×
ContextoExato

Parque da Cidade coloca em prática o respeito ao próximo

Parque da Cidade coloca em prática o respeito ao próximoFoto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A intervenção artística faz parte do projeto Brasília Cidade-Orgulho e promove instalações em diversos pontos da cidade

Marlene Gomes, Da Agência Brasília | Edição: Mônica Pedroso - 22/06/2021 - 11:14:05

Até o dia 28 deste mês, espaço abriga as cores do arco-íris da bandeira de luta LGBTQIA+ para combater a intolerância e o preconceito

O Parque da Cidade é considerado o local mais democrático do Distrito Federal. O espaço recebe 100 mil pessoas, em média, aos finais de semana – gente de todas as localidades e idades. Não por acaso, foi um dos lugares escolhidos para abrigar obras de arte voltadas ao respeito às pessoas e suas opções sexuais e ainda para comemorar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, celebrado em 28 de junho.

São três espaços contemplados com as intervenções: a calçada que liga o Estacionamento 13 à pista de caminhadas, a ponte elevada e o parquinho Ana Lídia. As cores do Orgulho LGBTQIA+ (amarelo, azul, laranja, verde, vermelho e roxo) estão colorindo 72 metros de comprimento da calçada, partindo do Estacionamento 13 até a pista de caminhadas. A pintura vai ficar permanentemente no caminho.

A ponte elevada ganhou dois portais, um em cada extremidade, em forma de arco-íris. A estrutura, com as cores do movimento LGBTQIA+, tem cerca de 3 metros de altura e 4 metros de largura. O parque infantil Ana Lídia, por sua vez, recebeu um jogo da amarelinha bem colorido também.

“Todas as tribos frequentam o Parque da Cidade. São todos bem-vindos. Esse é um espaço público seguro e onde o respeito à diversidade é primordial”, atesta o administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues da Silva.

“Todas as tribos frequentam o Parque da Cidade. São todos bem-vindos”, explica o administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues

Não ao preconceito

A intervenção artística no Parque da Cidade faz parte do projeto Brasília Cidade-Orgulho , que vai fazer diversas instalações na cidade. O objetivo é reforçar a mensagem de respeito e contra o preconceito à categoria LGBTQIA+.

As molduras com a frase “Eu me orgulho” têm 2,60m x 2,60m e estão instaladas na Esplanada dos Ministérios, Museu da República, Torre de TV e Ponte JK. As bordas ostentam as cores do Orgulho LGBTQIA+. O público poderá subir e entrar na moldura para se enquadrar com os pontos turísticos e, assim, fazer suas fotos.

Leia também

Parque da Cidade sob gestão da Secretaria de Esporte

Castelinho limpo e seguro para príncipes, princesas e o reino infantil

Na Torre de TV, cada degrau da escadaria, de 20 metros de comprimento, terá sua lateral colorida por adesivos nas seis cores. A exemplo do ano passado, o Congresso Nacional também será iluminado com o arco-íris LGBTQIA+.

“O projeto foi pensado para atender todos os cuidados que a pandemia exige, como o distanciamento social e incentivo ao uso de álcool gel, e sintonizado com o espírito do tempo. As experiências são altamente ‘instagramáveis’, como estratégia, para que fluam para o meio digital e envolvam, inclusive, as pessoas que estão em casa”, explica o idealizador do projeto, Igor Albuquerque.

Comentários para "Parque da Cidade coloca em prática o respeito ao próximo":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório