×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 28 de novembro de 2021

'Nos acostumamos a chupar limões', diz manifestante chilena

'Nos acostumamos a chupar limões', diz manifestante chilenaFoto: Rodrigo Cavalheiro/Estadão

Com limão na mão, Eugenia López protesta contra os baixos valores das pensões pagas pelo governo

Estadão Conteúdo - 30/10/2019 - 17:04:11

Amargurada pela perspectiva de receber dentro de quatro anos uma aposentadoria de 150 mil pesos (R$ 823), a funcionária pública Eugenia López, de 56 anos, chamava atenção pela normalidade com que chupava um limão ao lado de amigos ontem no centro de Santiago. De uma dentada, arrancou uma ponta da fruta, cerca de um quarto dela, cuspiu no chão o pedaço, e explicou ao Estado por que estava ali.

Eugenia ganha o equivalente a 500 mil pesos (R$ 2.745) por mês. Contribui com 80 mil (R$ 439) por mês para fazer sua poupança-aposentadoria. Como deve receber 150 mil (R$ 823) ao deixar de trabalhar, entrará na faixa de mulheres que receberá menos da metade de seu salário final. Manter um apartamento, por exemplo, custa cerca de 200 mil (R$ 1.098).


“Venho sempre que posso às marchas. A idade não me permite vir a todas. O aumento no preço do metrô foi a chispa para toda essa revolta. Agora, o governo vai ter de ceder”, disse Eugenia, sentada à sombra no canteiro central da Avenida Libertador O’Higgins, a duas quadras do Palácio La Moneda. Ela esperava a hora de começar a marcha por uma mudança no sistema, hoje com base na contribuição individual obrigatória.

A lei atual não permite que o contribuinte saque todo o valor ao se aposentar. Eugenia, por exemplo, acumulou 30 milhões de pesos (R$ 164 mil), em 25 anos. Decisões judiciais recentes passaram discutir essa reivindicação de saque, o que também tem pressionado o governo.

Antigos hábitos

Eugenia mora sozinha, cuida de três gatas – Vênus, Sol e Frida –, não tem filhos e cuida da mãe, de 80 anos, cuja pensão é de 100 mil pesos (R$ 549). Após o início dos protestos, o governo de Sebastián Piñera acenou com um aumento que elevaria a pensão da mãe dela a 129 mil pesos (R$ 708) por mês.

Manifestação em Santiago, Chile

Eugenia ri ironicamente da oferta. Munida de uma panela azul cujo fundo foi furado “em parte pelo uso em manifestações, em parte por usá-la muito para aquecer o leite”, a chilena exibia ainda em seu “kit de sobrevivência” uma garrafa plástica com água e bicarbonato (que ela aplicava em pó diretamente no rosto).

Em outra mão, mantinha o limão, degustado de vez em quando. “Estamos no país que foi governado por Augusto Pinochet. Então, protestos são algo comum. Estamos acostumados a chupar limões”, resume.

Comentários para "'Nos acostumamos a chupar limões', diz manifestante chilena":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Parque Ecológico de Santa Maria ganha mutirão de plantio de mudas

Parque Ecológico de Santa Maria ganha mutirão de plantio de mudas

Um dos objetivos da ação foi enfatizar a importância do meio ambiente para a qualidade de vida das pessoas

Fim de semana com muitas atrações culturais no Distrito Federal, confira

Fim de semana com muitas atrações culturais no Distrito Federal, confira

Festival é indicado para para famílias com crianças de 0 a 5 anos de idade

Memorial dos Povos Indígenas reabre com exposição inédita e gratuita

Memorial dos Povos Indígenas reabre com exposição inédita e gratuita

Após reforma, Memorial dos Povos Indígenas reabre com exposição inédita de peças e utensílios de povos originários

Projeto Alma Brasileira realiza temporada em escolas públicas do DF

Projeto Alma Brasileira realiza temporada em escolas públicas do DF

Com a retomada das escolas públicas às atividades presenciais nesta nova fase da crise sanitária, a proposta dos músicos é levar uma motivação extra às aulas presenciais.

Praça da República é reinaugurada com programação  especial

Praça da República é reinaugurada com programação especial

Estão confirmados o grupo Samba Urgente, Digão (Raimundos), Philippe Seabra (Plebe Rude), GOG (foto), Bboy Samuka (breakdancer), Turko (grafiteiro), Realleza (rapper e cantora) e Tio André (mágico), entre outros

Memorial dos Povos Indígenas reabre com mostra inédita no Distrito Federal

Memorial dos Povos Indígenas reabre com mostra inédita no Distrito Federal

A mostra traz fração do lote de oito mil artefatos apreendidos pela Polícia Federal do contrabando de objetos indígenas e doados à Secec

Parque Nacional de Brasília reabre acesso a piscinas da Água Mineral

Parque Nacional de Brasília reabre acesso a piscinas da Água Mineral

Chamado de Água Mineral, local pode receber 1,5 mil visitantes por dia

Exposição mostra como seria Brasília desenhada por outros arquitetos

Exposição mostra como seria Brasília desenhada por outros arquitetos

Projeto desenhado por Lúcio Costa foi o vencedor em 1957

“Brasília é bem planejada e inovação está no cerne da cidade”, diz CEO

“Brasília é bem planejada e inovação está no cerne da cidade”, diz CEO

O roteiro deste sábado (20) da coordenação da Web Summit incluiu evento com empreendedores de startups e sobrevoo de helicóptero por Brasília

Aulas, debates, histórias e ações plantam esperança e educação antirracista no DF

Aulas, debates, histórias e ações plantam esperança e educação antirracista no DF

Zenilda Vilarins Cardozo conversa com crianças da EC 3 do Gama

Dia da Consciência Negra no Distrito Federal promete fazer história

Dia da Consciência Negra no Distrito Federal promete fazer história

Todos os eventos são gratuitos, de classificação livre e será feita arrecadação de 1 kg de alimento não perecível para doação de cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade social do DF.