×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de junho de 2022

Médicos formados no exterior tentam validar diploma no Brasil

Médicos formados no exterior tentam validar diploma no BrasilFoto:

Médicos estrangeiros e brasileiros que se graduaram em outro países fazem a segunda etapa da edição 2017 do Revalida

Por Kelly Oliveira/fabio Rodrigues Pozzebom/agência Brasil - 17/11/2018 - 20:25:16

A vontade de exercer a medicina no Brasil, depois de passar pela faculdade no exterior, movimenta mais de 900 médicos na segunda etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida) neste fim de semana.

A exigência é feita tanto para médicos brasileiros que estudaram medicina no exterior quanto para os estrangeiros que querem trabalhar no Brasil. Entre os candidatos que aguardavam o início das provas em Brasília, estava o cubano Pierre Oliveira*.

Ele contou que abandonou o Mais Médicos há dois anos, por considerar injustas as condições do programa. Casado há 4 anos com uma brasileira e com dois filhos, Oliveira trabalhou em uma cidade do interior do Mato Grosso pelo programa. Ele contou que desde que deixou o Mais Médicos tem se dedicado a estudar para o Revalida.

O professor cubano Juan Martin* aguardava a filha na saída do local de provas. A filha, de 26 anos, estudou medicina em Cuba. Ele considera uma forma de discriminação exigir revalidação do diploma de cubanos para participar do Mais Médicos. “Cuba tem muito bons profissionais. Se não for exigida a validação do diploma dos médicos de todas as nacionalidades, é uma gravíssima discriminação com os cubanos”.

Exigências

Martin informou que chegou no Brasil há 21 anos, também por meio de convênio de trabalho. “A situação era pior que a do Mais Médicos. Tinha de entregar 75% para o governo cubano e os 25% restantes eram para pagar aluguel, comprar comida e enviar dinheiro para a família”, contou.

Após cinco anos distante da mulher cubana, ele acabou se separando. “Não era permitido sair do país com a família.” Martin se casou com uma brasileira e não voltou mais para Cuba. Faz apenas visitas esporádicas ao país. “A separação da família não é certa, mas quem vem para o Brasil está ciente das condições. Ninguém vem obrigado. Os médicos cubanos estão em cerca de 66 países em programas como o do Brasil e só o presidente brasileiro reclama”, criticou.

No último dia 14, o governo de Cuba informou que deixará de fazer parte do programa Mais Médicos. A justificativa do Ministério da Saúde cubano é que as exigências feitas pelo governo eleito são “inaceitáveis” e “violam” acordos anteriores. O presidente eleito Jair Bolsonaro disse, na sua conta do Twitter, que a permanência dos cubanos está condicionada à realização do Revalida pelos profissionais.

“Condicionamos a continuidade do programa Mais Médicos à aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou", reafirmou o presidente eleito em sua rede social no dia 14.

"Além de explorar seus cidadãos ao não pagar integralmente os salários dos profissionais, a ditadura cubana demonstra grande irresponsabilidade ao desconsiderar os impactos negativos na vida e na saúde dos brasileiros e na integridade dos cubanos", publicou Bolsonaro.

*Os entrevistados preferiram usar nomes fictícios.

Comentários para "Médicos formados no exterior tentam validar diploma no Brasil":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Dia do Skate é comemorado na capital brasileira

Dia do Skate é comemorado na capital brasileira

Evento acontece neste sábado, 25, às 14 horas, na Praça do Povo, no Setor Comercial Sul, Distrito Federal

Plataforma facilita consulta a informações sobre o meio ambiente

Plataforma facilita consulta a informações sobre o meio ambiente

O Instituto Brasília Ambiental apresenta o Observatório da Natureza e Desempenho Ambiental ao MP do DF

DF tem 110 mil crianças ainda não vacinadas contra a Covid-19

DF tem 110 mil crianças ainda não vacinadas contra a Covid-19

Secretaria de Saúde amplia estratégias para aumentar a cobertura vacinal para todos os públicos

Justiça restaurativa e violência de gênero é tema de último seminário

Justiça restaurativa e violência de gênero é tema de último seminário

Foram realizados quatro encontros em que especialistas brasileiros e australianos discutiram violência doméstica e familiar contra as mulheres

‘Apesar de recém-criada, a UnDF já oferta vagas de educação superior’

‘Apesar de recém-criada, a UnDF já oferta vagas de educação superior’

Em entrevista a reitora pro tempore da UnDF destaca o trabalho que já é feito e os próximos passos na primeira universidade pública distrital

UnB abre 60 vagas para Licenciatura em Educação do Campo

UnB abre 60 vagas para Licenciatura em Educação do Campo

Inscrições serão de 29 de junho a 18 de julho; seleção será via nota do Enem

Contagem regressiva para a 69ª edição dos JUBs

Contagem regressiva para a 69ª edição dos JUBs

A 69ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros será realizada em Brasília, entre os dias 18 e 25 de setembro

DF recebe Circuito Meta do CineSolar, movido a energia solar e sessões gratuitas

DF recebe Circuito Meta do CineSolar, movido a energia solar e sessões gratuitas

Distrito Federal recebe Circuito Meta do CineSolar, cinema movido a energia solar, com três sessões gratuitas

Agências do trabalhador têm vagas com salários de até R$ 3 mil

Agências do trabalhador têm vagas com salários de até R$ 3 mil

Das quase 200 oportunidades disponíveis nesta sexta-feira (24), cinco são para cargos com a remuneração neste valor

Estudo mostra predomínio da violência psicológica em casos da VIJ-DF

Estudo mostra predomínio da violência psicológica em casos da VIJ-DF

Os dados foram coletados pela equipe interdisciplinar da SASR/VIJ e consolidados pelas supervisoras Niva Campos e Letícia Flores.

Feira do Livro homenageia programa de incentivo à leitura no DF

Feira do Livro homenageia programa de incentivo à leitura no DF

O programa Mala do Livro foi homenageado pela 36ª edição da Feira do Livro de Brasília