×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 22 de outubro de 2021

Ministério Público investiga irregularidades em concessionária de energia do Acre

Ministério Público investiga irregularidades em concessionária de energia do AcreFoto:

O reajuste estabelecido é de cerca de 18%

Por Juliana Cézar Nunes - Rádio Agência Nacional - 20/04/2019 - 17:06:18

O Ministério Público (MP) do Acre abriu uma investigação para apurar irregularidades no serviço prestado pela concessionária Energisa.

Um dos principais focos da apuração é a cobrança dos consumidores pelo tempo em que o aumento na tarifa ficou suspenso por decisão judicial, entre dezembro passado e janeiro deste ano. O reajuste estabelecido é de cerca de 18%.

A promotora Alessandra Marques chamou a empresa para uma reunião na próxima semana e espera que seja possível um acordo.

“Nós precisamos definir com a Energisa se especialmente para os consumidores de baixa renda essa cobrança pode ser dividida em parcelas maiores porque ela impacta na vida das pessoas, dos consumidores e das famílias, especialmente. Nós faremos chamando a Energisa aqui para que possamos ver isso.”

O Ministério Público do Acre também investiga irregularidades na cobrança, por bandeira tarifária, nos municípios acreanos que não estão interligados ao Sistema Nacional de Energia. A Promotoria do Consumidor também pretende recomendar melhorias na rede de distribuição, que estaria sucateada desde a privatização, no ano passado.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) chegou a ser instalada na Assembleia Legislativa do Acre para investigar possíveis irregularidades praticadas pela Energisa. Em nota, a empresa afirma que a distribuição de energia se trata de uma concessão de serviço público e que segue “rigorosamente” as determinações da Aneel, Agência Nacional de Energia Elétrica.

Comentários para "Ministério Público investiga irregularidades em concessionária de energia do Acre":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas

Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas

UNE protocolou um ofício cobrando uma urgente reunião com a presidência da CAPES

Por que o golpe do Whatsapp funciona?

Por que o golpe do Whatsapp funciona?

Roteirista Daniel Fraiha relata caso na família e analisa raízes das fraudes no Brasil

Como fazer a portabilidade de planos de saúde

Como fazer a portabilidade de planos de saúde

Primeira portabilidade pode ser feita após dois anos no plano original

Criança no carro? Cuidado redobrado!

Criança no carro? Cuidado redobrado!

Regras do Código de Trânsito Brasileiro, fiscalização e conscientização derrubam índice de letalidade no transporte de crianças com até 10 anos no DF

Idec lança guia com orientações para internautas sobre direitos nas mídias digitais

Idec lança guia com orientações para internautas sobre direitos nas mídias digitais

O material foi inicialmente desenvolvido pelo Observatorio Latinoamericano de Regulación, Medios y Convergencia

Entregadores de apps afirmam que a greve agora é por tempo indeterminado até terem respostas

Entregadores de apps afirmam que a greve agora é por tempo indeterminado até terem respostas

Em contexto de alta no preço do combustível, entregadores reivindicam melhores taxas de entrega, o fim da coleta dupla e dos bloqueios de conta sem justificativa

Greves de entregadores contra apps de delivery se espalham e já duram dias

Greves de entregadores contra apps de delivery se espalham e já duram dias

Divididos em bloqueios pela cidade, entregadores em Jundiaí estão de braços cruzados desde sábado (9)

Economia edita portaria e remaneja R$ 70 bi para pagar servidores e aposentados

Economia edita portaria e remaneja R$ 70 bi para pagar servidores e aposentados

Se não fossem os recursos da desvinculação dos fundos, a capacidade de honrar os pagamentos seria muito baixa, segundo apurou o Estadão/Broadcast. Sem a portaria, haveria risco real de

Lei suspende obrigatoriedade da prova de vida para benefícios do INSS até o final deste ano

Lei suspende obrigatoriedade da prova de vida para benefícios do INSS até o final deste ano

Para entrar em vigor, no entanto, o INSS precisa publicar uma portaria para regulamentar a medida

Pensão por morte e auxílio maternidade poderão ser solicitados junto a certidões

Pensão por morte e auxílio maternidade poderão ser solicitados junto a certidões

De acordo com a entidade, a iniciativa favorecerá mais de 1,8 milhão de pessoas que estão na fila do INSS aguardando a liberação desses dois benefícios.

TJDFT aumenta valor de indenização após suspensão de serviço telefônico por mais de 1 mês

TJDFT aumenta valor de indenização após suspensão de serviço telefônico por mais de 1 mês

A decisão foi unânime.