×
ContextoExato

Museu da Bíblia: Fundação Oscar Niemeyer não reconhece obra atribuída a arquiteto no DF

Museu da Bíblia: Fundação Oscar Niemeyer não reconhece obra atribuída a arquiteto no DFFoto: Arte/TV Globo

Espaço onde GDF quer construir Museu da Bíblia, em Brasília

Por G1 Df E Tv Globo - 23/12/2019 - 16:30:41

Familiares de projetista falam em 'apropriação indevida'. GDF e outro instituto que leva nome de Niemeyer defendem construção de memorial; entenda.

Oscar Niemeyer desenhou o

Oscar Niemeyer desenhou o "Templo da Bíblia - Memorial da Bíblia" em 1987 — Foto: Divulgação/Governo de Brasília

O Museu da Bíblia, prestes a ser construído na região central de Brasília, se tornou alvo de uma polêmica que envolve o governo do Distrito Federal e o nome do arquiteto Oscar Niemeyer – que morreu em dezembro de 2012.

Uma nota divulgada neste sábado (21) pela Fundação Oscar Niemeyer não reconhece a autoria da obra, diz que a instituição "tem os direitos sobre todos os desenhos" e cita ainda "ações oportunistas de apropriação de sua imagem". A fundação é presidida pela neta do arquiteto, Ana Lucia Niemeyer.

"Infelizmente essas práticas são frequentes, com o objetivo de tentar burlar a necessidade de licitações em obras públicas."

Já o Instituto Oscar Niemeyer – contratado pelo GDF, sem licitação, para executar a obra – disse em entrevista à TV Globo que fez pequenas adaptações ao projeto original de Niemeyer. O escritório é gerido por um bisneto do arquiteto, Paulo Sérgio Niemeyer.

"Foi feita uma interpretação da arquitetura como se fosse na antropologia. Pesquisamos o estudo até chegar à conclusão do que ele queria dizer com o projeto. O projeto é original."

A obra alvo da polêmica está prestes a ser levantada. A proposta – que conta com o apoio do GDF – prevê que o memorial dedicado à bíblia seja erguido no Eixo Monumental e tenha capacidade para receber até 50 mil pessoas ( veja detalhes abaixo ). O investimento deve ser de R$ 63 milhões.

O G1 aguardava um posicionamento do governo sobre o assunto até a publicação desta reportagem.

Por outro lado, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) do DF disse, em nota, desconhecer o projeto do espaço cultural e religioso como de autoria do arquiteto carioca.

"O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal não reconhece a autoria do projeto apresentado nos meios de comunicação para o Museu da Bíblia como sendo de Oscar Niemeyer", diz trecho do comunicado.

"Não se trata aqui de debatermos sobre a pertinência de se construir ou não um Museu da Bíblia. Se a demanda existe, este Conselho entende que a sociedade tem o direito de requerer tal edificação, mas o projeto não pode ser divulgado por ninguém, muito menos por outro profissional arquiteto, como sendo de autoria ou coautoria de Oscar Niemeyer".

A nota divulgada pelo Conselho de Arquitetura do DF diz que o esboço do projeto é de Niemeyer, mas não toda a obra. A justificativa, segundo o comunicado, é porque o arquiteto não teria pensado em todos os detalhes e medidas do projeto, por exemplo.

"Baseado em um rabisco que foi feito por Niemeyer, um arquiteto foi contratado para desenvolver um estudo baseado nas poucas linhas deixadas por ele, sete anos após sua morte", diz trecho da nota. "O rascunho não conta com maiores informações sobre dimensões, proporções, cores, materiais, estruturas e soluções técnicas."

O arquiteto Oscar Niemeyer em seu escritório, no Rio de Janeiro ao completar 97 anos em dezembro de 2004. — Foto: Tuca Viera/Folhapress

O arquiteto Oscar Niemeyer em seu escritório, no Rio de Janeiro ao completar 97 anos em dezembro de 2004. — Foto: Tuca Viera/Folhapress

Além disso, o CAU afirma que não foi feito o registro de responsabilidade técnica sobre o projeto – um tipo de certificado de garantia da obra.

"Os desenhos apresentados suscitam uma série de questionamentos: Quem será o autor legal da obra? É possível emitir um Registro de Responsabilidade Técnica de um projeto cujo autor é falecido? A resposta é não."

O arquiteto Oscar Niemeyer projetou a parte interna e externa do Memorial da Bíblia em 1987 — Foto: Divulgação/Governo de Brasília

O arquiteto Oscar Niemeyer projetou a parte interna e externa do Memorial da Bíblia em 1987 — Foto: Divulgação/Governo de Brasília

A proposta prevê a construção do Museu da Bíblia em um lote de 15 mil metros quadrados próximo à Estrada Parque Indústrias de Abastecimento (Epia), entre o Cruzeiro e o Setor Militar Urbano (SMU), em Brasília.

A construção é uma reivindicação da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados. O principal impasse para a implementação do projeto era a falta de recursos.

Os parlamentares, então, se comprometeram a custear a obra. Até outubro, de acordo com o deputado federal Silas Câmara (PRB-AM), o grupo contava com R$ 35 milhões em emendas previstas para 2020.

Na época, o GDF informou que a cessão do lote que vai abrigar o museu já está prevista na lei distrital 900, de 1995. O governo diz ainda que o projeto para o monumento foi elaborado por Oscar Niemeyer em 1987 e chamado de Templo da Bíblia - Memorial à Bíblia.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Comentários para "Museu da Bíblia: Fundação Oscar Niemeyer não reconhece obra atribuída a arquiteto no DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório