×
ContextoExato

Nações Unidas pedem calma após notícia sobre renúncia de premiê do Líbano

Nações Unidas pedem calma após notícia sobre renúncia de premiê do LíbanoFoto: ONU/Rick Bajornas

Bajornas Sede das Nações Unidas em Nova Iorque.

Onu News - 29/10/2019 - 17:08:54

António Guterres foi informado sobre iminente saída do governo do primeiro-ministro Saad Hariri; chefe da ONU espera que solução política possa ser encontrada para preservar a paz e a estabilidade do país árabe.

As Nações Unidas pediram a todos os partidos políticos do Líbano que mantenham a paz e evitem a violência. O apelo foi feito, nesta terça-feira, após o anúncio da renúncia do primeiro-ministro do país, Saad Hariri. A informação foi dada a jornalistas pelo porta-voz de Guterres, Farhan Haq.

O Líbano está vivenciando protestos de rua, que começaram contra planos de cobrar impostos sobre ligações de Whatsapp. Foto: Jamil Karam

António Guterres pediu às forças de segurança que exerçam moderação e que protejam os civis incluindo aqueles que participam de protestos pacíficos. Há mais de 13 dias, o Líbano está vivenciando protestos de rua, que começaram contra planos de cobrar impostos sobre ligações de Whatsapp.

Afiliação partidária

O coordenador especial para o Líbano, Jan Kubis, apelou às forças de segurança para manterem a ordem e a lei e punir todos que instigam à violência, independentemente, de sua afiliação partidária.

Para a ONU, os partidos políticos têm de arcar com a responsabilidade do comportamento e das ações de seus simpatizantes além de controlá-los. Especialmente, aqueles que provocam confrontos com manifestantes pacíficos ou as forças de segurança.

Segundo agências de notícias, o primeiro-ministro teria afirmado num pronunciamento à nação de que ele havia chegado a “um beco sem saída”, e que por isto ele iria entregar sua carta de renúncia juntamente com a de seu governo ao presidente do Líbano, Michel Aoun.

De acordo com a mídia local, o presidente libanês ainda não informou se aceitava ou não a renúncia.

ONU/Christophe Verhellen

António Guterres e o primeiro-ministro do Líbano, Saad Hariri.

Comentários para "Nações Unidas pedem calma após notícia sobre renúncia de premiê do Líbano":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório