×
ContextoExato

Ministro que jamais pôs os pés na Amazônia vira suas baterias contra o Fundo Amazônia

Ministro que jamais pôs os pés na Amazônia vira suas baterias contra o Fundo AmazôniaFoto: Reprodução-Twitter.

Fundo Amazônia, novo foco acusatório de Ricardo Salles

Mar Sem Fim - 19/05/2019 - 10:28:30

O ministro do Meio Ambiente, que jamais pôs os pés na Amazônia, virou suas baterias contra o Fundo Amazônia. O incansável caçador de comunistas provocou saia justa com os maiores financiadores, Noruega e Alemanha, e com o gestor, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O banco também se incumbe da captação de recursos, da contratação e do monitoramento dos projetos e ações apoiados. Até o momento, O BNDES jamais viu qualquer irregularidade no uso dos recursos. Por sua incompetência cega, e desmedido autoritarismo, o neófito corre o risco de fazer com que o Brasil perca este investimento essencial.

Conheça o Fundo Amazônia

O Brasil cuida. O mundo apoia. Todos ganham “. Assim está escrito no transparente site do Fundo. E explica: “O Fundo Amazônia tem por finalidade captar doações para investimentos não reembolsáveis em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento. E de promoção da conservação e do uso sustentável da Amazônia Legal, nos termos do Decreto nº 6.527, de 1º de agosto de 2008.” O neófito não deve saber, afinal, não é do ramo, mas sua criação vem do tempo em que o Brasil era protagonista das causas ambientais. Foi uma grande sacada de seus antecessores. “Um mecanismo proposto pelo governo brasileiro durante a COP-12, em Nairóbi (2006), visando a contribuição voluntária de países em desenvolvimento para a redução de emissões de gases de efeito estufa resultantes do desmatamento e degradação das florestas.” O Fundo é considerado o principal mecanismo internacional de pagamentos por resultados de redução de emissão de gases estufa vindos do desmatamento, conhecido pela sigla REDD+ .

Valores acumulados pelo Fundo Amazônia

O site www.bol.uol.com.br, informa: “Desde 2009, o Fundo Amazônia já recebeu um aporte de mais de R$ 2,8 bilhões, de três fontes: governo da Noruega, cerca de 97,4% do total (aproximadamente R$ 2,775 bilhões); da Alemanha, com 2,1% (cerca de R$ 60,697 milhões); e da Petrobras, com 0,5% (R$ 14,7 milhões)….e mais. “Em seus 8 anos de atuação, o Fundo Amazônia já investiu cerca de R$ 1,4 bilhão em 89 projetos de diferentes segmentos e regiões da Amazônia Legal.” Para um País quebrado, como o nosso, não é nada mau ter este montante para investir em nosso maior ativo, a biodiversidade. E ainda por cima desonerar o governo de uma obrigação que era sua.

‘As ameaças descobertas’

O arrogante Ricardo Salles ‘descobiu’, analisando 1/4 dos 103 projetos (com ONGs e governos estaduais e municipais), ‘inconsistências’ e ‘indícios de irregularidades’. “Há problemas em 100% dos contratos com ONGs”, justificou. Segundo o G1, “nos contratos com ONGs até 70% dos recursos seriam empregados no pagamento de funcionários próprios ou terceirizados. Nós verificamos liberação de verbas sem prestação de contas”. Mas, apesar das acusações, Salles não mostrou os contratos e sequer citou qualquer ONG. Também não explicou como foi feita a investigação. O TCU, no entanto, não questionou rigorosamente nada a respeito do Fundo.

Aos qualificativos de neófito e arrogante, acrescentamos a irresponsabilidade

O irresponsável ministro de Estado é tão ruim como os que sentaram na cadeira da Educação. Faz graves acusações sem apresentar provas. Cria atritos desnecessários com os maiores doadores. E embaraços para o BNDES. Importante, Salles mentiu mais um vez. Segundo O Eco, “na coletiva o ministro afirmou que já se reuniu com os embaixadores destes países e que eles concordaram em realizar mudanças na gestão do Fundo.”

Reação dos envolvidos com o Fundo é de espanto

O Eco, “A Embaixada da Alemanha não tem sido envolvida, nem informada sobre os resultados da análise realizada pelo MMA. Ainda nem teve conversas sobre quais mudanças em detalhes o governo brasileiro está propondo. Então não podíamos formar uma opinião sobre o assunto. Nós já solicitamos encontros com o MMA para obter mais informações. Estamos ainda aguardando resposta”, foi o que disseram os alemães. Já a Embaixada da Noruega disse à Folha de S. Paulo que, “não recebemos nenhuma proposta das autoridades brasileiras para alterar a estrutura de governança ou os critérios de alocação de recursos”.

Mais uma mentira de Salles

Apesar das negativas, Salles insiste. O G1 diz que, “segundo Salles todos entendem que são necessárias as mudanças na gestão do fundo, inclusive o presidente do BNDES”. Todos quem? G1, “as Embaixadas da Noruega e Alemanha negam ter concordado com mudanças na gestão do Fundo”.

Então pra quê, ministro, levantar esta poeira toda, sem ter provas, apenas indícios. Não seria melhor concluir a investigação pra depois botar a boca no trombone? Ou o que você quer é enterrar a reforma da Previdência, sem a qual o País quebra?

Ricardo Salles se esquece que é condenado pela Justiça

A Controladoria Geral da União (CGU) disse À Folha de S.Paulo que “A CGU não efetuou testes de auditoria sobre esses contratos ou avaliou os resultados que serão apresentados. As conclusões são de exclusiva responsabilidade do MMA”.

Conclusão

São por bobagens como esta, aliada à abertura de Abrolhos para prospecção de petróleo, contra parecer de técnicos do Ibama e tantas outras , que temos certeza que o ministro não vai sossegar enquanto não destruir a obra do titã da ambientalismo brasileiro, Paulo Nogueira Neto . Sua arrogância o impede de ouvir quem quer que seja. Talvez por isso, e pelas bobagens do capitão , seu chefe e mentor, o governo conseguiu quase o impossível queimando seu capital político antes de defender reformas básicas, como a da Previdência. A economia se arrasta. Empresários resistem a investir neste cenário abobalhado. Não deu outra. Antes de completar 100 dias de governo pesquisas mostram a decepção dos brasileiros. Bolsonaro conseguiu a pior classificação desde a redemocratização. Para 61% dos entrevistados, o presidente fez menos que o esperado; 59% esperam melhoras. Apesar das baixarias, tudo que os ainda adeptos têm a dizer é ‘petralha’, ‘coxinha’, e outras bobagens. Defender o indefensável, nem pensar. Argumentar, como acima, idem ibidem…É triste.

E duma-se com isso!

Fontes – https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/05/pergunta-ao-autor-so-passei-diz-bolsonaro-apos-endossar-texto-sobre-pais-ingovernavel.shtml; https://www.oeco.org.br/reportagens/embaixada-da-alemanha-e-entidades-ambientais-contradizem-declaracoes-de-salles-sobre-fundo-amazonia/?fbclid=IwAR31C7ydnDsXZ_gXl1t9p49n3gF1Iqwu5UVnaXQ6_kOVv3T-fykAKSORhdQ; http://www.observatoriodoclima.eco.br/improbo-ricardo-salles-monta-teatro-para-criminalizar-ongs-e-aparelhar-fundo-amazonia/?fbclid=IwAR1GsavJoaEqbQ9NIjAoCarkzbKUm5cHB5R7xv1AEyUKmBF5oRbi7KlBzjY; https://g1.globo.com/natureza/blog/andre-trigueiro/post/2019/05/17/critica-de-ministro-contraria-parceiros-que-financiam-o-fundo-amazonia.ghtml?fbclid=IwAR0pFFFXveu35NeO0hQIuKZBarVWquzUni5mqmjrQerDlGhGbPr7zDnLNRo; https://www.bol.uol.com.br/noticias/2017/08/09/fundo-amazonia-vai-investir-r-150-milhoes-em-novos-projetos-de-conservacao.htm; http://ipam.org.br/entenda/o-que-e-o-fundo-amazonia/; https://www.oeco.org.br/reportagens/embaixada-da-alemanha-e-entidades-ambientais-contradizem-declaracoes-de-salles-sobre-fundo-amazonia/.

Plástico, saiba quanto você usa diariamente. Faça um teste

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim .

Comentários para "Ministro que jamais pôs os pés na Amazônia vira suas baterias contra o Fundo Amazônia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
...