×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de outubro de 2021

Movimento promove ato para denunciar “atropelo” do GDF em debate da revisão do PDOT

Movimento promove ato para denunciar “atropelo” do GDF em debate da revisão do PDOTFoto: Brigada de comunicação do MTST

Movimento explica que a ação tem como objetivo expor “os dois pesos e duas medidas do Governo Ibaneis na gestão das cidades”.

Roberta Quintino-brasil De Fato | Brasília (df) - 11/10/2021 - 15:55:38

A ação aconteceu em Ceilândia, durante a realização da segunda oficina temática da revisão do Plano Diretor

A Frente Quem Participa DF, composta por 38 entidades e movimentos sociais, realizou no sábado (9) uma ação para denunciar o “tratoraço” do Governo do Distrito Federal na revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT).

O ato aconteceu em frente ao Caic Bernardo Sayão, em Ceilândia, durante a realização da segunda oficina temática da revisão do PDOT.

O Plano Diretor estabelece os critérios para o desenvolvimento de atividades, estratégias locais, regularização fundiária e define ainda as áreas prioritárias para oferta habitacional para os próximos dez anos.

:: PDOT: Debate sobre ordenamento territorial não inclui os mais pobres :: PDOT: Debate sobre ordenamento territorial não inclui os mais pobres ::

Em nota publicada nas redes sociais, o movimento explica que a ação tem como objetivo expor “os dois pesos e duas medidas do Governo Ibaneis na gestão das cidades”.

“Enquanto passa o trator em cima da casa do povo, mantém intocadas as verdadeiras invasões dos ricos à beira Lago; assim como reúne a portas fechadas com o empresariado para garantir os interesses do setor imobiliário pelos próximos dez anos no Plano Diretor e finge ouvir o povo em oficinas esvaziadas e realizadas somente com o intuito de dar tons de legalidade ao processo”, escreveu a Frente.

:: Sem ordem de despejo, GDF expulsa famílias de ocupação em Santa Maria ::

O grupo defende a ampla e efetiva participação da população na discussão do Plano Diretor, de forma a atender as reais necessidades das regiões. No entanto, apesar da oficina acontecer na cidade mais populosa do DF, inserida em uma Unidade de Planejamento Territorial (UPT) que conta com aproximadamente 920 mil habitantes, apenas 23 pessoas participaram presencialmente da atividade.

Para a Frente, o GDF impõe um calendário de oficinas que restringe o acesso à inscrição prévia pela Internet e limita o número de participantes de forma a não representar a população das cidades que deveriam ser ouvidas. De acordo com divulgação do governo, a quantidade de participantes presenciais permitidos na reunião em Ceilândia estava limitada a 100 pessoas.

Calendário

Conforme calendário da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) serão promovidas sete oficinas temáticas. A primeira, realizada sob protesto, aconteceu no dia 2 de outubro em Santa Maria.

As próximas oficinas do PDOT acontecem no sábado (16) pela manhã em São Sebastião (Paranoá, Jardim Botânico, Itapoã e São Sebastião). E no período da tarde em Sobradinho (Planaltina, Sobradinho II, Fercal e Sobradinho).

Para receber nossas matérias diretamente no seu celular clique aqui.

Edição: Flávia Quirino

Comentários para "Movimento promove ato para denunciar “atropelo” do GDF em debate da revisão do PDOT":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Governador do DF prevê desobrigar uso de máscara em ambientes abertos em novembro

Governador do DF prevê desobrigar uso de máscara em ambientes abertos em novembro

O número de vacinados com a 2ª dose ou dose única havia alcançado a taxa de 59,96% da população acima de 12 anos até hoje. Um total de 86,84% tomou a 1ª dose da imunização contra a covid.

Cartórios passam a receber denúncias de violência doméstica

Cartórios passam a receber denúncias de violência doméstica

Campanha Sinal Vermelho auxiliará mulheres de modo discreto e sigiloso

Projeto ‘Desapega DF’ recolhe doações de servidores

Projeto ‘Desapega DF’ recolhe doações de servidores

Peças de vestuário estão entre os itens requisitados para doação

Prorrogado o período de matrícula na rede pública de ensino do DF

Prorrogado o período de matrícula na rede pública de ensino do DF

Escola Parque da 308 Sul, no Plano Piloto.

Mulheres fingem pedir comida para serem resgatadas no DF

Mulheres fingem pedir comida para serem resgatadas no DF

PMs passam por treinamento para reconhecer solicitações de ajuda

CPI que investigará sonegação de bancos no DF tem composição definida

CPI que investigará sonegação de bancos no DF tem composição definida

O autor do requerimento para dar início às investigações, deputado Delmasso, espera resultados similares aos obtido por CPI paulistana que "colocou de volta nos cofres públicos cerca de R$ 3 bilhões”

Ativista por moradia popular denuncia perseguição em Santa Maria, no DF

Ativista por moradia popular denuncia perseguição em Santa Maria, no DF

Ativista Mona Lisa, do Coletivo Mais de Nós, denuncia ter sofrido perseguição após apoiar luta por moradia popular

Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas

Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas

UNE protocolou um ofício cobrando uma urgente reunião com a presidência da CAPES

Com autorização da Aneel, conta de luz no DF terá reajuste de 11,6%

Com autorização da Aneel, conta de luz no DF terá reajuste de 11,6%

A tarifa residencial no DF, que ocupava o 51º lugar do ranking nacional sendo uma das mais baixas do país, passa a ocupar a 36º posição.

Biotic sedia lançamento do programa ‘Centelha’ no DF

Biotic sedia lançamento do programa ‘Centelha’ no DF

Presente à cerimônia de lançamento, o vice-governador Paco Britto assegurou que o Centelha será um programa-modelo no DF

Sindicato dos Professores do DF critica possibilidade de retorno 100% presencial das aulas

Sindicato dos Professores do DF critica possibilidade de retorno 100% presencial das aulas

Sindicato aponta que 136 escolas públicas no DF registraram casos de contaminação por covid-19. Fotos: Acácio Pinheiro/Agência Brasília