×
ContextoExato
Responsive image

MPF determina investigação policial sobre desrespeito à quarentena por funcionários do Ministério da Saúde

MPF determina investigação policial sobre desrespeito à quarentena por funcionários do Ministério da SaúdeFoto: CDC/ Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM, e Freepik.com

Investigados atuam na saúde indígena e teriam ido trabalhar enquanto estavam contaminados pelo novo coronavírus

Assessoria De Comunicação - Procuradoria Da República No Distrito Federal - 14/05/2020 - 19:27:21

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou a abertura de inquérito policial para apurar denúncia contra o Secretário Especial de Saúde Indígena, Robson Santos da Silva, e seu chefe de gabinete, Paulo Henrique Lima Brito. A solicitação foi feita na última segunda-feira (11). Segundo denúncia recebida, em tese, os dois funcionários do Ministério da Saúde teriam contraído covid-19 e continuado a trabalhar presencialmente sem nem mesmo usarem proteção.

O MPF quer saber se os fatos narrados procedem pois, caso comprovadas, tais condutas, praticadas dentro do Ministério da Saúde, expuseram inúmeras pessoas ao contágio pela doença, infringindo as orientações de isolamento social para conter o avanço do vírus. A gravidade das circunstâncias também está ligada à fragilidade da saúde indígena, quando relacionada a doenças respiratórias. Os investigados podem responder por crime contra a saúde pública.

O prazo do inquérito na Polícia Federal é de 90 dias, prorrogáveis.

Comentários para "MPF determina investigação policial sobre desrespeito à quarentena por funcionários do Ministério da Saúde":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório