×
ContextoExato
Responsive image

Planaltina, onde a arte pede e concede passagem

Planaltina, onde a arte pede e concede passagemFoto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Fruto de parceria entre administração e empresários, projeto Parada Cultural dá vida às paradas de ônibus, valendo-se do talento de artistas da cidade

Ary Filgueira, Da Agência Brasília | Edição: Chico Neto - 05/08/2020 - 06:45:49

No lugar de abrigos pichados e sujos, agora os pontos de ônibus esbanjam cores e gravuras que remetem a um local da centenária Planaltina, prestes a completar 161 anos. A ação faz parte do projeto Parada Cultural, que deu a grafiteiros da cidade o desafio de deixar bonitas 50 paradas espalhadas pelos setores da cidade.

“Um dia, eu olhei para meu gabinete e vi aquelas paredes frias, sem cores; foi quando decidi chamar um grafiteiro para fazer a reprodução de alguns monumentos da cidade”, relata o administrador regional de Planaltina, Célio Rodrigues, que já foi fotógrafo.

A partir daí, veio a inspiração de incentivar a arte, acabando de vez com as pichações. Para realizar o sonho, ele acionou o empresariado local – que prontamente aderiu à ideia. “Com a ajuda deles, compramos a tinta, comida para os artistas e ainda damos uma ajuda de custo para eles”, detalha Célio.

Empresários abraçam ideia

Um dos parceiros foi Rogerio Nogueira, 45 anos, há 19 atuando como proprietário de uma loja de autopeças na cidade. “Nasci aqui”, conta. “Minha família veio em 1944 para cá, vinda de Goiás [antiga capital goiana]. Então, quando me convidaram para participar, não pensei duas vezes”.

Dono de uma loja de tintas que funciona desde 1989, Renato Bocayuva, 47 anos, também abraçou a ideia movido pelo mesmo espírito. “O propósito é deixar as paradas bonitas”, resume. “Eu acho que a gente, que é empresário, tinha de cada vez mais se engajar nesse tipo de projeto, ainda mais vindo de um governo que está fazendo tudo pela nossa cidade”.

Renato Bocayuva: . “Eu acho que a gente, que é empresário, tinha de cada vez mais se engajar nesse tipo de projeto”

A administração contou ainda com a parceria de um outro cidadão planaltinense, o deputado Cláudio Abrantes. “Planaltina é uma cidade acolhedora, que une a modernidade da capital à tradição”, define. “Queremos valorizar o artista local, transformando nossa cidade em uma galeria a céu aberto”.

Novo visual

Joana Silva: “Está muito bonita. Melhor do que aquelas pichações”

A população tem gostado de ver os pontos de ônibus todos “vestidos” pelo talento dos artistas locais. “Está muito bonita”, classificou a aposentada Joana Silva, 67 anos, moradora do Buriti 3, ao passar pela parada em frente ao Hospital de Planaltina. “Melhor do que aquelas pichações. Estavam sujas demais”.

A meta é que cada setor da cidade tenha, ao menos, uma parada pintada, como a da Rua da Matriz, que fica no centro de Planaltina e é um importante ponto de celebração da Festa do Divino Espírito Santo.

Comentários para "Planaltina, onde a arte pede e concede passagem":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório