×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de janeiro de 2022

Mulheres com a mão na massa ampliam geração de renda com criação de agroindústria de macarrão

Mulheres com a mão na massa ampliam geração de renda com criação de agroindústria de macarrãoFoto: Lucas Souza - Portal Brasil De Fato

Sonho da comunidade é também entregar alimentos para o PNAE

Lucas Souza - Portal Brasil De Fato - 02/12/2021 - 15:52:02

Azulejos brancos, espaço adequado para o preparo e secagem de massas, além de vestiário e cozinha. Foram quatro meses de trabalho duro para cumprir os requisitos exigidos pela vigilância sanitária, somados a três anos de construção do coletivo. A conquista foi celebrada no dia 18 de novembro, com a inauguração da Agroindústria, na sede da comunidade Maria Rosa do Contestado, localizada em Castro, no Paraná.

No evento de inauguração, uma mesa repleta de panificados, como pães, pastéis, bolos e tortas. Tudo feito pelas mãos das 13 mulheres que estão produzindo na mais nova agroindústria. Parceiros da comunidade Maria Rosa do Contestado também estiveram presentes, entre eles o deputado estadual Tadeu Veneri (PT), o mandato coletivo do PSOL da Câmara de Ponta Grossa e a Cáritas Diocesana de Ponta Grossa.

Agroindústria foi inaugurado no dia 18 de novembro / Foto: Valmir Fernandes/MST-PR

Foi durante um almoço, em que foi preparado macarrão, que o coletivo de mulheres do acampamento decidiu iniciar o processo de produção e venda de massas caseiras. Agora, além do macarrão, serão produzidos conservas e outros panificados, como pães e cucas.

::MST ocupa sede do Incra em SP contra despejo de 450 famílias do Acampamento Marielle Vive::

Já são três anos com a mão na massa e já integraram a equipe não apenas o coletivo de mulheres, mas a juventude e outros companheiros do acampamento. Do início do projeto, até o momento, houve uma grande evolução, tanto na quantidade de produção, quanto no desenvolvimento de receitas.

O macarrão inicialmente foi comercializado fresco, com uma durabilidade de poucos dias. Hoje, além de ser vendido seco e com um tempo de durabilidade maior, são produzidos 14 sabores diferentes. Parcerias com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) também foi de extrema importância. Foi através da universidade que o cilindro mecânico foi conquistado pelas mulheres.

Além do macarrão, serão produzidos conservas e outros panificados, como pães e cucas / Foto: Valmir Fernandes/MST-PR

Açafrão, hortelã, espinafre, beterraba, misto, integral, cenoura, tomate, ervas, ora-pro-nobis, couve e comum, com uma receita desenvolvida pelo próprio coletivo, os ingredientes que dão o toque especial - e agroecológico - são produzidos de maneira orgânica pelos camponeses e camponesas do acampamento.

“Uma dos propósitos de trabalhar no macarrão é a luta, a luta do dia-a-dia”, é o que diz Rosane Mainardes, integrante da coordenação do Maria Rosa. O espaço de trabalho acaba sendo também um local de interação com a comunidade. “A gente trabalhando está conversando, interagindo e dando opinião”, conta.

::MST vence prêmio internacional por atuação na garantia de condições dignas para a população::

O macarrão hoje é comercializado nas cestas da reforma agrária e agricultura familiar, em Curitiba, pela rede Produtos da Terra, e em outras regiões do estado através da Rede Armazém do Campo. Angela Maria Procópio, que participa desde o início do projeto, afirma que “é muito bom, pois conseguimos tirar uma renda daqui de dentro”. O valor das vendas contribui no orçamento das famílias acampadas no Maria Rosa.

Rosane diz que a intenção é “aumentar cada vez mais a nossa produção, para nossas companheiras não terem que ir lá fora buscar renda". Com a demanda cada vez maior, o coletivo do macarrão do Maria Rosa tem buscado novas formas para aumentar a produção. Novos cilindros, mais salas, otimização da secagem usando telas e um ambiente climatizado são alguns dos objetivos do grupo que há três anos busca novas maneiras de resistir no território.

O sonho da comunidade é também entregar alimentos para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do município, que agora já será possível pela conquista da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP Jurídica), emitida neste mês de novembro.

A comunidade Maria Rosa do Contestado

Ocupado por 150 famílias, em 24 de agosto de 2015, a área originalmente pertencia à União, mas estava sendo utilizada ilegalmente pela Fundação ABC, uma empresa de pesquisas filiada às cooperativas Castrolanda, Arapoti e Batavo.

::MST impõe derrota a João Doria, e votação do “PL da Grilagem” é adiada na Assembleia de SP::

Explorada por mais de 30 anos pela Fundação, que realizava pesquisas utilizando os métodos de produção convencional, ou seja, com agrotóxicos, transformou-se em uma área de reforma agrária que produz alimentos orgânicos e agroecológicos, inclusive com certificação.

Durante dois anos a comunidade sofreu com a ameaça de reintegração de posse, mas, no dia 30 de agosto, a liminar de despejo foi revogada. As ameaças nunca foram um fator limitante para a comunidade, que permanece desenvolvendo suas iniciativas e firmando cada vez mais suas raízes no território.

Uma dessas iniciativas, foi a organização de uma lavoura coletiva de feijão, em que toda a comunidade trabalhou, assim como foi no acampamento Padre Roque Zimmermann, também de Castro. Juntas, as duas comunidades colheram quatro toneladas de feijão orgânico, que foram destinados para pessoas na região urbana que estão vivendo em situação de vulnerabilidade.

Fonte: BdF Paraná

Edição: Lia Bianchini

Comentários para "Mulheres com a mão na massa ampliam geração de renda com criação de agroindústria de macarrão":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Pequenos agricultores do RS temem pelo pior se nada for feito com relação à estiagem

Pequenos agricultores do RS temem pelo pior se nada for feito com relação à estiagem

Efeitos da estiagem está colocando milhares de famílias agricultoras em risco; visita da ministra da Agricultura é vista com desconfiança

Governo Bolsonaro bate próprio recorde e libera uso de 550 novos agrotóxicos em 2021

Governo Bolsonaro bate próprio recorde e libera uso de 550 novos agrotóxicos em 2021

Modelo do agronegócio

Liderança feminina no DF é cada vez mais forte no campo

Liderança feminina no DF é cada vez mais forte no campo

Mais de 80% das famílias da área rural que acessaram o Cadastro Único são chefiadas por mulheres

Agricultura confirma visita de ministra a Estados afetados pela seca prolongada

Agricultura confirma visita de ministra a Estados afetados pela seca prolongada

A visita da ministra é esperada por representantes do setor produtivo de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul

Exportações brasileiras de soja batem recorde em 2021

Exportações brasileiras de soja batem recorde em 2021

Segundo a Anec, a safra recorde registrada na temporada 2020-21 permitiu que se chegasse a exportações recordes.

Agências usam ciência nuclear para combater doença da banana na América do Sul

Agências usam ciência nuclear para combater doença da banana na América do Sul

O TR4 danifica as raízes e os caules da planta e, embora não seja prejudicial à saúde humana, pode levar a 100% de perdas da produtividade

Portaria cria novo documento para agricultor familiar acessar o Pronaf

Portaria cria novo documento para agricultor familiar acessar o Pronaf

CAF-Pronaf substituirá o DAP

FAO divulga lista com 17 ações para promover sustentabilidade agora e em 2022

FAO divulga lista com 17 ações para promover sustentabilidade agora e em 2022

Guia ajuda todos a refletirem como melhor contribuir para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável durante este período de festas e nos demais dias do novo ano

'Supernavio' pode ser a saída para a soja

'Supernavio' pode ser a saída para a soja

O principal gargalo para a mudança, afirma Thiago Péra, coordenador do Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial da Esalq-Log, é a logística.

Prêmio para mulheres rurais inscreve até quinta-feira, no DF

Prêmio para mulheres rurais inscreve até quinta-feira, no DF

Agroindústria do Núcleo Rural Contagem: “Vamos motivar nossas mulheres a participar e se inscrever”, afirma Denise Fonseca

Equipe vai auxiliar na formalização de agroindústrias rurais do DF

Equipe vai auxiliar na formalização de agroindústrias rurais do DF

Equipe especializada que vai atender produtores rurais