×
ContextoExato
Responsive image

Ministro da Educação revela seu “desamor” por Brasília

Ministro da Educação revela seu “desamor” por BrasíliaFoto: CorreioWeb

Ibaneis vai decidir amanhã sobre reabertura dos shoppings

Ana Maria Campos - Correioweb - 21/05/2020 - 05:16:41

A reunião ministerial de 22 de abril em que o presidente Jair Bolsonaro teria tratado de interferência ma Polícia Federal (PF) ainda vai despertar muitas controvérsias e criar saias-justas. Sobrou até para Brasília. Para o polêmico ministro da Educação, Abraham Weintraub, que costuma utilizar palavrões em ambientes fechados e palacianos, Brasília é uma “porcaria” que precisa acabar. Ele disse ainda que a capital é um “cancro”. Quem esteve presente e quem viu o vídeo relata que o presidente Jair Bolsonaro concordou com os ataques de Weitraub à capital da República. Na reunião ministerial, cuja gravação está nas mãos do ministro Celso de Mello, ainda houve insultos à capital do Brasil, tais como os salários do funcionalismo público e, em especial, dos integrantes do Judiciário.

Bastidores

Ao tomar conhecimento das declarações do ministro da Educação, Abraham Weintraub, o governador Ibaneis Rocha comentou: “Não ouvi, mas certamente não deve ser com a cidade e sua população, deve ser com o que acontece nos bastidores da política”.

Ibaneis vai decidir amanhã sobre reabertura dos shoppings

A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) entregou aos governadores dos estados e do Distrito Federal e até ao presidente do STF, Dias Toffoli, os detalhes do protocolo de segurança, supervisionado por profissionais da saúde, que vai adotar para a reabertura dos shoppings de todo o país. Além das medidas recomendadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde, como usar máscaras, testar a temperatura, não realizar eventos, evitar aglomerações e manter distanciamento entre as pessoas, a entidade determinou aumento na oferta de álcool em gel e o controle do número de clientes dentro dos empreendimentos. O governador Ibaneis Rocha ficou de tomar uma decisão até amanhã sobre a possível data de reabertura, na próxima segunda-feira. Além do protocolo de segurança contra contaminação, Ibaneis vai avaliar o cenário de infecções e mortes e de leitos disponíveis. O setor de shoppings centers amarga prejuízos, de cerca de R$ 25 bilhões em todo o país e passa por uma situação inédita na história, em que 100% das unidades foram do país estão fechadas devido à pandemia. Com a autorização do Poder Público, o objetivo é a reabertura gradual do comércio.

 (Ed Alves/CB/D.A Press)

Plano de saúde com cobertura para covid-19

Projeto de lei aprovado ontem pelo Senado inclui a covid-19 na cobertura de planos de saúde e seguros de vida. O projeto da senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) teve como relatora a senadora Leila Barros (PSB-DF). Agora a proposta será encaminhada para análise na Câmara dos Deputados. De acordo com o texto, o seguros de assistência médica ou hospitalar, e o de vida ou de invalidez permanente, inclusive os já celebrados, não poderão conter restrição de cobertura e carência a qualquer doença ou lesão decorrente da emergência de saúde pública. “O objetivo é garantir que as pessoas que contrataram esses serviços não fiquem desamparadas neste momento de pandemia” defende Leila. A relatora considerou que a previsão legal evita judicialização e assegura o recebimento dos recursos pelo beneficiário. Com teste positivo para covid-19 e sintomas leves, a autora da proposta não participou da votação. Gabrilli está de licença médica por duas semanas.

Câmara proíbe corte de luz em casas com home care...

A Câmara Legislativa vai promulgar projeto de lei que proíbe o corte no fornecimento de eletricidade em residências habitadas por pacientes com coronavírus. O veto do governador Ibaneis Rocha ao texto de autoria do deputado Claudio Abrantes (PDT) foi derrubado ontem com 15 votos dos distritais. Para pleitear o benefício da lei, a família do paciente deverá apresentar laudo médico oficial, discriminando a necessidade do fornecimento contínuo de eletricidade. “Não se trata, de forma alguma, de um incentivo ao calote, mas sim da luta pela manutenção da vida”, explicou Claudio Abrantes.

E de água, luz e telefone, enquanto durar a pandemia...

Na mesma sessão, os distritais derrubaram o veto a um outro projeto que barra o corte no fornecimento de serviços durante a pandemia do novo coronavírus. Projeto de autoria do deputado Chico Vigilante (PT) impede as concessionárias de cortar o fornecimento dos serviços públicos de energia elétrica, telefonia e de água e esgoto durante o estado de calamidade pública em razão do coronavírus.

 (Vinicius Cardoso/CB/D.A Press)

Schietti: Bolsonaro e a necropolítica

Ex-procurador-geral de Justiça do DF, o ministro Rogério Schietti, foi duro com o presidente Jair Bolsonaro durante julgamento no STJ: “O recado (de Bolsonaro) é de confronto, de desprezo à ciência e às instituições e pessoas que se dedicam à pesquisa, de silêncio ou até de pilhéria diante de tragédias diárias. É a reprodução de uma espécie de necropolítica, de uma violência sistêmica, que se associa à já vergonhosa violência física, direta (que nos situa em patamares ignominiosos no cenário mundial), e à violência ideológica, mais silenciosa, porém igualmente perversa, e que se expressa nas manifestações de racismo, de misoginia, de discriminação sexual e intolerância a grupos minoritários.”

 (Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press - 23/4/13)

Possível regularização

A deputada Flávia Arruda (PL-DF) apresentou projeto de lei que prevê a regularização fundiária da Colônia Agrícola 26 de Setembro, dentro da Floresta Nacional de Brasília (Flona).

Comentários para "Ministro da Educação revela seu “desamor” por Brasília":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório