×
ContextoExato
Responsive image

Miami está fechando restaurantes e academias novamente após a disparada de casos de coronavírus

Miami está fechando restaurantes e academias novamente após a disparada de casos de coronavírusFoto: Pixabay

As medidas estão sendo tomadas para não sobrecarregar hospitais já em dificuldades, disseram as autoridades, que culparam festas e refeições em ambientes fechados.

Amber Jamieson - Buzzfeed News - 07/07/2020 - 10:49:01

Miami (EUA) está fechando restaurantes e academias apenas um mês depois de reabri-los, pois os casos de COVID-19 aumentam pela cidade.

As medidas no Condado de Miami-Dade estão sendo tomadas para achatar a curva e não sobrecarregar hospitais já em dificuldades, disseram autoridades do condado, culpando festas de formatura e refeições em ambientes fechados.

"Queremos garantir que nossos hospitais continuem a ter pessoal necessário para salvar vidas", disse o prefeito do Condado de Miami-Dade, Carlos A. Gimenez, em um comunicado de imprensa anunciando os fechamentos.

Restaurantes (exceto para retirada e entrega), academias, espaços para festas e locações de curta duração serão fechados novamente a partir de quarta-feira. Piscinas de hotéis, creches e acampamentos de férias permanecerão abertos.

Outros condados da Flórida, que incluem cidades como Orlando, mantiveram os restaurantes abertos.

Atualmente, a Flórida tem uma das maiores taxas de infecção nos Estados Unidos, com 206.447 pessoas testando positivo para o coronavírus e 6.327 novos casos na segunda-feira.

O condado de Miami-Dade, que cobre Miami, Miami Beah e o Everglades, tem tido uma média de 1.900 casos por dia, um aumento de 229% de apenas 14 dias atrás.

Alguns restaurantes de Miami-Dade reabriram para refeições no ambiente interno no dia 18 de maio, enquanto que a cidade de Miami reabriu no dia 27 de maio, depois de os restaurantes terem sido fechados completamente no dia 16 de março.

Os restaurantes puderam abrir somente com 50% da capacidade.

Mas, mesmo com uma capacidade reduzida, a disseminação continuou a partir das aglomerações de pessoas dentro, disse o prefeito, observando quantos dos casos positivos foram de pessoas jovens.

"Ainda estamos monitorando o pico no número de casos envolvendo pessoas entre 18 e 34 anos, que começou em meados de junho e que os especialistas da área médica do Condado dizem foi causado por muitos fatores, incluindo os jovens irem para lugares congestionados — ambientes fechados e abertos — sem tomar precauções, como usar máscaras e praticar o distanciamento social", disse Gimenez.

"Contribuindo para os positivos nessa faixa etária, os médicos me disseram, estavam as festas de formatura, reuniões em restaurantes que se transformaram em festas fechadas em violação às regras e manifestações de rua onde as pessoas não conseguiam manter o distanciamento social e em que nem todas as pessoas estavam usando máscaras", disse Gimenez.

Os protestos para reabertura das academias começaram em maio na Flórida, com manifestantes fazendo flexões de braço nas ruas, do lado de fora de um tribunal local tentando convencer os legisladores a reabrir as academias.

As academias reabriram em 8 de junho e tiveram que operar com 75% de capacidade.

A reabertura viu os números do coronavírus dispararem em estados incluindo a Flórida, Califórnia e Texas. O Texas fechou seus bares e limitou as refeições em ambientes fechados novamente no final de junho, depois que o estado viu as taxas de infecção aumentarem.

Este post foi traduzido do inglês.

Amber Jamieson is a reporter for BuzzFeed News and is based in New York.

Contact Amber Jamieson at amber.jamieson@buzzfeed.com.

Comentários para "Miami está fechando restaurantes e academias novamente após a disparada de casos de coronavírus":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório