×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de outubro de 2021

Massacre do Carandiru completa 29 anos sem nenhum agente responsabilizado

Massacre do Carandiru completa 29 anos sem nenhum agente responsabilizadoFoto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Em meio à impunidade, depois de 29 anos o caso ainda transcende o sistema prisional

Brasil De Fato | São Paulo (sp) - 02/10/2021 - 20:39:50

Caso pode ir para o STF em breve depois que o STJ não reconheceu a anulação das condenações em instância inferior

Neste sábado (2), o Massacre do Carandiru completa 29 anos e, até o momento, sem um condenado sequer pelas 111 mortes. O cenário, no entanto, pode mudar em breve, uma vez que o caso está prestes a ser levado ao Supremo Tribunal Federal (STF), depois que 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) não reconheceu a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) de anular o julgamento realizado em 2014.

Em setembro de 2016 o TJ-SP concluiu que não há elementos suficientes para constatar quais crimes foram cometidos por cada um dos 74 agentes de segurança durante o massacre. Em setembro deste ano, o STJ não reconheceu a conclusão, e a defesa dos policiais garantiu que levará o caso ao STF.

:: Artigo | Carandiru não é coisa do passado: o que era exceção virou regra ::

Em meio à impunidade, depois de 29 anos o caso ainda transcende o sistema prisional e oferece subsídios para um debate mais amplo sobre o genocídio reincidente provocado pelo Estado brasileiro contra as populações pobres.

“Eu olhei pela ventana e lá embaixo já tinham vários policiais atirando e, de fato, assassinando as pessoas”, afirma Sidney Salles, sobrevivente do massacre, que narra a saga dos presos que habitavam o Pavilhão 9 do Carandiru naquele 2 de outubro.

“Eu lembro mais do dia 1 de outubro do que o dia 2 de outubro. Estávamos organizados, na nossa rotina, como tudo deveria continuar”, também lembra Kric Cruz, rapper e sobrevivente do Massacre do Carandiru. “Foi tudo muito rápido, eu estava no pavilhão ao lado, o 8”, recorda.

:: Justiça de SP mantém anulação de condenação a policiais pelo massacre de Carandiru ::

Para Cruz, a impunidade é a ferida que segue aberta após 29 anos. “Os massacres continuam, o (Wilson) Witzel , o (João) Dória e o (Jair) Bolsonaro estão aí para mostrar que a prática do extermínio continua viva”, explica o rapper.

“Neste país, há um projeto de genocídio da população negra, que se expressa principalmente através do assassinato da juventude negra”, afirmou Milton Barbosa, Fundador do Movimeno Negro Unificado (MNU).

Barbosa, do MNU, recordou que o episódio não pode ser explicado sem o entendimento de que se trata de “uma política do Estado brasileiro”.

“Foi uma ação de barbárie que faz parte do projeto de genocídio. Naquele período, já questionávamos o número, foram 243 pessoas e não 111. Temos que nos reunir aqui em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e muitos outros lugares. Há um projeto de genocídio em curso”, afirma Barbosa.

Edição: Vivian Virissimo

Comentários para "Massacre do Carandiru completa 29 anos sem nenhum agente responsabilizado":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
No grupo de risco, pessoas com HIV têm menos acesso a vacinas contra Covid-19

No grupo de risco, pessoas com HIV têm menos acesso a vacinas contra Covid-19

Iniciativa quer arrecadar até US$ 5 milhões para o período entre 2021 e 2022

Agressões contra crianças e adolescentes no Brasil chegam a quase 120 mil

Agressões contra crianças e adolescentes no Brasil chegam a quase 120 mil

Em 2020, foram registradas mais de 150 mil denúncias

Desigualdade cresce mais no Brasil do que em outros países, aponta FGV

Desigualdade cresce mais no Brasil do que em outros países, aponta FGV

'Meu filho esqueceu as letras'

Acesso ao meio ambiente saudável é declarado um direito humano

Acesso ao meio ambiente saudável é declarado um direito humano

Árvores são plantadas na República Democrática do Congo para ajudar a combater a mudança climática.

1,3 bilhão de pessoas vivem na pobreza; grupos étnicos e mulheres são os mais afetados

1,3 bilhão de pessoas vivem na pobreza; grupos étnicos e mulheres são os mais afetados

Cerca de metade das pessoas em situação de pobreza são menores de 18 anos

Como pessoas comuns construíram histórias incríveis

Como pessoas comuns construíram histórias incríveis

“Histórias inspiradoras são muito importantes. A ausência delas pode criar um deserto imaginativo, um empobrecimento da nossa capacidade de fantasiar e sonhar”, explica o psicanalista Christian Dunker.

Enviada da ONU descreve “situação desoladora” no Haiti

Enviada da ONU descreve “situação desoladora” no Haiti

Informe ao Conselho de Segurança sublinha que o mundo precisa apoiar a emergência para as vítimas do tremor

Quase 50 crianças brasileiras, filhas de haitianos, já foram deportadas pelos EUA

Quase 50 crianças brasileiras, filhas de haitianos, já foram deportadas pelos EUA

O Haiti enfrenta uma combinação de crises política, social e humanitária

Comitê da ONU preocupado com desaparecimentos de afrodescendentes no Brasil

Comitê da ONU preocupado com desaparecimentos de afrodescendentes no Brasil

Complexo da Maré, no Rio de Janeiro.

Gestão Bolsonaro vai distribuir alimentos de baixo valor nutricional a comunidades indígenas

Gestão Bolsonaro vai distribuir alimentos de baixo valor nutricional a comunidades indígenas

Organizações indígenas afirmam que não foram consultadas sobre os itens que deveriam ou não ser distribuídos

Redução da pobreza da China é

Redução da pobreza da China é "conquista notável", diz Brookings

Aldeãs colhem pimentas frescas na aldeia de Qinggangba, vila de Tangtou, no distrito de Sinan, Província de Guizhou, sudoeste da China, em 12 de agosto de 2020.