×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de janeiro de 2022

MPF denuncia desembargador do Tribunal de Justiça de MG por corrupção

MPF denuncia desembargador do Tribunal  de Justiça de MG por corrupçãoFoto: Reprodução tv Globo

Ministério Público Federal denuncia desembargador por corrupção

G1df - 18/04/2020 - 21:32:28

Gravações feitas pela Polícia Federal mostram o desembargador Alexandre Victor negociando cargos públicos para o filho e para mulher.

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o desembargador Alexandre Victor de Carvalho, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), por corrupção passiva nesta sexta-feira (17).

Conversas gravadas pela Polícia Federal, com autorização da Justiça, mostram o desembargador Alexandre Victor negociando cargos públicos para o filho, Guilherme Souza Victor de Carvalho e para a mulher, Andreza Campos Victor de Carvalho, ambos advogados. Os diálogos gravados aconteceram em novembro de 2015.

A prática de corrupção passiva, segundo o MPF, se deu quando, supostamente, o desembargador teria condicionado apoio à candidatura de uma advogada ao cargo de desembargadora pelo quinto constitucional na vaga destinada à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), apoiada pelo governo do estado, à época. A peça está sob sigilo de Justiça.

Na denúncia, enviada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), o MPF destaca o interesse da então cúpula governo de Minas Gerais, em 2015, na indicação da advogada ao TJMG. A peça narra as ligações do marido da advogada com o PT, partido do então governador Fernando Pimentel, com registros de amizade com membros expoentes do partido.

“Em verdade, o denunciado praticou o ato de mercancia com a função pública, cedendo aos declarados interesses do governador mineiro”, diz a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo, que assina a denúncia. "Segundo ela, como compensação, por sua atuação, o desembargador obteria a vantagem da nomeação para funções públicas da esposa, por meio do líder do governo na Assembleia Legislativa, e do filho, junto ao procurador-geral da Câmara Municipal de Belo Horizonte", conclui nota do MPF.

O G1 entrou em contato com o desembargador Alexandre Victor de Carvalho e ainda aguarda um posicionamento de sua defesa.


Leia trechos das transcrições das gravações feitas pela PF da conversa entre Alexandre Victor de Carvalho e o então procurador da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Augusto Paulino:


Alexandre Carvalho : “Na Copasa não daria?”

Augusto Paulino : “Não... lá é empresa, sociedade, né? De economia mista, salvo engano”.

Alexandre Carvalho : “Na Cemig é melhor porque, por exemplo, na Cemig, ela indo pra lá, ela não tem horário. Na Copasa ela vai ter que bater ponto, vai piorar”.

As gravações ainda mostram o ex-procurador alertando o desembargador sobre a prática de nepotismo cruzado.

Alexandre Carvalho : “Não, pra mim não vai dar nada”.

Augusto Paulino : “Eles vão explorar isso, a esposa, a manchete vai ser essa, esposa de desembargador, o desembargador acusado de nepotismo cruzado, alguma coisa nesse sentido”.

Alexandre Carvalho : “Não, pra mim não vai dar nada”.

Augusto Paulino : “consequentemente eles vão explorar isso. Esposa... a manchete vai ser essa, esposa de desembargador, o desembargador acusado de nepotismo cruzado, alguma coisa nesse sentido”.

A mulher do desembargador, Andreza Campos, acabou sendo nomeada para um cargo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), de acordo com publicação no Diário do Legislativo de 18 de novembro de 2015, com um salário de R$ 8 mil.

Alexandre Carvalho : “Inclusive na Assembleia, não tem problema não. Na Assembleia, o Ministério Público não faz nada e tal. Você vai lá duas, três vezes por semana”.

Andreza de Carvalho : “Tá bom”.

O filho do desembargador foi nomeado no fim de 2015 para um cargo na Câmara Municipal. O salário era de R$ 9,3 mil.

Alexandre Carvalho : “Olha o que eu estou conseguindo com 50 anos de idade. Ninguém consegue isso, uai. (...) Eu sou diferenciado mesmo”.

Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em Belo Horizonte — Foto: Robert Leal/TJMG

Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em Belo Horizonte — Foto: Robert

Comentários para "MPF denuncia desembargador do Tribunal de Justiça de MG por corrupção":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Ministro de Minas e Energia quer o Cade investigando preços abusivos da Petrobras

Ministro de Minas e Energia quer o Cade investigando preços abusivos da Petrobras

Na avaliação do ministro, a investigação do Cade não tem atribuição de segurar o preço dos combustíveis. Mas pode corrigir práticas da empresa, caso fique configurada alguma distorção.

Coronavírus: Ciência e Tecnologia suspende trabalho presencial em quatro órgãos

Coronavírus: Ciência e Tecnologia suspende trabalho presencial em quatro órgãos

O Brasil enfrenta uma nova onda de aumentos de casos de covid-19 por causa da variante Ômicron

Câmara deve retomar trabalho remoto após aumento de casos de Covid-19

Câmara deve retomar trabalho remoto após aumento de casos de Covid-19

Medida ainda não foi oficializada pelo presidente da Casa

Marco temporal, operações policiais e vacina: conheça os principais julgamentos do STF em 2022

Marco temporal, operações policiais e vacina: conheça os principais julgamentos do STF em 2022

Pauta do ano coloca Supremo Tribunal Federal novamente em evidência, apontam especialistas

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, quem recebe a vacina contra a covid leva um livro para casa

Indígena é a 1ª criança vacinada contra a Covid-19 no país

Indígena é a 1ª criança vacinada contra a Covid-19 no país

Em ato simbólico, xavante de 8 anos de Piracicaba recebeu imunizante

Médicos da atenção primária decidem entrar em greve em São Paulo

Médicos da atenção primária decidem entrar em greve em São Paulo

Decisão pode ser revista caso prefeitura revise planejamento

Confirmado segundo caso de Candida auris em Pernambuco

Confirmado segundo caso de Candida auris em Pernambuco

Anvisa trata o caso como o terceiro surto do superfungo no país

Vacina brasileira contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez

Vacina brasileira contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez

Estudo clínico aplicará o imunizante em 90 voluntários

Justiça Federal no Brasil se moderniza, mas tribunais ainda amargam demoras

Justiça Federal no Brasil se moderniza, mas tribunais ainda amargam demoras

Essa grandiosidade em termos de acesso à justiça, também vem ao encontro da morosidade com o que cidadão tem que enfrentar, em função ao tempo de decisão com relação a um processo

Estados voltam a ter medidas restritivas com aumento de casos de covid

Estados voltam a ter medidas restritivas com aumento de casos de covid

Aumento no número de infectados é resultado da variante Ômicron