×
ContextoExato
Responsive image

Para combater a poluição. Moritz International School permite que pais paguem mensalidade com garrafas PET

Para combater a poluição. Moritz International School permite que pais paguem mensalidade com garrafas PETFoto: Twitter

Escola na Nigéria aceita plástico como pagamento de mensalidade

Revista Panorama - 08/07/2019 - 16:29:25

Escola na Nigéria aceita plástico como pagamento de mensalidade

Objetivo é permitir mais crianças na escola e reduzir a poluição plástica (Foto: acinigeria/Twitter)

Oriola Oluwaseyi, uma nigeriana de 32 anos e mãe de quatro filhos, percorre as ruas movimentadas de Ajegunle, um bairro de baixa renda em Lagos, para recolher garrafas de plástico vazias das lojas.

À noite, Oluwaseyi deixa as garrafas na Moritz International School, onde sua filha de oito anos, Rebecca, cursa o ensino elementar.As garrafas substituem o dinheiro como meio de pagamento da mensalidade escolar da menina.

Com seu pequeno comércio de troca de óleo do motor de carros no mercado de Ajegunle, Oluwaseyi não ganha o suficiente para pagar a taxa anual de 18 mil nairas (cerca de US$ 50) do colégio da filha.

“Não sabia se conseguiria manter minha filha por muito tempo na escola”, disse Oluwaseyi à CNN.

No entanto, graças a uma recente parceria com a Africa Cleanup Initiative (ACI), uma ONG fundada por Alexander Akhigbe com foco em sustentabilidade, a Moritz International School aceita garrafas PET como pagamento das mensalidades escolares.

As escolas de comunidades de baixa renda em Lagos aderiram ao RecyclesPay Educational Program, uma iniciativa da ACI com o objetivo de melhorar o nível de escolaridade das crianças e, ao mesmo tempo, diminuir a poluição ambiental causada pelos resíduos plásticos jogados nos rios da cidade.

“Seguindo o conselho do proprietário da Moritz International School, me inscrevi no programa da ACI. Com o dinheiro que teria gastado com as mensalidades comprei uma mochila, um par de sandálias e livros para minha filha”, disse Oluwaseyi.

De acordo com a mídia local, mais de 450 mil megatons de resíduos plásticos são jogados nos rios de Lagos todos os anos. Esses resíduos prejudicam a saúde da população e causam danos ambientais. Em 2017, o relatório do Ocean Atlas classificou a Nigéria em 11º lugar no ranking mundial de poluição por material plástico.

Até o momento, cinco escolas em Lagos aderiram ao programa RecyclesPay, beneficiando mais de mil crianças em idade escolar.

Nigéria é um dos países mais pobres do mundo. Oitenta e sete milhões de nigerianos, cerca de metade da população do país, vivem com menos de US$ 1,90 por dia.

Segundo a Unicef, devido à extrema pobreza do país, 10,5 milhões de crianças não têm acesso à escola, uma das taxas mais altas do mundo.

Akhigbe, um homem dinâmico de 42 anos, tem planos de reduzir esse número e de criar uma cultura de reciclagem de material plástico para diminuir a poluição ambiental e gerar renda.

As garrafas recolhidas pelos pais são encaminhadas à empresa Wecyclers, especializada em reciclagem e gerenciamento de coleta de lixo. “A Wecyclers compra as garrafas e o valor a ser pago é definido pelo peso das sacolas e não pela quantidade de garrafas PET”, observou Akhigbe.

Essa iniciativa da ACI em parceria com as escolas de Lagos insere-se em um movimento global de combate às mudanças climáticas. Leslie Adogame, diretora executiva do SRADev Nigeria, um instituto de pesquisa sobre questões ambientais, descreveu o projeto como uma estratégia para preservar o meio ambiente e gerar renda em benefício da população pobre da cidade.

Comentários para "Para combater a poluição. Moritz International School permite que pais paguem mensalidade com garrafas PET":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório