×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de outubro de 2021

Militares das Forças Armadas rejeitam status de general na PM

Militares das Forças Armadas rejeitam status de general na PMFoto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Oficiais criticam medida em projeto de lei; Ministério da Defesa já rechaçou decreto no Rio de Janeiro, que deu patente a membros da corporação e do Corpo de Bombeiros

Estadão Conteúdo - 13/01/2021 - 08:39:33

Os dois projetos de lei que preveem a criação de cargos de general para a Polícia Militar e mandato de dois anos para os comandantes e impõem condições para que governadores possam demiti-los provocaram reação de militares da cúpula das Forças Armadas . “É uma proposta intempestiva, completamente precipitada e sem justificativa real para que esteja sendo apresentada agora, sem uma discussão prévia”, disse ao Estadão o general Santos Cruz , demitido da Secretaria de Governo no início da gestão de Jair Bolsonaro e ex-secretário Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça do governo Michel Temer .

O general engrossa o coro dos que defendem uma regra uniforme para as PMs, mas ressalta que as propostas reveladas pelo Estadão “não estão no padrão do que se espera de uma lei orgânica”. Segundo o militar, é inadmissível conceder patente de general, algo exclusivo das Forças Armadas, para policiais. “Dentro de estrutura militar ninguém pode ter mandato, não cabe isso”, afirmou.

Em agosto de 2019, o Ministério da Defesa rechaçou a tentativa do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel , que numa canetada criou o cargo de general “honorífico” na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros. A pasta considerou o decreto inconstitucional e acionou a Advocacia-Geral da União (AGU) , o que levou Witzel a recuar e anular o decreto.

Procurado, o Ministério da Defesa manteve a posição divulgada à época sobre a criação destes postos, quando informou que, de acordo com a Constituição Federal, compete privativamente à União legislar sobre o assunto. “Com base nessa competência privativa, encontra-se em vigor o Decreto-lei n.º 667/1969, que reorganiza as Polícias Militares e os Corpos de Bombeiros Militares dos Estados, dos Território e do Distrito Federal, cujo artigo 8.º define que o maior posto hierárquico nessas corporações será o de Coronel”, diz em nota. Sobre os demais pontos do projeto, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, preferiu não se manifestar, sob a alegação que o texto oficial ainda não está em tramitação no Congresso.

Generais da ativa ouvidos pela reportagem sob condição de anonimato dizem que as PMs são forças auxiliares das Forças Armadas, como está previsto na Constituição, razão pela qual, se os projetos forem aprovados, podem provocar um grave problema de hierarquia. Como exemplo, um general cita que caso seja necessário acionar as Forças Armadas por alguma razão, como a Garantia da Lei e da Ordem, por exemplo, o policial pode não aceitar a ordem do militar por ter uma patente maior ou por se considerar do mesmo nível hierárquico.

Para este militar, esse potencial conflito de autoridade deve preocupar a sociedade em geral, não apenas as Forças Armadas. O temor dos militares é que essa discussão seja tomada pela ideologia e não pela razão e pela necessidade de preservação do Estado brasileiro. Pela lei hoje, um coronel do Exército é sempre mais antigo que um coronel da PM.

“Esse assunto não pode ser discutido de forma superficial”, reiterou Santos Cruz. Na avaliação dos oficiais-generais consultados, há uma gama de problemas com as propostas apresentadas. Consideram que a maioria deles pode atingir princípios básicos da estrutura militar – a hierarquia e a disciplina. Sobre a questão da escolha de comandantes da forma como está proposta, seja por lista tríplice, seja com ressalvas para os governadores poderem demiti-los, dizem considerar inadmissível.

Controle

O Exército controlava as polícias, por meio da Inspetoria-Geral das Polícias Militares (IGPM), até a Constituição de 1988. Depois disso, os governadores passaram a nomear seus comandantes e a IGPM perdeu seus poderes. Atualmente, o controle do Exército sobre as polícias é formal, versa sobre efetivos e armamento, mas não treinamento, formação de pessoal, ingresso na carreira, e promoções, o que ficou a cargo de cada Estado.




Comentários para "Militares das Forças Armadas rejeitam status de general na PM":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Em greve, caminhoneiros dizem que movimento será 'principalmente' em Santos, São Paulo

Em greve, caminhoneiros dizem que movimento será 'principalmente' em Santos, São Paulo

No fim de julho, transportadores da região interromperam as atividades durante um dia, sem impactos à operação do Porto de Santos.

A contragosto, governo vê Câmara aprovar verba de R$ 234 mi para combater covid entre indígenas

A contragosto, governo vê Câmara aprovar verba de R$ 234 mi para combater covid entre indígenas

Indígenas são mais suscetíveis a doenças infectocontagiosas, por isso a pandemia ampliou as ameaças que circundam o segmento

Mais de 200 entidades lançam documento rejeitando MP que extingue Bolsa Família e PAA

Mais de 200 entidades lançam documento rejeitando MP que extingue Bolsa Família e PAA

A MP significa o fim do PAA, instrumento que permite que o poder público adquira a produção de alimentos da agricultura familiar camponesa e doe para instituições que atendem população em situação de vulnerabilidade

Governo não renovará operação das Forças Armadas na Amazônia, diz Mourão

Governo não renovará operação das Forças Armadas na Amazônia, diz Mourão

Mesmo com o fim da operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), militares continuarão a dar apoio logístico, disse o vice-presidente.

PF desarticula contrabando de ouro de terras indígenas venezuelanas

PF desarticula contrabando de ouro de terras indígenas venezuelanas

Operação La Cadena cumpre 40 mandados de prisão, busca e apreensão

Covid pode ter afetado 'cérebro' de Ciro Gomes, diz Lula após pedetista atacar Dilma Rousseff

Covid pode ter afetado 'cérebro' de Ciro Gomes, diz Lula após pedetista atacar Dilma Rousseff

'Vou decidir no ano que vem', diz Lula sobre ser candidato

"O mundo perdeu a admiração pelo Brasil", diz Gilberto Gil

Um dos maiores artistas da MPB e ex-ministro da Cultura lamentou o retrocesso nacional

Após leilão fracassado, oferta permanente de petróleo é

Após leilão fracassado, oferta permanente de petróleo é "ameaça eterna" em Fernando de Noronha

O arquipélago de Fernando de Noronha é considerado Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO desde 2001

Xuxa chama Bolsonaro de 'genocida' e pede que apoiadores deixem de segui-la no Instagram

Xuxa chama Bolsonaro de 'genocida' e pede que apoiadores deixem de segui-la no Instagram

“E você que é a favor da vida, assine o impeachment agora”, completou a apresentadora, ao compartilhar vídeo em que Bolsonaro reclamava por não ter conseguido ver o jogo do Santos por não estar vacinado

Ciro fala em conspiração de Lula por impeachment de Dilma, que o acusa de mentir

Ciro fala em conspiração de Lula por impeachment de Dilma, que o acusa de mentir

Em entrevista ao podcast Estadão Notícias, Ciro lembrou que nomes com os quais Lula ensaia uma reaproximação política hoje, como os emedebistas Renan Calheiros e Eunício Oliveira, patrocinaram a deposição de Dilma, tratada pelo PT como golpe.

Fascismo está na raiz do bolsonarismo, diz coordenador do Observatório da Extrema Direita

Fascismo está na raiz do bolsonarismo, diz coordenador do Observatório da Extrema Direita

Bolsonaro usou uma série de símbolos ligados ao integralismo em seu governo, como o slogan "Deus, Pátria e Família"