×
ContextoExato
Responsive image

Operação Esculápio: organização criminosa fraudava contratos de planos de saúde

Operação Esculápio: organização criminosa fraudava contratos de planos de saúdeFoto: PCDF/Divulgação

Consumidores eram levados a acreditar que estavam contratando operadoras de saúde, mas não conseguiam usar os serviços. Mais de 100 vítimas já foram identificadas

Secretaria De Comunicação Do Mpdft - 27/11/2019 - 11:17:59

A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor (Prodecon) e a Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, a Ordem Tributária e a Fraudes (Corfi) deflagraram, na manhã desta quarta-feira, 27 de novembro, a operação Esculápio. O objetivo é investigar a atuação de organização criminosa que fraudava a contratação de planos de saúde coletivos por adesão. Estão sendo cumpridos sete mandados de busca no Distrito Federal e quatro no Rio de Janeiro.

Os alvos da operação são quatro empresários, cinco corretoras de seguro e três empresas de fachada. A organização vendia planos de saúde a pessoas vulneráveis, que não seriam normalmente aceitas pelas seguradoras devido à idade avançada ou à condição de saúde.

O grupo vinculava as vítimas a planos empresariais e fraudava dados como idade, vinculação à empresa e atestado de saúde. As propostas falsas eram aceitas pelas seguradoras e os clientes começavam a pagar as mensalidades, acreditando estar cobertos. Quando precisavam dos serviços, as fraudes eram descobertas e a cobertura, negada. Mais de 100 vítimas foram identificadas e algumas pessoas morreram por falta de atendimento.

Comentários para "Operação Esculápio: organização criminosa fraudava contratos de planos de saúde":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório