×
ContextoExato

Os 10 melhores lugares do mundo para se aposentar em 2020

Os 10 melhores lugares do mundo para se aposentar em 2020Foto: Pexels

Portugal foi escolhido o melhor lugar do mundo para aposentados expatriados em 2020

Por Equipe Infomoney - 04/01/2020 - 11:40:00

Aproveitar a vida de forma tranquila após longos anos de trabalho é um dos principais desejos da maioria das pessoas que se aposentam.

Viver bem, porém, pode estar além das fronteiras e exigir outros tipos de esforços para realização do sonho como: coragem e disposição de encarar um novo país.

Há 41 anos, anualmente, a revista International Living publica o Índice Anual de Aposentadoria Global com informações que revelam os melhores lugares para as pessoas aproveitarem melhor as suas aposentadorias.

Com base em dados que avaliam qualidade de vida, saúde, infraestrutura, visto, entretenimento e benefícios para os aposentados, a pesquisa também utiliza da experiência empírica dos seus correspondentes para construir o melhor resultado possível.

“Levamos o bom senso de nossa equipe à questão: para onde devo ir? E compartilhamos com você suas recomendações. Não apenas dizemos qual é a situação do destino – ajudamos você a descobrir o que isso significa para você”, explica o editoral do Índice.

Confira os 10 paraísos da aposentadoria em 2020

10. Vietnã

Situado no meio do sudeste da Ásia, o Vietnã passa por um desenvolvimento econômico e social acima da média mundial. Tal condição, conforme o índice, está levando ao país assistência médica de alta qualidade, boas estradas e tecnologias que facilitam o dia-a-dia.

Nas áreas urbanas, o moderno e tradicional dividem espaço evidenciando o progresso alcançando um lugar que era um dos países mais pobres do mundo há menos de 30 anos.

O custo de vida excepcionalmente baixo é o melhor atrativo do Vietnã. Mesmo nas cidades mais caras e turísticas, como a Ho Chi Minh e a capital Hanói, duas pessoas podem viver bem por menos de US$ 1.500 por mês, aponta a International Living .

Problemas com a língua e a cultura não ocidental também não devem ser uma barreira para quem optar por morar no Vietnã. O inglês é amplamente falado e a população local é considerada excepcionalmente amigável e acolhedora.

9. França

“Se uma boa saúde, um estilo de vida descontraído e todos os confortos modernos que você desfruta em casa estão entre suas principais prioridades, a França deve estar no seu radar”, afirma o estudo.

Um dos maiores destinos turísticos do mundo, a França pode ser mais acessível do que se imagina. Fora de grandes cidades como Paris e Lyon, o aluguel é mais em conta, assim como o pagamento da hipoteca.

O índice estima que um casal pode morar em algumas regiões do país por US $ 2.083 a US $ 2.483 por mês – e isso inclui aluguel e assistência médica.

O sistema de saúde francês, inclusive, é um dos grandes destaques do país. Mesmo sem a cobertura universal, que é garantida a todos os residentes (expatriados e outros) após três meses, os preços dos serviços de saúde são muito inferiores aos dos EUA.

Como são fixados pelo estado, uma visita padrão ao médico custa US $ 28 e um especialista a visita custará US $ 56. Após a cobertura da assistência médica, 70% desse custo é reembolsado. Essa liberdade e flexibilidade do sistema médico melhoraram a qualidade de vida e saúde geral para os aposentados.

8. Espanha

Com um dos custos mais baixos de vida na Europa Ocidental, um casal pode viver confortavelmente em muitas partes do país por cerca de US $ 2.500 por mês.

Além das belezas paradisíacas de seu litoral, o grande trunfo da Espanha é a sua produção alimentar que barateia o custo de vários itens da lista de compra mensal. Em algumas estações do ano, frutas e verduras chegam a custa 60 centavos de dólar por libra-peso.

Muitas frutas e legumes que são itens relativamente caros na América – alcachofras, cherimólia e pêssegos, por exemplo – são cultivadas na Espanha.

Seguir os hábitos alimentares espanhois também manterá os custos baixos. O almoço é a grande refeição do dia, e o especial do almoço é uma ótima pechincha. Por algo entre US $ 11 e US $ 20, você terá de dois a três pratos, além de uma bebida (que geralmente pode ser cerveja ou vinho).

Viajar de trem na Espanha é rápido, confortável e eficiente para cidades grandes e médias. O sistema de ônibus vai a qualquer lugar barato. Os sites de compartilhamento de viagens são alternativas populares para viagens baratas. Escapadelas de fim de semana para visitar amigos ou explorar novos destinos são acessíveis e práticas.

Em termos de assistência médica, a Organização Mundial de Saúde classifica a Espanha como tendo um dos melhores sistemas de assistência médica do mundo. O sistema público é amplamente utilizado, mas os serviços de saúde privados e acessíveis.

7. Malásia

Praias idílicas, ilhas que seduzem os sentidos e algumas das florestas tropicais mais primitivas do sudeste da Ásia – essa é a Malásia. E essas são apenas algumas razões pelas quais valem a pena se mudar para lá.

A lei da Malásia é baseada no sistema britânico e todos os sinais de trânsito estão em inglês e malaio, o que facilita a condução. A primeira língua não oficial do país é o inglês, então você não precisa aprender outra língua aqui, se não quiser.

Uma família de seis pessoas pode jantar em um bom restaurante chinês local (10 pratos) por menos de US$ 5,70 por pessoa, incluindo cerveja. Um corte de cabelo masculino custa apenas US$ 2,16. Em Penang, oitavo estado mais populoso do país, um casal pode viver confortavelmente com US$ 1.800 por mês, incluindo aluguel.

O estilo de vida ao ar livre potencializa a prática de atividades físicas nos parques e praias de todo o país.

Existem voos diretos para o resto da Ásia a partir do Aeroporto Internacional de Penang, o que facilita a escapada para um fim de semana. Penang para Bangcoc na Tailândia leva apenas uma hora e meia e pode custar apenas US$ 43 ida e volta.

6. Equador

“Se você quer viver, passar férias, se aposentar ou simplesmente relaxar no Equador, encontrará a combinação perfeita de clima, cultura e acessibilidade para tornar seus sonhos realidade”.

O estilo de vida acessível é algo que cabe em qualquer orçamento. Casas em uma praia da Costa do Pacífico ou um condomínio com vistas para os Andes saem por menos de US$ 150.000. Os aluguéis são acessíveis também, com um condomínio de dois quartos e dois banheiros disponível no centro de Cuenca por US$ 500.

Um casal pode morar no país por US$ 1.650 a US $ 1.825 por mês, dependendo da localização e estilo de vida.

Os preços de produtos e serviços são baixos, na média mundial. Uma empregada doméstica está disponível por US$ 10 a US$ 20 por dia, e serviços como pedicures e cortes de cabelo são apenas alguns dólares.

Não há necessidade de contas de aquecimento e refrigeração na maior parte do país, e você pode morar na maioria dos lugares sem carro, pagando 30 centavos ou menos por ônibus e US$ 2 a US$ 5 por viagens de táxi.

Há uma comunidade de expatriados ativa e unida e muitas atividades para se envolver – passeios a cidades próximas, jogos de cartas, jantares, curiosidades, aulas de arte, caminhadas nas Cajas e almoços longos.

5. Colômbia

A Colômbia é o segundo país mais biodiverso do mundo e lá você pode encontrar facilmente um clima e um ambiente que se adaptem ao seu gosto. Se você quer algo quente e tropical, considere ir para as encantadoras cidades costeiras do Caribe de Santa Marta ou Cartagena , onde águas cristalinas batem em praias de areia quente.

Para aqueles que preferem climas mais temperados, cidades montanhosas como Medellín , ou qualquer lugar do “triângulo do café” de Pereira , Armênia e Manizales , onde te cerca de uma paisagem verde e montanhosa.

Conseguir um visto de aposentadoria para morar na Colômbia também é bastante fácil. Tudo o que você precisa fazer é comprovar pelo menos US$ 750 de renda anual da Previdência Social ou US$ 2.500 de renda de uma pensão privada ou 401 mil em patrimônio e você é elegível para obter um visto válido por três anos.

O custo de vida dependerá de qual parte do país você escolherá e que tipo de estilo de vida você deseja ter em relação a refeições e entretenimento. Um casal pode morar na Colômbia por US$ 1.030 a US$ 2.720 por mês, dependendo da localização, estilo de vida e necessidades de saúde.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica o sistema de saúde da Colômbia no número 22 do mundo, muito melhor do que o Canadá no número 30 e os EUA no número 37.

4. México

Há muitos lugares no país onde uma vida maravilhosa pode ser alcançada pelo preço de um cheque mensal do Seguro Social e isso melhora ainda mais quando o valor é convertido para pesos. (

Um casal pode morar no México por US$ 1.500 a US$ 3.000 por mês, dependendo da localização – e isso inclui aluguel e assistência médica.

Depois que a residência for concedida, o aposentado poderá se inscrever em um plano nacional de assistência médica. Além da assistência médica gratuita, quem tem mais de 60 anos recebe um cartão nacional de descontos para idosos, o que abre a porta para muitos descontos em bens e serviços, geralmente variando de 10% a 20%.

Devido à sua diversidade geográfica, o país possui variados climas para você poder escolher o seu favorito: de quente e seco a quente e abafado até temperaturas de primavera durante todo o ano.

3. Costa Rica

A Costa Rica pode ser seu próximo refúgio pelo seu clima tropical, baixo custo de vida, cuidados médicos de alto nível e acessíveis, barganha imobiliária e beleza natural.

O país tem uma democracia estável e uma cultura de paz. Eles aboliram seu exército em 1948 e prometeram esse orçamento para educação e saúde. Freqüentemente chamada de “Suíça da América Central”, é conhecida por sua segurança, neutralidade e bom sistema bancário – especialmente em comparação com muitos outros países da região. O governo atual é progressivo e os direitos LGBT são respeitados.

Um casal pode viver uma vida confortável, mas não necessariamente extravagante, por cerca de US$ 2.000 por mês.

A Costa Rica também possui uma forte cultura ao ar livre – com atividades como pesca, golfe e cavalgadas, caminhadas, mergulho e ioga. Além disso, há menos alimentos processados ​​e opções mais saudáveis ​​com uma abundância de frutas cultivadas localmente, vegetais, ovos orgânicos e frutos do mar.

2. Panamá

Fora do cinturão de furacões, o Panamá oferece vantagens comocarga tributária é baixa, uma grande população de língua inglesa e quadro de excelentes médicos.

A capital do Panamá, Cidade do Panamá, é uma cidade cosmopolita onde encontra-se aluguel em um condomínio com vista para o mar por apenas US$ 1.500 por mês. Além de ser a única cidade do Primeiro Mundo na América Central, ela está próxima dos EUA e do Canadá (Miami fica a cerca de três horas de avião).

Uma área em que o Panamá se destaca por aposentados são os benefícios e descontos que oferece. O famoso Programa Pensionado do país é um dos melhores programas de aposentados do mundo atualmente e está aberto a todos.

O programa confere aos beneficiários que possuem pensão uma longa lista de descontos. De despesas médicas a entretenimento, os aposentados no Panamá podem esticar seriamente sua renda.

1. Portugal

Liderando o Índice Anual de Aposentadoria Global 2020, Portugal oferece estilo de vida acessível – que inclui cuidados de saúde profissionais de qualidade, clima temperado, alta classificação de segurança e excelente comida e vinho.

A beleza geográfica natural do país combina com sua arquitetura de várias épocas, datada de milênios, para evocar uma sensação de permanência e tradição atemporal.

Portugal é o segundo país menos caro da Europa, depois da Bulgária. Um casal pode viver um estilo de vida confortável, embora não extravagante, por cerca de US $ 2.500 por mês.

Se você optar por morar no Porto, no norte, a capital do país, em Lisboa, ou nos paraísos de praia de expatriados em Cascais ou no Algarve , provavelmente desejará aumentar isso em até US $ 3.000.

No entanto, você pode manter esse valor mais baixo simplesmente movendo-se 20 minutos para longe do centro da cidade.

Comentários para "Os 10 melhores lugares do mundo para se aposentar em 2020":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório