×
ContextoExato

Prefeitura de Corrente alega ter recorrido ao GDF por EPIs devido a alta demanda em hospital

Prefeitura de Corrente alega ter recorrido ao GDF por EPIs devido a alta demanda em hospitalFoto: Divulgação / Sesapi

Hospital de Corrente, Sul do Piauí

Por Laura Moura, G1 Pi - 08/08/2020 - 07:58:58

Segundo a prefeitura, a doação de EPIs foi necessária devido a alta demanda destes materiais no hospital do município que atende a população de outras 14 cidades.

A Prefeitura de Corrente, no Sul do Piauí, informou nesta sexta-feira (7) que buscou ajuda ao Governo do Distrito Federal para a doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) devido a alta demanda no hospital da região e também pela falta destes materiais no mercado nacional para a compra. O Hospital Regional de Corrente atende a população da 14 municípios.

Por meio de nota, a prefeitura alegou que recorreu ao Governo do DF por não ter suas solicitações atendidas por diversos entes federativos, inclusive o Governo do Piauí.

Procurado pelo G1, o governo estadual informou que, desde o início da pandemia da Covid-19, já foram enviados para Corrente mais de 92.496 mil EPIs, tanto para o hospital como para o município. São eles: máscara N95, máscaras cirúrgicas, álcool gel, luvas de procedimentos, óculos de proteção, protetor facial, toucas, propés e aventais, além de testes rápidos para a detecção no coronavírus.

A Prefeitura de Corrente recebeu, ao todo, 12.560 luvas de procedimento e máscaras descartáveis para uso administrativo.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal autorizou a doação de EPIs ao município que fica a 860 quilômetros de Brasília e é onde o governador Ibaneis Rocha (MDB) passou a infância.

Em Corrente, o número de casos confirmados de Covid-19 é de 95. O município teve duas mortes, desde início da pandemia.

Leia a nota da Prefeitura de Corrente na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Corrente esclarece que, buscando ajuda para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, solicitou a vários entes federativos, doações de EPI’s e não só ao Governo do Distrito Federal.

Informa que solicitou inúmeros itens e recebeu apenas, de maneira muito solícita, humana e legal, a doação de 12.560 luvas de procedimento e máscaras descartáveis para uso administrativo.

A solicitação justifica-se pela grande demanda de atendimento no Hospital Regional de Corrente, que atende a população local e mais 14 cidades circunvizinhas. Outro ponto a ser destacado é a dificuldade de encontrar esses insumos no mercado nacional, além dos preços exorbitantes praticados em função da alta demanda provocada pela pandemia.

O prefeito Murilo enfatiza que neste momento de crise o país tem que se unir e ser solidário. “Todos os esforços são válidos para atender à população do nosso município e da região. Esta cooperação enfatiza o espírito de sermos brasileiros, um só povo e uma só nação, independente de regiões ou posições partidárias”, conclui.

Decretos determinam distanciamento social

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas. Aulas em escolas e universidades, a maioria das atividades comerciais, esportivas e de serviços em geral estão suspensas por tempo indeterminado.

Serviços essenciais como farmácias, postos de combustíveis e supermercados continuam mantidos mas estão regulamentados. O atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios, assim como o funcionamento de escritórios de advocacia e contábeis também foram liberados mediante cumprimento de regras.

O uso de máscaras em locais públicos tornou-se obrigatório em todo o estado. Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta ( veja vídeo ), uso de álcool em gel, sempre usar máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.

É importante também ficar atento quanto aos principais sintomas (tosse seca, congestão nasal, dores no corpo, diarreia, inflamação na garganta e, nos casos mais graves, febre acima de 37° C e dificuldade para respirar). Um guia ilustrado preparado pelo G1 ajuda a tirar dúvidas.

Comentários para "Prefeitura de Corrente alega ter recorrido ao GDF por EPIs devido a alta demanda em hospital":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório