×
ContextoExato
Responsive image

No debate, Biden prometeu ajudar a preservação da Amazônia, mas fez uma ameaça

No debate, Biden prometeu ajudar a preservação da Amazônia, mas fez uma ameaçaFoto: Tribuna da Internet

O primeiro debate foi confuso, com muitas interrupções

Guga Chacra - O Globo/tribuna Da Internet - 30/09/2020 - 12:06:11

Um debate vergonhoso no qual os dois candidatos tiveram performances horríveis. Talvez as piores em décadas. O presidente Donald Trump, além de mentir compulsivamente, estava nervoso e mais agressivo do que de costume, quase descontrolado, chegando a ser advertido uma série de vezes pelo moderador. Já Joe Biden perdeu chances inacreditáveis para demolir o seu adversário e se mostrou apático, apesar de ser incomparavelmente mais decente do que o rival.

Não sei qual será o impacto na eleição. Talvez nenhum, com os eleitores de ambos resignados com a má performance deles. Os indecisos talvez tenham algum incentivo para não votar.

MENTIRAS EM SÉRIE – Trump mentiu descaradamente quase o tempo todo, como na questão da Covid-19 e também na sua declaração de impostos. Não foi convincente. Talvez apenas seus eleitores mais fanáticos tenham acreditado.

Biden, por sua vez, podia ter partido para cima do presidente nestes momentos. Mas, inacreditavelmente, não usou a oportunidade como na questão dos impostos. Por que não insistiu para o presidente mostrar seus impostos, já que o atual ocupante mentiu dizendo ter pago milhões e não apenas US$ 750 no ano que foi eleito, conforme mostrou a reportagem do New York Times?

Diante do debate de hoje, parecia que tanto Trump quanto Biden estavam despreparados. Nenhum deles passou segurança suficiente para dizer que podem comandar o país neste momento de pandemia e de colapso econômico.

ACUSAÇÃO DE RACISMO – Sem dúvida, Biden se mostrava mais normal, mas com menos assertividade. No final, melhorou um pouco ao defender seus filhos. O presidente, por sua vez, estava mais enérgico, mas sem o seu humor e carisma, mais comuns em seus comícios. Também estava mal-educado e interrompendo o adversário.

Em um momento inacreditável, Trump não condenou publicamente os supremacistas brancos por nome, apesar de ser questionado diretamente sobre isso pelo moderador Chris Wallace. Um pouco antes, Biden havia chamado o presidente de racista.

###
NOTA DA REDAÇÃO – O colunista deixou de mencionar que a questão da Amazônia entrou nesse primeiro debate. O democrata Biden, ao atacar a política ambiental do republicano, aproveitou para fazer críticas ao Brasil. “A floresta tropical no Brasil está sendo destruída”, disse Biden, que prometeu liderar um movimento internacional e oferecer US$ 20 bilhões (R$ 112 bi) para ajudar na preservação da região. “Parem de destruir a floresta e, se não fizer isso, você terá consequências econômicas significativas”, ameaçou, deixando no ar a possibilidade de retaliações e boicotes ao governo brasileiro.. (C.N.).

Comentários para "No debate, Biden prometeu ajudar a preservação da Amazônia, mas fez uma ameaça":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório