×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 30 de novembro de 2021

Odebrecht abre investigação contra Marcelo e delação pode ser cancelada

Odebrecht abre investigação contra Marcelo e delação pode ser canceladaFoto: Cicero Rodrigues/ World Economic Forum - Pública

Odebrecht abre investigação contra Marcelo

Estadão Conteúdo - 21/12/2019 - 20:55:21

A Odebrecht abriu investigação interna para identificar eventuais delitos cometidos por Marcelo Odebrecht em meio à briga que trava com o pai, Emílio, e os atuais executivos pelo comando do grupo, apurou o ‘Estado’. Os resultados da investigação, aberta nos últimos dias e conduzida pelo escritório Veirano Advogados, devem ser conhecidos em até dois meses e serão entregues ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Departamento de Justiça (DoJ) dos EUA, onde Marcelo firmou acordo de delação premiada.

A investigação foi pedida pelo conselho de administração do grupo, por meio do comitê de conformidade do conglomerado, e também vai apurar eventuais irregularidades de executivos e ex-funcionários do grupo .


Uma das bases da investigação é um documento secreto, assinado pela Odebrecht e Marcelo no dia 16 de novembro de 2016, duas semanas antes do fechamento do contrato de leniência do grupo e de 77 delatores com o MPF. No documento, em que as partes se obrigam a manter em sigilo por 20 anos e ao qual o Estado obteve acesso, Marcelo exigiu, como contrapartida ao aceite da delação, o recebimento de R$ 143 milhões – além do pagamento da multa de indenização, que foi de R$ 73,4 milhões.

Deste total de R$ 216,4 milhões, cerca de R$ 70 milhões foram pagos por meio de um título de previdência (VGBL) emitido pela seguradora Sul América em nome da mulher de Marcelo, Isabela, e de suas três filhas. O pagamento aos familiares de Marcelo foi efetuado no dia 29 de novembro daquele ano, dois dias antes da assinatura final da leniência da Odebrecht.

Pelas regras da delação, o colaborador é obrigado a revelar todo o seu patrimônio. Segundo apurou o Estado, Marcelo não teria revelado o título de previdência às autoridades, o que configura uma violação da delação, uma vez que houve a transferência de recursos para familiares, condição também aceita pela Odebrecht.

Nos termos do acordo secreto, a Odebrecht alega que o acerto foi feito porque a delação de Marcelo era “imprescindível para a continuidade das atividades empresariais” do grupo.

Caso seja provada a violação, o acordo de delação premiada poderá ser rescindido. Na prática, isso significa que o delator perde sua imunidade frente aos crimes praticados. Conforme estabelecem os termos da delação, os depoimentos, documentos e provas apresentados à Justiça são mantidos. Marcelo Odebrecht foi condenado a mais de 30 anos de prisão por crimes de corrupção, mas o acordo de delação premiada reduz os efeitos da punição.

Outra linha investigatória, segundo apurou a reportagem, é a formação de um “poder paralelo” de executivos com funções duplas dentro de várias empresas do grupo Odebrecht, que estariam colaborando para municiar Marcelo com informações sobre o conglomerado. De acordo com uma fonte, a nova direção do grupo demitirá, até janeiro, esses executivos.

A investigação apura também outras violações ao acordo de delação. Segundo apurou o Estado, Marcelo também mantém contato com outros delatores, prática vedada.

Procurado, Marcelo Odebrecht afirmou, por meio de sua assessoria, que “esta é mais uma atitude rancorosa e vingativa por parte de Ruy Sampaio (presidente executivo do grupo desde segunda-feira) em retaliação à petição que recém- protocolei na PGR sobre o Refis da Crise e atos de obstrução à Justiça. Posso assegurar que, de minha parte, não existe nenhuma ilegalidade a ser ainda comunicada às autoridades”.

Na autodeclaração entregue à PGR, Marcelo denuncia fatos contra seu cunhado Maurício Ferro, casado com Mônica Odebrecht, e que foi ex-vice-presidente jurídico da companhia; além de Newton de Souza, ex-executivo do grupo, braço direito de Emílio. A Odebrecht e o escritório Veirano não comentaram o assunto.

Briga familiar preocupa

A briga entre pai e filho pelo poder do grupo Odebrecht, que está em recuperação judicial, se acentuou com a demissão por justa causa de Marcelo Odebrecht na sexta-feira, a pedido de Emílio. O grupo alega que Marcelo foi exigindo mais recursos do que previamente combinado, fazendo ameaças aos executivos. Essa disputa acabou levando à troca de comando, com a saída de Luciano Guidolin e a entrada do novo presidente do grupo, Ruy Sampaio, na segunda-feira.

Homem de confiança de Emílio, Ruy Sampaio acusa Marcelo de chantagear e montar um esquema de extorsão dos atuais executivos em busca de “dinheiro e poder” para voltar ao comando do grupo.

A disputa famíliar preocupa os credores da empresa, que entrou em recuperação judicial, com dívidas declaradas de R$ 55 bilhões. O plano de reestruturação deve ser votado em janeiro.

Comentários para "Odebrecht abre investigação contra Marcelo e delação pode ser cancelada":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Com a crise, já são 12 milhões os beneficiários da Tarifa Social

Com a crise, já são 12 milhões os beneficiários da Tarifa Social

A nota técnica aponta que o aumento está relacionado ao agravamento da crise econômica por conta dos efeitos da pandemia.

MST finca raízes na produção agroecológica e projeta crescimento de vendas para 2022

MST finca raízes na produção agroecológica e projeta crescimento de vendas para 2022

Adenildo Souza colhe morangos em canteiro construído ao lado de outras frutas, verduras e legumes

Serra Pelada' fluvial no am acaba em fuga às pressas

Serra Pelada' fluvial no am acaba em fuga às pressas

Na pressa por deixar tudo e escapar da fiscalização, um celular de capa rosa ficou para trás, caído no assoalho de madeira do andar de cima da balsa.

ONU Mulheres lança estudo “Dimensões da Violência contra Defensoras de Direitos Humanos no Brasil”

ONU Mulheres lança estudo “Dimensões da Violência contra Defensoras de Direitos Humanos no Brasil”

O lançamento do estudo integrou a agenda de ações os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Pesquisadores criam proteção que amortece impacto de batidas em postes

Pesquisadores criam proteção que amortece impacto de batidas em postes

Equipamento diminui gravidade de acidentes e ocupantes dos veículos

Cinquenta e dois pesquisadores da Capes anunciam renúncia coletiva

Cinquenta e dois pesquisadores da Capes anunciam renúncia coletiva

A Capes é uma agência de fomento à pesquisa, ligada ao Ministério da Educação (MEC), que tem como missão avaliar os cursos de pós-graduação no Brasil e divulgar informações científicas. Desde abril deste ano, a Capes é presidida pela reitora do Centro Universitário de Bauru, Claudia Mansani Queda de Toledo.

Salvador cancela festa de réveillon por mais casos na Europa e variante ômicron

Salvador cancela festa de réveillon por mais casos na Europa e variante ômicron

Enquanto pesquisadores ainda tentam entender as características da nova cepa, medidas de controle, como restrição da entrada de estrangeiros, têm sido adotadas em países da Europa e de outros continentes.

Família tem visto revogado após ajudar parente a entrar ilegalmente nos Estados Unidos

Família tem visto revogado após ajudar parente a entrar ilegalmente nos Estados Unidos

Morar nos Estados Unidos e viver em busca do sonho americano é o desejo de vários brasileiros

Operação apreende 30 t de produtos irregulares para nutrição animal na PB e no RN

Operação apreende 30 t de produtos irregulares para nutrição animal na PB e no RN

Segundo comunicado do Ministério da Agricultura, na ação também foram fiscalizados 26 carros e 75 caminhões e veículos de cargas e apreendidas 3.520 embalagens que seriam reutilizadas.

Operação contra balsas de garimpo no Rio Madeira destruiu 131 dragas

Operação contra balsas de garimpo no Rio Madeira destruiu 131 dragas

Não houve nenhum registro de violência, uso de força ou disparo de arma de fogo, segundo o superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Leandro Almada.

Com voos cancelados, brasileiros na África do Sul pedem ajuda a consulado

Com voos cancelados, brasileiros na África do Sul pedem ajuda a consulado

Mesmo autorizados a voltar ao país, brasileiros que estão na África do Sul não conseguem encontrar voos para o retorno.