×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 08 de dezembro de 2021

PF vai investigar assassinato de líder indígena Guajajara, afirma Moro

PF vai investigar assassinato de líder indígena Guajajara, afirma MoroFoto: Secretaria de Direitos Humanos do Maranhão

Crime aconteceu na terra indígena de Arariboia, no Maranhão

Estadão Conteúdo - 03/11/2019 - 10:45:09

Um indígena morreu e outro foi ferido em uma emboscada de madeireiros no Maranhão, no nordeste do Brasil, informaram autoridades regionais neste sábado, 2.

"Os guardiões Paulino e Laércio (Guajajara) deixaram a vila em busca de água quando pelo menos cinco homens armados foram demitidos e dispararam dois tiros contra os povos indígenas", informou no Twitter a Secretaria de Direitos Humanos do Maranhão.

ctv-bov-moro
Emboscada de madeireiros a indígenas aconteceu na Terra Indígena de Arariboia Foto: Secretaria de Direitos Humanos do Maranhão

O ataque ocorreu na noite de sexta-feira na terra indígena de Arariboia, localizada a cerca de 500 quilômetros de São Luís, capital do estado, informou a secretaria. Paulo Paulino Guajajara, também conhecido como Kwahu Tenetehar, "levou um tiro no pescoço e morreu na selva. Seu colega, Tainaky Tenetehar, levou um tiro nas costas e outro no braço, mas conseguiu escapar", relatou a ONG Survival International em comunicado neste sábado.

O Greenpeace juntou-se às expressões de pesar ao afirmar que "Paulino e Laércio são as vítimas mais recentes de um Estado que se recusa a cumprir o que determina a constituição". "Repudiamos toda a violência gerada pela incapacidade do Estado de cumprir seu dever de proteger este e todos os territórios indígenas do Brasil", acrescentou a organização.

O Estado do Maranhão é palco de lutas por terras. Nos últimos anos, indígenas de Guajajara criaram o grupo "Guardiões da Selva" para proteger seus territórios contra invasões. A Survival International acompanha o trabalho deste grupo.

A pesquisadora da organização Sarah Shenker esteve na região em abril deste ano e explicou que o trabalho dos Guajajara também é importante para proteger outros povos indígenas da região, como os Awá, que vivem isolados.

"O governo brasileiro tem que aceitar que é sua responsabilidade proteger essas terras. Que sua ausência lá é o que empurra os guardiões a assumirem essa defesa, um trabalho muito difícil e perigoso", disse Shenker à agência AFP. Três outros guardiões morreram em ataques anteriores. "Kwahu trabalhou com grande determinação, apesar de tantos obstáculos e recebendo constantes ameaças de morte", acrescentou Shenker.

Shenker argumenta que, no contexto político do Brasil, os indígenas permanecerão na luta. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro é conhecido por defender a exploração comercial de terras indígenas e áreas preservadas. "É hora de acabar com esse genocídio institucionalizado. Pare de autorizar o derramamento de sangue de nosso povo!", disse Sonia Guajajara, coordenadora da Associação dos Povos Indígenas do Brasil, no Twitter, após o crime.

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, também se manifestou por meio do Twitter. "A Polícia federal irá apurar o assassinato do líder indígena Paulo Paulino Guajajara na terra indígena de Arariboia, no Maranhão. Não pouparemos esforços para levar os responsáveis por este crime grave à Justiça", escreveu.

Comentários para "PF vai investigar assassinato de líder indígena Guajajara, afirma Moro":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Publicada resolução que define níveis do Lago Paranoá para 2022

Publicada resolução que define níveis do Lago Paranoá para 2022

Resolução da Adasa define os níveis altimétricos da água que devem ser mantidos no Lago Paranoá em 2022

Posto de vacinação na Rodoviária do Plano Piloto no DF disponibiliza doses contra a Covid-19

Posto de vacinação na Rodoviária do Plano Piloto no DF disponibiliza doses contra a Covid-19

Posto de Vacinação contra a covid-19 na Rodoviária do Plano Piloto está localizado na plataforma inferior, ao lado da administração

Detran-DF reforça orientações gerais a motociclistas

Detran-DF reforça orientações gerais a motociclistas

Campanhas de conscientização do Detran são constantes e têm como foco a segurança de todos

220 mil pessoas estão com a segunda dose da vacina atrasada no DF

220 mil pessoas estão com a segunda dose da vacina atrasada no DF

Há estoque de vacinas contra o coronavírus para primeira e segunda doses, dose de reforço e dose adicional; números revelam a efetividade da campanha

Biometria passa a ser oferecida em mais três postos do Na Hora

Biometria passa a ser oferecida em mais três postos do Na Hora

Postos do Na Hora de Taguatinga, Gama e Riacho Fundo passarão a oferecer o serviço de identificação biométrica

Aulas no DF começam em 14 de fevereiro de 2022

Aulas no DF começam em 14 de fevereiro de 2022

A portaria que define o calendário anual e semestral contendo todas as datas e eventos pedagógicos previstos será publicada nos próximos dias no Diário Oficial do DF

Entidades realizam ato contra tentativa de censura em escola do DF

Entidades realizam ato contra tentativa de censura em escola do DF

Em nota, corpo docente diz que repudia “toda e qualquer forma de perseguição, cerceamento e censura ao livre trabalho docente dessa Unidade de Ensino”.

Colorida e popular: Drag queen e ativista do MST lança pré-candidatura a deputada federal no DF

Colorida e popular: Drag queen e ativista do MST lança pré-candidatura a deputada federal no DF

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, participou do ato de filiação de Ruth Venceremos ao partido

Confira os dias e locais das feiras rurais em dezembro no DF

Confira os dias e locais das feiras rurais em dezembro no DF

Emater-DF disponibiliza mensalmente uma relação das feiras rurais, com produtores atendidos pela empresa

MP do DF quer a proibição de repasses irregulares às empresas de ônibus

MP do DF quer a proibição de repasses irregulares às empresas de ônibus

Para a Prodep, o custeio de complementação tarifária não tem previsão legal

Liminar determina que indicado para vaga do TCDF tem que ser da carreira de auditor

Liminar determina que indicado para vaga do TCDF tem que ser da carreira de auditor

O Conselho Especial do TJDFT, em decisão do relator, determinou que a indicação de nome para compor o TCDF deve ser de candidato pertencente à carreira de Conselheiro Substituto (Auditor) do TCDF e suspendeu qualquer ato de indicação que, porventura, já tenha sido feito.