×
ContextoExato
Responsive image

Mensagem de Celso não o torna suspeito, dizem ministros do STF

Mensagem de Celso não o torna suspeito, dizem ministros do STFFoto: Nelson Jr./SCO/STF

A maioria entende que seria “casuísmo” retirar Celso do inquérito sobre a interferência do presidente na Polícia Federal por causa da mensagem – que foi enviada em caráter privado.

O Antagonista - 01/06/2020 - 16:29:00

Para integrantes do Supremo ouvidos por O Antagonista , a mensagem enviada pelo ministro Celso de Mello a colegas no fim de semana, fazendo referência ao nazismo, não é motivo para declará-lo suspeito ou impedido de investigar o presidente Jair Bolsonaro.

A maioria entende que seria “casuísmo” retirar Celso do inquérito sobre a interferência do presidente na Polícia Federal por causa da mensagem – que foi enviada em caráter privado.

As regras para suspeição e impedimento, dizem, são específicas e restritas, e exigem provas de inimizade ou amizade das partes do processo com o juiz. E nada indica que o ministro Celso tenha qualquer relação com os envolvidos no caso.

Leia também: STF x Bolsonaro: o presidente ainda mais exposto a riscos

No fim de semana, o decano enviou mensagem inoportuna aos colegas pedindo alerta em relação ao risco de avanço de Bolsonaro sobre as instituições.

“É preciso resistir à destruição da ordem democrática, para evitar o que ocorreu na República de Weimar, quando Hitler não hesitou em romper e nulificar a progressista, democrática e inovadora Constituição de Weimar”, escreveu o decano.

Comentários para "Mensagem de Celso não o torna suspeito, dizem ministros do STF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório