×
ContextoExato
Responsive image

Polícia Federal abre fase 71 da Lava Jato e mira prejuízos de R$ 17 mi do Trading da Petrobrás

Polícia Federal abre fase 71 da Lava Jato e mira prejuízos de R$ 17 mi do Trading da PetrobrásFoto: Reprodução Estadão

As ordens foram expedidas pela 13ª Vara Federal da Justiça Federal em Curitiba, que determinou ainda o bloqueio de até R$ 17 milhões dos envolvidos – prejuízo identificado até o momento.

Estadão Conteúdo - 18/06/2020 - 08:31:42

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta, 18, a Operação Sem Limites II, fase 71 da Lava Jato, apara apurar crimes de corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro envolvendo da área de Trading da Petrobrás, que trata da compra e venda de petróleo, óleos combustíveis e derivados.

Cerca de 40 policiais federais cumprem 14 ordens judiciais, sendo 12 mandados de busca e apreensão e 2 ofícios para obtenção de dados telemáticos. Todos mandados estão sendo cumpridos no Rio de Janeiro.

As ordens foram expedidas pela 13ª Vara Federal da Justiça Federal em Curitiba, que determinou ainda o bloqueio de até R$ 17 milhões dos envolvidos – prejuízo identificado até o momento.

Segundo a PF, após análise de materiais apreendidos na 57ª Fase, Operação Sem Limites – deflagrada em dezembro de 2018 – , e do resultado de pedidos de cooperação jurídica internacional, ‘foram identificados novos indivíduos que auxiliavam e integravam a organização criminosa estruturada no sentido de lesar a Petrobrás, especialmente em sua área de trading, onde são realizados negócios de compra e venda de petróleo, óleos combustíveis e derivados, dentre outros, junto a empresas estrangeiras e que são destinadas às atividades comerciais da estatal.

“As investigações puderam identificar vários doleiros que atuavam até 2018 no mercado paralelo de câmbio e auxiliavam na remessa de valores de propina que eram pagos pelos intermediários no exterior para agentes públicos corruptos no Brasil”, informou a corporação.

A PF identificou os titulares de contas no exterior em nome de empresas offshores, por meio das quais, profissionais do mercado paralelo de câmbio realizavam transferências bancárias internacionais para a realização de “dólar-cabo”.

“A suspeita é de que parte dos valores de propina tinham como objetivo o pagamento de intermediários políticos para a manutenção de certos empregados públicos em funções gerenciais estratégicas da Petrobras, como a de Gerência Executiva de Marketing e Comercialização, onde se realizavam as operações de trading”, informou a PF em nota.

Comentários para "Polícia Federal abre fase 71 da Lava Jato e mira prejuízos de R$ 17 mi do Trading da Petrobrás":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório