×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de dezembro de 2018


Portugal em 7 dias. Um itinerário de Lisboa ao Porto

Portugal em 7 dias. Um itinerário de Lisboa ao Porto

É um excelente ponto de partida, que tentarei sistematizar neste itinerário de 7 dias em Portugal

Por Filipe Morato Gomes - Alma De Viajante / Foto: Lisboa.net - 06/03/2018 - 10:29:15

Recebo inúmeras mensagens de viajantes brasileiros que pretendem visitar Portugal. Quase sempre vêm com fome de Europa. Portugal é apenas um ponto de passagem. O primeiro ou o último de uma viagem maior. Na sua lista de destinos, têm joias como Barcelona, Paris, Amesterdão, Roma e Veneza para visitar, pelo que nem sempre sobra muito tempo para Portugal. E o pior é que o tempo não estica.

Perguntam-me os amigos brasileiros o que fazer em quatro ou cinco dias em Portugal – uma semana, no máximo. Chegam a Lisboa, sabem que querem passear por Sintra e conhecer Fátima e Óbidos, e ainda visitar o Porto e descobrir um pouco da região do Douro, classificada Património Mundial pela UNESCO. É um excelente ponto de partida, que tentarei sistematizar neste itinerário de 7 dias em Portugal. Dando-lhe alguns retoques para tornar a experiência mais enriquecedora, sem deixar de visitar muitos dos locais ditos imperdíveis.

É evidente que fica muitíssimo para ver. Desde logo o Alentejo e o Algarve e o interior mais rural do país, já para não falar das ilhas da Madeira e Açores. Mas há que fazer escolhas. Eis então um possível roteiro de uma semana em Portugal, entrando por Lisboa e saindo pelo Porto. Viajando rápido, para aproveitar ao máximo. As referências hoteleiras tem a colaboração da Hotelandia, um blog que avalia os melhores hotéis de Portugal.

Dias 1 e 2: Lisboa
A região de Lisboa vale três, quatro, cinco dias… mas, para aproveitar o tempo ao máximo limitamos a estadia em Lisboa a dois dias. É suficiente para explorar o coração da Baixa pombalina, conhecer o Castelo de São Jorge e os bairros tradicionais de Alfama e do Bairro Alto, visitar o magnífico Oceanário de Lisboa, enlouquecer na noite do Cais do Sodré e ainda conhecer a zona ribeirinha de Belém, onde encontra os maiores ícones dos Descobrimentos portugueses. Pode começar por fazer este belíssimo roteiro de 24 horas em Lisboa.

Se tiver mais tempo, não faltam opções interessantíssimas para um bate-volta (como dizem os brasileiros), a curta distância de automóvel de Lisboa. Évora é o exemplo clássico – se puder, não deixe de visitar esta pérola arquitetónica do Alentejo Central.

Onde dormir em Lisboa
Encontra muitas sugestões de bons hotéis em Lisboa na Hotelandia, entre os quais os seguintes locais de bom gosto:

Myriad by Sana, um hotel 5 estrelas excelente – ver no booking;
Bairro Alto Hotel, um 5 estrelas com localização imbatível – ver no booking;
Internacional Design Hotel, um 4 estrelas descolado – ver no booking;
Palacete Chafariz d’el Rei, um alojamento local de luxo num palácio maravilhoso – ver no booking;
Casas da Baixa – Jules & Madeleine, dos melhores apartamentos de Lisboa – ver no booking.

Eu próprio já fiquei alojado em dezenas de pousadas, hotéis e apartamentos; e escrevi uma lista de 15 hotéis onde já dormi em Lisboa (e recomendo). Para outras opções, conheça os 10 melhores hotéis de luxo de Lisboa, ou os 15 melhores alojamentos de Lisboa (segundo o booking).

Dia 3: Sintra
Tempo de sair da capital e explorar a região de Sintra – Cascais. Gosto especialmente de Sintra, do seu centro histórico, dos magníficos Palácio da Pena e Castelo dos Mouros. E da própria Serra de Sintra, além das praias magníficas (não conte com o calor das praias do nordeste brasileiro, mas valem bem a pena). E tem ainda o Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa continental.

Para aproveitar o tempo ao máximo, siga depois para a belíssima vila amuralhada de Óbidos, que muito admiro. Dependendo do seu ritmo de viagem, pode parar na Ericeira ou fazer uma curta passagem pela vila piscatória de Peniche; caso contrário, siga diretamente para o objetivo final: visitar Óbidos.

É provável que chegue a Óbidos já de noite, mas não se preocupe. Aproveite para observar a cidade iluminada – é muito bonita!

