×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de janeiro de 2022

Merkel se diz furiosa e triste com invasão do Capitólio

Merkel se diz furiosa e triste com invasão do CapitólioFoto: Portal DW

"Uma regra fundamental da democracia é: depois de eleições há vencedores e perdedores", disse Merkel

Portal Dw - 07/01/2021 - 10:28:07

Chanceler federal alemã condena invasão à sede do Congresso dos EUA e diz que Trump tem parte da responsabilidade pelos acontecimentos. Macron e líderes europeus também defendem democracia americana.

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, afirmou que a invasão do Capitólio, na noite desta quarta-feira (06/01), deixou-a "furiosa e também triste" e atribuiu parte da responsabilidade pelos acontecimentos ao presidente Donald Trump.

"Lamento profundamente que o presidente Trump não admita sua derrota desde novembro e ontem novamente", disse Merkel nesta quinta-feira, no início de um encontro do partido aliado União Social Cristã (CSU), em Berlim.

"Dúvidas sobre o resultado das eleições foram alimentadas, e isso criou uma atmosfera que tornou possível esses acontecimentos", afirmou.

"Uma regra fundamental da democracia é: depois de eleições há vencedores e perdedores", disse Merkel. Ambos devem desempenhar seu papéis "com decência e consciência da sua responsabilidade, para que a democracia seja a vencedora", acrescentou.

O presidente da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, e o presidente do Bundestag (Parlamento alemão), Wolfgang Schäuble, também condenaram os eventos violentos ocorridos em Washington e afirmaram que Trump tem parte da responsabilidade pela invasão. Steinmeier disse que se trata de um ataque à democracia liberal. "Foi um assalto ao coração da democracia americana", disse.

O ministro do Exterior da Alemanha, Heiko Maas, exortou os apoiadores de Donald Trump a "pararem de pisotear a democracia", acrescentando que "palavras inflamadas se transformam em ações violentas". Já o ministro das Finanças e vice-chanceler alemão, Olaf Scholz, condenou as "imagens perturbadoras" de Washington e denunciou "um ataque insuportável à democracia".

Macron e UE defendem democracia americana

Outros líderes europeus também expressaram perplexidade e preocupação com o ataque à sede do Congresso dos EUA.

O presidente da França, Emmanuel Macron, transmitiu uma mensagem de apoio à "democracia dos Estados Unidos" e criticou o ataque à instituição.

"O que aconteceu em Washington não é, sem dúvida alguma, próprio dos Estados Unidos", disse Macron numa mensagem vídeo na qual aparece ao lado das bandeiras da França, da União Europeia e dos Estados Unidos.

"Quando, numa das democracias mais antigas do mundo, apoiadores do presidente cessante questionam com armas os resultados legítimos das eleições, estão destruindo uma ideia universal: 'uma pessoa, um voto'", afirmou Macron.

Os líderes das instituições da União Europeia (UE) também se manifestaram. "O Congresso dos Estados Unidos é um templo da democracia. É chocante presenciar cenas como as desta noite", disse o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse acreditar na força das instituições e da democracia dos Estados Unidos.

AS/dpa/epd/afp/lusa

  • Apoiadores de Trump dentro do Congresso dos EUA

    O MÊS DE JANEIRO EM IMAGENS

    Apoiadores de Trump invadem Congresso dos EUA

    Apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, invadiram o Capitólio durante a sessão que certificaria a vitória de Joe Biden nas eleições de novembro, forçando a saída abrupta de parlamentares e a interrupção da cerimônia. Uma mulher teria morrido durante a invasão. Serviços de segurança federais foram acionados para remover os invasores e o prédio foi esvaziado no mesmo dia. (06/01)

LEIA MAIS

Bolsonaro diz ser ligado a Trump e que houve fraude nos EUA

Brasileiro é voz dissonante entre líderes mundiais que condenam a invasão do Capitólio em Washington. Fazendo paralelo com Trump, ele volta a dizer que eleição brasileira de 2018 foi fraudada, sem mostrar provas.

Congresso dos EUA certifica vitória de Biden

Após invasão do Capitólio por apoiadores de Trump, vice-presidente anuncia resultado final do Colégio Eleitoral e declara vitória de Biden na eleição presidencial. Trump afirma que haverá transição pacífica de poder.

Apoiadores de Trump invadem Congresso dos EUA

Insuflados pelo presidente, manifestantes interrompem sessão que confirmaria a vitória de Biden nas eleições. Uma mulher morre durante a invasão. Prédio é esvaziado, e cerimônia, retomada.

Comentários para "Merkel se diz furiosa e triste com invasão do Capitólio":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Mais mulheres viajam sozinhas ou com as amigas

Mais mulheres viajam sozinhas ou com as amigas

Proibidas de viajar sem autorização dos maridos até 1962 no País, mulheres já são maioria em decidir o destino das viagens e em buscas por intercâmbio

"Esporte não pode admitir novos Robinhos": Especialistas comentam condenação por estupro

Robinho foi o principal jogador da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010; na foto, o ex-camisa 11 em partida contra o Chile

Chefe de direitos da ONU pede estratégias para garantir participação das mulheres nos processos de paz

Chefe de direitos da ONU pede estratégias para garantir participação das mulheres nos processos de paz

A alta-comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet (À esquerda na tela) fala por meio de um vídeo durante um debate aberto do Conselho de Segurança sobre mulheres, paz e segurança na sede da ONU em Nova York no dia 18 de janeiro de 2022. Michelle Bachelet pediu na terça-feira por estratégias e investimento para garantir a participação plena e significativa das mulheres nos processos de paz.

Morre a cantora Elza Soares aos 91 anos

Morre a cantora Elza Soares aos 91 anos

Elza fez sucesso interpretando clássicos como Se Acaso Você Chegasse, cuja gravação lançou em 1960.

Bachelet: “Decisões sobre a paz sem refletir vozes, realidades e direitos das mulheres não são sustentáveis”

Bachelet: “Decisões sobre a paz sem refletir vozes, realidades e direitos das mulheres não são sustentáveis”

Bachelet apontou ainda o efeito negativo da violência baseada no gênero e do uso da violência sexual como tática de guerra

Estudante de 62 anos formada na EJA inicia o ano na UnB

Estudante de 62 anos formada na EJA inicia o ano na UnB

Quem quiser seguir o mesmo caminho da diarista Maria da Conceição pode se matricular no programa, que abrirá vagas remanescentes em fevereiro

“Temos capacidade para fazer, somos empreendedoras e muito valentes”, afirma venezuelana

“Temos capacidade para fazer, somos empreendedoras e muito valentes”, afirma venezuelana

Yidri foi uma das mulheres empreendedoras beneficiadas em Roraima pelo Programa Conjunto LEAP

OCDE mostra como a desigualdade de gênero afeta brasileiras

OCDE mostra como a desigualdade de gênero afeta brasileiras

A Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é composta por 38 países membros e por 8 países parceiros, grupo do qual o Brasil faz parte

Maior acampamento de refugiados sírios sem mortes maternas após 14 mil partos

Maior acampamento de refugiados sírios sem mortes maternas após 14 mil partos

Unfpa administra operações dentro das instalações de saúde no maior acampamento acolhendo cidadãos da Síria

Natália Bonavides vai recorrer ao Judiciário por direito de resposta a Ratinho

Natália Bonavides vai recorrer ao Judiciário por direito de resposta a Ratinho

Segundo Natália, o direito de resposta "evidencia as mentiras contadas no programa e mostra a necessidade urgente de enfrentar a intolerância e o preconceito. A recusa em divulgá-la é uma confirmação daquilo que foi dito"

O trabalho das mulheres no enfrentamento às desigualdades sociais que pioraram com a pandemia

O trabalho das mulheres no enfrentamento às desigualdades sociais que pioraram com a pandemia

Mulheres da comunidade Aratu, em João Pessoa, aguardam por alimentos durante ação de solidariedade em 1° de maio de 2021.