×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de novembro de 2021

Na França, Rio fecha acordo para reativar teleférico do Alemão, parado há 5 anos

Na França, Rio fecha acordo para reativar teleférico do Alemão, parado há 5 anosFoto: Wikipedia

Enquanto a empresa francesa trabalhará no sistema de transporte em si, a reabilitação das estações será feita pela Secretaria de Infraestrutura e Obras com dinheiro do leilão da Cedae,

Estadão Conteúdo - 13/11/2021 - 17:59:55

O governador do Rio, Cláudio Castro (PL), fechou um acordo para reativar o teleférico localizado no Complexo do Alemão, zona norte da capital fluminense. O modo de transporte está parado há mais de cinco anos e, como mostrou o Estadão em abril deste ano, tem estações totalmente abandonadas, com áreas depredadas e equipamentos enferrujados.


Castro e secretários do governo se reuniram na França com a empresa Poma, que implementou o sistema de transporte. Segundo comunicado do Palácio Guanabara, a reunião marcou a definição da entrega de uma proposta técnica com cronograma e orçamento para as obras - o que será feito em dezembro. Em setembro, representantes da empresa visitaram o Alemão para analisar as condições.


A atual situação do teleférico, inaugurado em 2011, acabou até com a função social dos prédios das estações, antes usados como Clínica da Família, bibliotecas e espaços esportivos, por exemplo. A reportagem deste ano do Estadão - que foi finalista do Prêmio CNT de Jornalismo - mostrou o impacto da paralisação não só para a mobilidade em si, como também para a renda e a demanda de serviços nas favelas do complexo.


"Vamos devolver à população das comunidades do complexo esse importante meio de transporte. Vamos levar mais dignidade aos moradores e ajudar no desenvolvimento econômico da região, já que a volta do teleférico movimenta a economia local, gerando emprego e renda e atraindo, inclusive, turistas", disse Castro, em nota enviada pela assessoria.


Enquanto a empresa francesa trabalhará no sistema de transporte em si, a reabilitação das estações será feita pela Secretaria de Infraestrutura e Obras com dinheiro do leilão da Cedae, a empresa de água e esgoto do Estado. Nesse caso, as intervenções devem durar de dez a 12 meses e custar R$ 10 milhões.


O Teleférico do Alemão tem 3,5 quilômetros de cabo e, quando funcionava, transportava em média 10 mil pessoas por dia em suas 152 gôndolas. São seis estações, e a principal delas, Bonsucesso tem integração com o sistema de trens da SuperVia.


Um dos símbolos daquele Rio que buscava repaginar sua imagem antes dos grandes eventos, o modo de transporte foi viabilizado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal é inaugurado quando as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) começavam a se estabelecer na cidade. O governador fluminense era Sérgio Cabral (MDB), que está preso desde 2016 sob acusações de corrupção.


A paralisação do teleférico começou como algo temporário, motivada pela necessidade de se trazer uma peça da Europa. Depois, contudo, a crise do Estado e atritos entre concessionárias e o governo fizeram com que o sistema fosse totalmente abandonado.



fonte: Estadão Conteudo


Comentários para "Na França, Rio fecha acordo para reativar teleférico do Alemão, parado há 5 anos":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Nova variante da Covid-19 tem grande número de mutações, afirma OMS

Nova variante da Covid-19 tem grande número de mutações, afirma OMS

Cidadão faz o teste de Covid-19 na África do Sul

Vazyme participa da Medica 2021 na Alemanha para acelerar sua expansão no mercado global

Vazyme participa da Medica 2021 na Alemanha para acelerar sua expansão no mercado global

Como inovadora em tecnologia, a Vazyme vê seu investimento contínuo em P&D de soluções inovadoras como uma prioridade máxima

Governo da China emite plano de cinco anos para proteção e utilização de principais sítios históricos

Governo da China emite plano de cinco anos para proteção e utilização de principais sítios históricos

Foto aérea tirada em 6 de julho de 2021 mostra uma vista ao longo do Grande Canal na cidade de Cangzhou, da Província de Hebei, no norte da China.

Covid-19: Europa retoma medidas restritivas em meio a protestos

Covid-19: Europa retoma medidas restritivas em meio a protestos

Manifestações foram violentas em alguns países

Mais recente ressurgimento da Covid-19 na China entra em fase final, diz autoridade

Mais recente ressurgimento da Covid-19 na China entra em fase final, diz autoridade

Profissionais médicos acenam para os pacientes curados que receberam alta da ala de isolamento em Dalian, Província de Liaoning, no nordeste da China, em 19 de novembro de 2021

Protesto na Holanda contra medidas de combate à covid deixa feridos

Protesto na Holanda contra medidas de combate à covid deixa feridos

Centenas de manifestantes incendiaram carros

Arábia Saudita lança primeira cidade sem fins lucrativos

Arábia Saudita lança primeira cidade sem fins lucrativos

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman bin Abdulaziz Al Saud, anunciou no domingo o lançamento da primeira cidade sem fins lucrativos

Presidente inaugura Embaixada do Brasil no Bahrein

Presidente inaugura Embaixada do Brasil no Bahrein

É a primeira vez que um chefe de Estado brasileiro visita o país

Paraguai, Argentina, Brasil e Uruguai formam 'Mercosul da COP'

Paraguai, Argentina, Brasil e Uruguai formam 'Mercosul da COP'

Até a adesão do Paraguai, o trio Brasil, Argentina e Uruguai (que formavam a sigla ABU) haviam formado um grupo para ter mais força nas negociações da COP.

Superintendente do Nepal na RD Congo é a policial do ano nas Nações Unidas

Superintendente do Nepal na RD Congo é a policial do ano nas Nações Unidas

Superintendente Sangya Malla, do Nepal, é a vencedora do Prêmio da ONU para Mulher Policial em 2021

China emite circular sobre prevenção e controle da poluição com maior vigor

China emite circular sobre prevenção e controle da poluição com maior vigor

Foto aérea tirada em 8 de junho de 2021 mostra a vista do Parque Nacional do Pântano de Genheyuan na Região Autônoma da Mongólia Interior, norte da China.