Distância aproximada: 175 km

Onde dormir em Óbidos

Encontra excelentes hotéis em Óbidos na Hotelandia, entre os quais o Hotel The Literary Man (antiga Estalagem do Convento) e os seguintes alojamentos locais:

Casal da Eira Branca (alojamento local);
Josefa D’Óbidos Hotel (4 estrelas);
Torre de Maneys (alojamento local);
Casa do Fontanário de Óbidos (alojamento local).
Para outras opções, veja o post onde dormir em Óbidos

Dia 4: Óbidos, Nazaré, Alcobaça, Batalha

Dia recheado de pontos de grande interesse histórico e religioso. Prosseguindo para norte, sugiro uma paragem na tradicional vila da Nazaré, ultimamente muito em voga no mundo do surf por causa das ondas gigantes do famoso “canhão da Nazaré”, que o surfista Garrett McNamara visita todos os anos.

A caminho de Fátima, não deixe de visitar os mosteiros de Alcobaça e da Batalha, ambos classificados como Património Mundial pela UNESCO. São avassaladores. Havendo tempo e energia, pode ter uma primeira impressão sobre o Santuário de Fátima.

Distância aproximada: 165 km

Onde dormir em Fátima

Encontra muitas sugestões de bons hotéis em Fátima na Hotelandia, incluindo o Luz Houses, que eu adoro:

Luz Houses Charming Hotel (casa de campo – design belíssimo);
Hotel Anjo de Portugal (4 estrelas – hotel mais convencional mas muito bom ).

Pesquisar hotéis em Fátima

Dia 5: Fátima, Tomar, Coimbra

Depois de visitar o Santuário de Fátima, a minha sugestão passa por rumar a Tomar, uma cidade que, regra geral, está fora da rota turística tradicional entre as cidades de Lisboa e Porto. Quanto mais não seja, pare para visitar o Convento de Cristo, também ele protegido pela UNESCO.

Siga depois em direção à cidade universitária de Coimbra, onde não faltam locais emblemáticos como o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, a Sé Velha, a Quinta das Lágrimas e, claro, a Universidade de Coimbra.

Distância aproximada: 130 km

Onde dormir em Coimbra

Encontra muitas sugestões de bons hotéis em Coimbra na Hotelandia, incluindo apartamentos maravilhosos e um hotel de charme cheio de história:

Casas da Alta de Coimbra (apartamentos – dos melhores apartamentos de Coimbra);
Quinta das Lágrimas (hotel de charme – uma hospedagem com história);
Hotel Oslo (3 estrelas – simples mas económico).

Dias 6 e 7: Porto

Seja qual for o seu roteiro de viagem em Portugal, não pode deixar de visitar o Porto. Acorde cedo e aproveite para uma passagem rápida pelo centro de Aveiro – a “Veneza portuguesa”, como muitos lhe chamam.

De Aveiro ao Porto a viagem é curta e em boas estradas, pelo que chegará à “cidade Invicta” com tempo para começar a desvendar os seus segredos. É uma cidade maravilhosa (sou suspeito, moro no Porto), que mereceria pelo menos dois ou três dias do seu tempo.

As zonas da Baixa e da Ribeira, a renovada zona da Rua Galerias de Paris e a incontornável Torre dos Clérigos, o Museu de Serralves, a Casa da Música e o Centro Português de Fotografia, ou ainda as Caves do Vinho do Porto do outro lado do Rio Douro e, quem sabe, um mini-cruzeiro no Douro são apenas algumas das sugestões para dois dias bem passados no Porto.

Distância aproximada: 140 km

Onde dormir no Porto

A cidade do Porto tem unidades hoteleiras de excelência, como pode comprovar nas sugestões de bons hotéis no Porto na Hotelandia. Destaco os seguintes:

The Yeatman (5 estrelas – hotel vínico em Vila Nova de Gaia com vista para o Porto);
Porto A.S. 1829 (4 estrelas – bom gosto e localização excelente);
Eurostars Heroísmo (4 estrelas – hotel mais tradicional mas de qualidade);
Casas do Porto (apartamentos, excelente qualidade);
Go2oporto@Ribeira (apartamentos – na Ribeira, em frente ao Rio Douro);
Casa do Conto (Bed and breakfast – projeto único).
Para outras opções, conheça os 15 melhores alojamentos do Porto.

Nota: um hotel muito popular entre os turistas brasileiros é o Pão de Açúcar Hotel.

Alternativa dia 7: Porto (com Braga e Guimarães; ou Douro)
Eu aconselho a ficar o segundo dia inteiro no Porto mas, se preferir sair da cidade na última tarde, sugiro que rume a norte para visitar Braga (uma cidade agradável, onde se encontra o Santuário do Bom Jesus) e visitar Guimarães, o “berço” de Portugal e cujo centro histórico se encontra classificado como Património Mundial pela UNESCO.

Alternativamente, um bate-volta até à Régua ou Pinhão é uma excelente forma de conhecer um pouco das paisagens vinícolas do Douro (ir de barco e voltar de trem ou vice-versa). E, quem sabe, ficar com vontade de voltar a Portugal.

E pronto, este é um possível roteiro para sete dias de viagem em Portugal, começando em Lisboa e terminando no Porto. Já conhece Portugal? Tem outras sugestões? Partilhe conosco.

Comentários para "Portugal em 7 dias. Um itinerário de Lisboa ao Porto":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório