×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 13 de agosto de 2022

Operação foca em rede de extremistas que cultua racismo e homofobia

Operação foca em rede de extremistas que cultua racismo e homofobia

Foto: Pública Tânia Rego - Agência Brasil

Os investigadores dizem ter identificado, a partir da quebra de sigilo de dados e telefônicos autorizados pela Justiça, grupos que "se autodeclaram nazistas e ultranacionalistas, associados para praticar e incitar atos criminosos".

Estadão Conteúdo - 16/12/2021 - 15:42:25

O Ministério Público e a Polícia Civil do Rio de Janeiro realizam nesta quinta-feira, 16, uma operação contra grupos, integrados até por adolescentes, que publicam em suas redes sociais imagens e textos de teor racista, homofóbico, antissemita ou nazista e "falam abertamente sobre a prática de violência contra essas populações". Até a publicação desta matéria, três pessoas tinham sido presas na ofensiva.


Os investigadores dizem ter identificado, a partir da quebra de sigilo de dados e telefônicos autorizados pela Justiça, grupos que "se autodeclaram nazistas e ultranacionalistas, associados para praticar e incitar atos criminosos".


Agentes cumprem, ao todo, quatro mandados de prisão e 31 mandados de busca e apreensão nos Estados do Rio de Janeiro (15) São Paulo (9), Minas Gerais (1), Rio Grande do Sul (2), Santa Catarina (1), Paraná (2), e Rio Grande do Norte (1).


A ofensiva foi batizada como Bergon, em referência à freira francesa, de primeiro nome Denise, que "desafiou nazistas ao abrigar e salvar a vida de dezenas de crianças judias durante a Segunda Guerra".


De acordo com a Promotoria, a investigação mira "associações entre indivíduos que praticam, divulgam e instigam a realização de atos de discriminação e preconceito em relação à raça, cor, etnia e procedência nacional, além do crime de corrupção de menores".


De acordo com a Polícia Civil, as investigações duraram sete meses e começaram após comunicação feita pela Secretaria de Operações Integradas e a Homeland Security Investigations (HSI).


Em maio deste ano, um dos investigados "foi identificado por utilizar um aplicativo para espalhar o ódio e atrair simpatizantes, principalmente com ameaças contra negros e judeus", diz ainda a corporação. A Delegacia da Criança e Adolescente Vítima pediu a prisão temporária do suspeito e ainda a expedição do mandado de busca e apreensão e quebra do sigilo de dados.


"A partir da análise do material periciado pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, e pelo Ministério Público foi encontrado farto material de conteúdo racista contra negros e judeus, chamando a atenção os diálogos ameaçadores, cooptação de simpatizantes, treinamento e, principalmente disseminação de ódio", informou a Polícia Civil.


fonte: Estadão Conteudo

Comentários para "Operação foca em rede de extremistas que cultua racismo e homofobia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
Bolsonaro nomeia 17 desembargadores federais para composição do TRF6

Bolsonaro nomeia 17 desembargadores federais para composição do TRF6

Mantida decisão que afastou improbidade na compra de ingressos pela Terracap

Mantida decisão que afastou improbidade na compra de ingressos pela Terracap

Análise de dados indica limites de trabalho para prevenir burnout

Análise de dados indica limites de trabalho para prevenir burnout

Tribunal abre processo seletivo para estágio de níveis médio e superior

Tribunal abre processo seletivo para estágio de níveis médio e superior

ABI abre inscrições para concurso de 10 microbolsas de R$ 3 mil para jornalistas e pesquisadores

ABI abre inscrições para concurso de 10 microbolsas de R$ 3 mil para jornalistas e pesquisadores

Indústria se une contra decisão de Moraes que suspende corte no IPI

Indústria se une contra decisão de Moraes que suspende corte no IPI

Quase 34 milhões de pessoas não têm acesso à internet no Brasil, diz pesquisa

Quase 34 milhões de pessoas não têm acesso à internet no Brasil, diz pesquisa

Quase metade dos brasileiros fazem bico para completar renda

Quase metade dos brasileiros fazem bico para completar renda

Alta de alimentos é mais que o dobro da inflação em 2022

Alta de alimentos é mais que o dobro da inflação em 2022

STJ reabre investigação sobre a Chacina do Parque Bristol

STJ reabre investigação sobre a Chacina do Parque Bristol

A 1ª fábrica de hidrogênio verde do Brasil em escala industrial está chegando

A 1ª fábrica de hidrogênio verde do Brasil em escala industrial está chegando

Busca do FBI na casa de Trump foi baseada em denúncia, diz jornal

Busca do FBI na casa de Trump foi baseada em denúncia, diz jornal

Incêndios florestais se espalham e peixes morrem em meio a seca na Europa

Incêndios florestais se espalham e peixes morrem em meio a seca na Europa

Defesa da democracia na USP expõe a diversidade e novos atores sociais

Defesa da democracia na USP expõe a diversidade e novos atores sociais

Artistas fazem festa para os 80 anos de Milton Nascimeto

Artistas fazem festa para os 80 anos de Milton Nascimeto

MP aciona TCU para barrar salários de até R$ 1 milhão recebido por militares

MP aciona TCU para barrar salários de até R$ 1 milhão recebido por militares

PF mira grupo que fez 245 saques para desviar recursos do Fundeb e do SUS em AL

PF mira grupo que fez 245 saques para desviar recursos do Fundeb e do SUS em AL

Saiba como identificar os recenseadores do IBGE

Saiba como identificar os recenseadores do IBGE

Margareth Dalcolmo é eleita para integrar a Academia Nacional de Medicina

Margareth Dalcolmo é eleita para integrar a Academia Nacional de Medicina

Dia Internacional da Juventude busca pontes com outras faixas etárias

Dia Internacional da Juventude busca pontes com outras faixas etárias

Ato na UnB marca leitura de carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral

Ato na UnB marca leitura de carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral