020, Projeto Rondon convoca universitários

Marcada para julho de 2020, Projeto Rondon convoca universitáriosFoto: Correio Braziliense

Mais de 23 mil rondonistas participaram do programa desde 2005

Emilly Behnke - Correio Braziliense - 05/11/2019 - 07:47:11

Desenvolver ações transformadoras de capacitação e incentivar a cidadania, por meio do voluntariado, são pilares do Projeto Rondon. Estudantes e professores universitários poderão ter essa experiência em mais uma iniciativa do projeto. Marcada para julho de 2020, a Operação Lobo-Guará está com edital aberto até 16 dezembro para as instituições de ensino superior do DF interessadas em participar das ações, que ocorrerão em 11 municípios de Goiás e em um município mineiro.

Brasília será o centro regional de toda a operação e de onde os 252 voluntários, entre professores e alunos, serão coordenados. Além do DF, Goiás e Minas Gerais, outras instituições da Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins poderão atuar na iniciativa.

Para participar, basta inscrever uma proposta de trabalho no site do projeto. As ações devem contribuir para o desenvolvimento sustentável, bem-estar e qualidade de vida das comunidades carentes, além de fortalecer a cidadania do estudante. “Escolhemos lugares onde o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é mais baixo e há oportunidade de esclarecer e capacitar as lideranças. Com poucos recursos, a gente buscou diminuir a despesa com o transporte, então a distância também contou”, explicou o coordenador regional da operação, coronel Marcelo Martins. A proposta inicial era atender a regiões administrativas do DF, mas o acordo não chegou a ser formalizado.

Nesta operação, os locais escolhidos foram Águas Lindas de Goiás, Alto Paraíso de Goiás, Alvorada do Norte, Buritinópolis, Cabeceiras, Cavalcante, Flores de Goiás, Nova Roma, São João D’Aliança, Teresina de Goiás, Valparaíso de Goiás, e o município mineiro de Cabeceira Grande. “Buscamos continuar com a ideia de levar o universitário para conhecer o Brasil porque traz cultura e integração com a realidade nacional”, destacou Martins.

Cada município receberá por 12 dias grupos de duas IESs com 10 integrantes cada, sendo dois professores e oito alunos . Os dois grupos trabalharão com oficinas de diferentes áreas do conhecimento divididas por conjuntos.

O Projeto Rondon surgiu em julho de 1967. Em 1989, as atividades do projeto foram interrompidas e só retomadas em 2005, sob coordenação do Ministério da Defesa. Desde então, o projeto realizou 84 operações em 1.237 municípios de 24 unidades da Federação. Participaram 2.356 instituições e 23.401 rondonistas, alcançando 2 milhões de pessoas.

Comentários para "Marcada para julho de 2020, Projeto Rondon convoca universitários":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório