×
ContextoExato
Responsive image

Por R$ 7 milhões, Secretaria de Saúde do DF vai contratar empresa para fazer 100 mil testes rápidos drive-thru

Por R$ 7 milhões, Secretaria de Saúde do DF vai contratar empresa para fazer 100 mil testes rápidos drive-thruFoto: Matheus Oliveira/Saúde-DF

Teste para coronavírus aplicado pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal

Por G1 Df - 28/07/2020 - 11:53:14

Vencedor deverá montar 10 novos pontos de drive-thru para testagem. Veja critérios de contratação.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal abriu, nesta segunda-feira (27), um processo para contratar uma empresa que fará 100 mil testes rápidos para detectar o novo coronavírus. O contrato é de R$ 7 milhões.

A empresa que tiver a proposta aprovada, terá que montar 10 pontos de testagens drive-thru. Segundo a secretaria, as propostas serão recebidas até a próxima sexta-feira (31), às 15h, por meio do e-mail: dispensadelicitacao.sesdf@gmail.com.

Critérios para empresas concorrerem:

  • Não estar impedida de participar de uma dispensa de licitação
  • Não ter no seu quadro societário pessoa vinculada à Secretaria de Saúde
  • Ter recursos humanos habilitados para a função
  • Ter estrutura física no modelo drive-thru
  • Ser capaz de gerenciar resíduos
  • Oferecer alimentação aos funcionários
  • Gerenciar dados para envio à Secretaria de Vigilância em Saúde e à Secretaria Adjunta de Assistência
  • Poder emitir os resultados de forma física e eletrônica, nos termos da Lei 13.979 de 6 de fevereiro de 2020

Até esta segunda-feira, os testes rápidos de Covid-19, no DF, estavam sendo realizados apenas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Os postos drive-thru foram desativados no fim do mês passado.

Com relação a testagem na capital, números do Portal Covid-19 mostram que o GDF já realizou mais de 251 mil testes rápidos e 54,5 mil testes do tipo RT-PCR, que detecta o vírus enquanto ele está ativo no corpo humano.

Dados do portal Sala de Situação, do GDF, apontam que até domingo (26), o estoque de exames rápidos era de 25 mil unidades. Segundo a secretaria, devido a decisão judicial que impedia a pasta de comprar novos testes, nos postos onde acabar o estoque, "não será possível o reabastecimento".

Ainda de acordo com a SES, a Receita Federal doou 300 mil testes, que devem ser liberados nos próximos dias para as unidades de atendimento, depois de terem sido analisados pelo Laboratório Central da SES e no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), órgão da Fiocruz.

A Secretaria de Saúde também disse, em nota, que mesmo sem o testes na unidade, o paciente não deixará de ser avaliado. A pasta explicou que “se o profissional de saúde identificar pelos sintomas que o paciente está com suspeita de Covid-19 ele receberá todas as orientações para iniciar o isolamento e o atestado para afastamento das atividades trabalhistas”.

O órgão afirmou ainda que os pacientes que apresentam sinais leves da doença ou são assintomáticos - sem necessidade de internação -, são orientados a fazer a quarentena por 14 dias, conforme estabelecido nos protocolos.

“As equipes de saúde monitoram todos esses casos e, se houver piora do quadro ao longo dos dias, o paciente é orientado a procurar uma emergência”, diz a pasta.

O que diz a Secretaria de Saúde

"A testagem está disponível para a população em geral em todas as 172 Unidades Básicas de Saúde do DF e não é necessário realizar agendamento. No entanto, devido a decisão judicial que impedia a pasta de comprar novos testes, na unidade em que findar o estoque não será possível reabastecimento. Mas é importante frisar que a avaliação clínica é soberana. Portanto, mesmo sem o testes na unidade, o paciente não deixará de ser avaliado. Se o profissional de saúde identificar pelos sintomas que o paciente está com suspeita de Covid-19 ele receberá todas as orientações para iniciar o isolamento e o atestado para afastamento das atividades trabalhistas. Pacientes que apresentam sinais leves da doença ou são assintomáticos, sem necessidade de internação, são orientados a fazer a quarentena por 14 dias, conforme estabelecido nos protocolos. As equipes de saúde monitoram todos esses casos e, se houver piora do quadro ao longo dos dias, o paciente é orientado a procurar uma emergência.

A SES recebeu da Receita Federal a doação de 300 mil testes, que devem ser liberados nos próximos dias para as unidades de atendimento, depois de terem sido analisados pelo Laboratório Central da SES e no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), órgão da Fiocruz. Além disso, após liberação da justiça, foi retomado hoje (27) o processo licitatório para contratação de empresa que fará 100 mil testes na modalidade Drive Thru."

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Comentários para "Por R$ 7 milhões, Secretaria de Saúde do DF vai contratar empresa para fazer 100 mil testes rápidos drive-thru":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório