×
ContextoExato

Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo diz que teve com Jair Bolsonaro uma "reunião entre irmãos"

Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo diz que teve com Jair Bolsonaro uma Foto:

Marcelo anunciou que Bolsonaro poderá visitar Portugal entre o final de 2019 e o início de 2020

Por Joana Raposo Santos - Portal Da Rtp - 03/01/2019 - 20:19:19

O Presidente da República encontrou-se esta quarta-feira com Jair Bolsonaro em Brasília, naquela que considerou “uma reunião entre irmãos” que serviu para tratar “um leque de temas”, desde as comunidades portuguesa e brasileira em ambos os países à relação entre a União Europeia e o Mercosul, sendo também discutida uma futura visita do Presidente brasileiro a Portugal entre o final de 2019 e o início de 2020.

Portugal foi um dos quatro países com os quais Bolsonaro, que tomou posse no primeiro dia de 2019, escolheu reunir-se. Apesar de ter durado apenas 30 minutos, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que o encontro foi “tão positivo quanto rápido”.

“Entre irmãos, o que há a dizer diz-se rápido, como se diz em família, e há uma empatia natural entre povos que facilita fazer passar a mensagem”, declarou.

“Naturalmente havia pontos que teriam de ser tratados”, tais como o da “comunidade brasileira em Portugal, que está a crescer”, e “a comunidade portuguesa no Brasil, que é de gerações muito diferentes”.


“Teoricamente são 100 mil em dez milhões” os brasileiros em Portugal “mas, na prática, são bem mais”, frisou Marcelo.

 

Media player poster frame


No encontro foi também discutida a “cooperação económica bilateral que já existe em domínios como o digital, as novas tecnologias, a energia, incluindo as renováveis”.

Falou-se ainda da relação entre a União Europeia e o Mercosul “e da importância de se fechar esse acordo, que tem sido complexo”, declarou o Presidente da República. “Mas Portugal está permanentemente a fazer o que pode” para que seja fechado o acordo, “que é muito importante para as duas partes”.

Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que Bolsonaro poderá visitar Portugal entre o final de 2019 e o início de 2020, tendo os ministros dos Negócios Estrangeiros dos dois países de acertar uma data concreta.

“O calendário do Presidente Bolsonaro é muito ocupado”, disse, relembrando também, que “há um calendário muito ocupado em Portugal durante boa parte deste ano” devido às eleições europeias, legislativas e da Madeira.
“Não há CPLP sem Brasil”
O Presidente português tinha avançado, no final de terça-feira, que pretendia debater com Bolsonaro o “empenho brasileiro” na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a conferência dos oceanos, as relações entre a União Europeia e o Mercosul e ainda o papel das comunidades portuguesa e brasileira em ambos os países.

"Não há CPLP sem Brasil. O Brasil é uma potência mundial, é um país liderante do Mercosul, tem um peso fundamental no universo latino-americano", declarou Marcelo.

“O Brasil tem de estar profundamente empenhado na CPLP” para que a comunidade de língua portuguesa tenha “peso no mundo”, acrescentou.

“Uma coisa é certa: como aconteceu com todo o presidente e com todo o governo, Portugal está na primeira linha da cooperação, da construção conjunta de laços económicos para o futuro”, frisou.

Marcelo Rebelo de Sousa esteve, no primeiro dia do ano, presente na tomada de posse de Jair Bolsonaro e já destacou “a forma muito direta e afável como o Presidente e o vice-presidente se dirigiram a Portugal”, atribuindo o “acolhimento muito simpático” à boa relação entre os dois países.

Quanto ao discurso de Bolsonaro na tomada de posse, o Presidente português preferiu abster-se. “Tenho um princípio de não comentar os discursos dos outros chefes de Estado, em todas as circunstâncias”, disse, apesar de considerar que a cerimónia foi “muito cheia e, nesse sentido, bastante interessante”.

Comentários para "Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo diz que teve com Jair Bolsonaro uma "reunião entre irmãos"":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório