×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de novembro de 2021

Museu da História e Cultura Afro-Brasileira é inaugurado no Rio de Janeiro

Museu da História e Cultura Afro-Brasileira é inaugurado no Rio de JaneiroFoto: © Beth Santos/Prefeitura do Rio

Espaço funcionará de quinta a sábado, com entrada franca

Por Ana Cristina Campos – Repórter Da Agência Brasil - Rio De Janeiro - 23/11/2021 - 16:54:00

Vizinho ao Cais do Valongo, na Gamboa, região central do Rio de Janeiro, o Museu da História e Cultura Afro-Brasileira (Muhcab) foi inaugurado nesta terça-feira (23). O espaço é um dos 15 pontos de memória que compõem a Pequena África, na região portuária, e fica localizado no Centro Cultural José Bonifácio.

O museu foi criado em 2017, por meio de decreto, mas nunca tinha sido aberto ao público. Na época, o Muhcab foi idealizado para ser um braço do centro que ainda será criado para catalogar o acervo arqueológico encontrado naquela região.

Foi definido como um museu de tipologia híbrida: museu de território, museu a céu aberto, museu de responsabilidade social e museu histórico. Está situado na Pequena África, região com papel fundamental no resgate, na preservação e revitalização da memória afro-brasileira e que tem como marco zero o Cais do Valongo.

No espaço, o público poderá conferir algumas das obras do acervo, que reúne aproximadamente 2,5 mil itens, entre pinturas, esculturas e fotografias, além de trabalhos de artistas plásticos contemporâneos. Por ser um museu de território, as edificações e os elementos urbanos também são catalogados como acervo.

A atual gestão da Secretaria Municipal de Cultura executou a limpeza e o restauro das calhas para impedir vazamentos. As peças passaram por higienização, algumas também por pequenos restauros ou ganharam uma nova moldura.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, que participou da inauguração, disse que foi feito um grande investimento para que o prédio funcione como uma espécie de farol que, junto com o Instituto dos Pretos Novos e o Cais do Valongo, possa chamar a atenção para a cultura do povo negro na formação da história da capital fluminense. “E que assim, num futuro não tão distante, possamos construir uma sociedade mais justa e mais igual”, completou o prefeito.

Segundo o diretor do Museu, Leandro Santanna, além da visitação, o público poderá fazer oficinas de teatro e percussão. “Nossa exposição de reabertura, Protagonismo, Memórias, Orgulho e Identidade, revela fragmentos da potência de um povo que construiu este Brasil lutando contra os olhares enviesados”, destacou.

Em maio deste ano, o Muhcab ganhou seu site , fruto de uma cooperação internacional da prefeitura do Rio com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), por meio da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com o projeto Territórios Negros.

Fundado em 1877 pelo imperador Pedro II como a primeira escola pública da América Latina, o Centro Cultural José Bonifácio faz parte do Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana. O palacete foi restaurado em 2013.

O Museu da História e da Cultura Afro-Brasileira fica na Rua Pedro Ernesto, 80, Gamboa, e funciona de quinta a sábado, das 10h às 16h, com entrada gratuita



Comentários para "Museu da História e Cultura Afro-Brasileira é inaugurado no Rio de Janeiro":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Ministério do Turismo lança websérie Rotas Criativas do Brasil

Ministério do Turismo lança websérie Rotas Criativas do Brasil

O primeiro vídeo aborda a riqueza e diversidade da gastronomia de Belém, capital do Pará

Empresa chinesa BYD desenvolve projeto sustentável e cultural no Brasil

Empresa chinesa BYD desenvolve projeto sustentável e cultural no Brasil

O Rio é a primeira cidade no Brasil a ter um ônibus elétrico em plena atividade cultural. O projeto

Vivências no litoral dominam memória de férias do brasileiro, indica pesquisa

Vivências no litoral dominam memória de férias do brasileiro, indica pesquisa

Pôr do sol na Praia da Paúba, em São Sebastião (SP).

Novo Airão atrai turistas e investidores Turismo

Novo Airão atrai turistas e investidores Turismo

Faixas de areia branquinha se formam no período de seca do rio.

MTur prestigia abertura do II Fórum Luso-Brasileiro de Turismo e Negócios

MTur prestigia abertura do II Fórum Luso-Brasileiro de Turismo e Negócios

Gilson Machado Neto e Carlos Brito (Embratur) participam da abertura do fórum.

MTur abre período para credenciamento de agências interessadas em receber turistas chineses

MTur abre período para credenciamento de agências interessadas em receber turistas chineses

Cerca de 150 milhões de chineses viajam anualmente ao exterior.

Passeios revelam a história de negros em São Paulo

Passeios revelam a história de negros em São Paulo

Os roteiros incluem lugares de resistência, venda, tortura ou execuções de escravizados, indicados com sinalizações discretas ou nem isso.

Rio de Janeiro pede a ministério que cobre passaporte da vacina de turistas estrangeiros

Rio de Janeiro pede a ministério que cobre passaporte da vacina de turistas estrangeiros

A Prefeitura revelou ter pedido ao Ministério da Saúde que exija o passaporte vacinal contra a covid-19 de pessoas que cheguem ao Brasil vindas de outros países

Conheça empresas e entidades que ofertam turismo de experiência étnico-afro no Brasil

Conheça empresas e entidades que ofertam turismo de experiência étnico-afro no Brasil

Quilombo Casa da Farinha, em Ubatuba (SP)

Vivências no litoral dominam memória de férias do brasileiro, indica pesquisa

Vivências no litoral dominam memória de férias do brasileiro, indica pesquisa

Pôr do sol na Praia da Paúba, em São Sebastião (SP)

Abertura de fronteiras pode aquecer turismo sustentável

Abertura de fronteiras pode aquecer turismo sustentável

Com a diminuição de infecções em território nacional e latino-americano, aos poucos a circulação entre fronteiras passou a fazer parte do cotidiano dos países vizinhos