×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de outubro de 2021

ONG busca 1 milhão de assinaturas para ampliar Teste do Pezinho no Sistema Único de Saúde

ONG busca 1 milhão de assinaturas para ampliar Teste do Pezinho no Sistema Único de SaúdeFoto: Pixabay

Instituto Vidas Raras comanda iniciativa para que o procedimento feito no sistema público de saúde identifique 53 doenças raras. Atualmente, seis patologias são rastreadas. Para assinar, clique na imagem

Reddit - 29/03/2019 - 17:21:40

O Teste do Pezinho, que faz parte do Programa Nacional de Triagem Neonatal do Sistema Único de Saúde (SUS), é feito preferencialmente entre o segundo e o quinto dia de vida do bebê para identificação de seis doenças genéticas, endocrinológicas e metabólicas.

Fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, doença falciforme, fibrose cística, deficiência de biotinidase e hiperplasia adrenal congênita estão na lista atual. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem 22.353 pontos de coleta para esse teste, entre unidades de atenção básica, hospitais e maternidades.

Uma campanha liderada pelo Instituto Vidas Raras quer ampliar esse procedimento no SUS e identificar 53 doenças raras. Por isso, precisa recolher 1 milhão de assinaturas para propor um Projeto de Lei (PL) no Congresso Nacional. Para participar, basta entrar na página do ‘Teste do Pezinho Ampliado’ (www.pezinhonofuturo.com.br). Além de assinar a petição, também é possível ser embaixador da causa com o aplicativo ‘Corrente do Bem’ ( iOS e Android ).

Esse número de patologias já faz parte do teste feito na rede particular. São 53 doenças que doenças causar sequelas irreversíveis quando não tratadas com urgência. Segundo o instituto, conforme a localidade, o teste pode chegar ao custo individual de R$ 1 mil.

No Distrito Federal, o teste do pezinho é feito para 30 doenças na rede pública, o que gerou redução na taxa de mortalidade infantil e abatimento nos custos com saúde por causa do diagnóstico precoce. Isso porque doenças raras podem ter tratamento mais eficiente quando identificadas no começo da vida.

COMO É FEITO – O teste do pezinho deve ser feito entre o segundo e quinto dia de vida do bebê. O sangue é colhido do calcanhar da criança (região com grande irrigação sanguínea) com papel filtro próprio para o procedimento, que é indolor.

Mais de 8 mil tipos de doenças raras já foram identificadas em todo o planeta. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma doença é rara quando atinge 65 pessoas num grupo de 100 mil. No Brasil, 13 milhões de pessoas convivem com alguma doença rara, 75% são crianças.

Para receber nossas notícias direto em seu smartphone, basta incluir o número (11) 97611-6558 nos contatos e mandar a frase ‘VencerLimites’ pelo Whatsapp. VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima. Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais e enviadas pelo Whatsapp são verdadeiras, produzidas e divulgadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.

Mande mensagem, crítica ou sugestão para [ blogVencerLimites@gmail.com ](mailto: blogVencerLimites@gmail.com )

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

FacebookTwitterInstagramLinkedInGoogle+YouTube

Comentários para "ONG busca 1 milhão de assinaturas para ampliar Teste do Pezinho no Sistema Único de Saúde":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Distrito da Fome: Inflação e pobreza ameaçam soberania alimentar de famílias brasilienses

Distrito da Fome: Inflação e pobreza ameaçam soberania alimentar de famílias brasilienses

Já são mais de 116 milhões de pessoas em situação insegurança alimentar.

MST lança loja online de alimentos agroecológicos e orgânicos no DF

MST lança loja online de alimentos agroecológicos e orgânicos no DF

Vendas online serão abertas oficialmente neste sábado, 16

Dia D da multivacinação para o público jovem, neste sábado

Dia D da multivacinação para o público jovem, neste sábado

Das 8h às 17h, haverá 76 pontos de imunização abertos para crianças e adolescentes menores de 15 anos atualizarem a caderneta

Documentação Urbanística amplia acesso ao público

Documentação Urbanística amplia acesso ao público

Sistema oferece diversas informações aos usuários

Maioria dos professores se orgulha da carreira; 77% se sentem desvalorizados

Maioria dos professores se orgulha da carreira; 77% se sentem desvalorizados

Na pesquisa, 77% disseram que sua profissão não é valorizada pela sociedade.

GDF ameaça continuidade do projeto “Jovem de Expressão” na Ceilândia

GDF ameaça continuidade do projeto “Jovem de Expressão” na Ceilândia

Local utilizado pelo projeto tem 116 metros e é um antigo posto policial abandonado

Moradores das novas quadras do Guará reivindicam medidas para aumentar a segurança

Moradores das novas quadras do Guará reivindicam medidas para aumentar a segurança

O deputado Delmasso enumerou melhorias necessárias em urbanização e prestação de serviços públicos para a região, como iluminação pública, pavimentação, saúde e transporte

Carga tributária sobre combustíveis no DF será reduzida pelos próximos três anos

Carga tributária sobre combustíveis no DF será reduzida pelos próximos três anos

CLDF aprovou a diminuição da alíquota do ICMS em três pontos percentuais. Medida é gradativa para os próximos três anos, começando em 2022

Via Campesina ocupa Aprosoja para denunciar a fome no Brasil

Via Campesina ocupa Aprosoja para denunciar a fome no Brasil

Ação fez parte da Jornada Nacional da Soberania Alimentar

Izalci diz que DF está hoje “nos piores lugares em tudo”

Izalci diz que DF está hoje “nos piores lugares em tudo”

O governo é único. Não pode cada um fazer o que quer. Hoje os secretários nem conversam.

Polícia do DF atribui denunciação caluniosa à mulher que acusou Eduardo Bolsonaro

Polícia do DF atribui denunciação caluniosa à mulher que acusou Eduardo Bolsonaro

O delegado afirma que ela cometeu o crime de denunciação caluniosa.